Thaisa Galvão

6 de julho de 2017 às 12:01

Eduardo Cunha faz pressão para delatar mas MPF adianta colaboração de Lúcio Funaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nos meios jurídicos ainda se diz que o Ministério Público Federal quer manter o ex-deputado Eduardo Cunha (PSDB) preso e não quer aceitar sua delação.

Mas, Cunha vem trabalhando pesado para dizer o que fez, com quem fez e o que sabe.

Cunha já pontuou mais de cem anexos para a colaboração.

Resta saber quantos serão aproveitados se houver acordo oficial.

Procuradores têm conversado com os advogados de Cunha, que tem dito que pretende entregar documentos já na próxima semana.

Terá que convencer o MPF a aceitar sua colaboração.

Por enquanto, aceita mesmo foi a delação do doleiro Lúcio Funaro, que até foi transferido para a carceragem da Polícia Federal em Brasília para finalizar sua colaboração.

Cunha continua preso em Curitiba, pressionando para delatar, principalmente, quem ainda está fora da cadeia: o presidente Michel Temer, os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha e o senador Romero Jucá.

Todos do núcleo duro do PMDB, do qual também faziam parte ele próprio e os ex-deputados Henrique Alves e Geddel Vieira Lima, todos presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*