Thaisa Galvão

4 de julho de 2017 às 7:56

Branco de Neve perde mais um anão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E quando Michel Temer troca a presidência do país pela luta para conseguir apoio na Câmara para não ser investigado pelo óbvio ululante, eis que mais um dos seus anões é preso.

Branco de Neve está ficando só.

Já não tem o apoio dos pupilos Eduardo Cunha, Henrique Alves e agora Geddel Vieira.

Também já não conta com Rocha Loures, que está preso em casa e não pode mais pegar nem na alça da mala.

Restam do seu lado Moreira Franco, Eliseu Padilha e Romero Jucá.

Renan Calheiros debandou.

Eunício Oliveira faz de conta que não é com ele.

Mas ninguém sabe o dia de amanhã.
Resta saber se diante do óbvio cada vez mais ululante os deputados vão impedir que o presidente seja pelo menos investigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*