Thaisa Galvão

31 de julho de 2017 às 7:10

Depois de bilhões em manobras, Câmara se prepara para votar denúncia contra Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quarta-feira 2 de agosto vem aí e o plenário da Câmara deve votar o pedido de abertura de inquérito para investigar o presidente da República, Michel Temer.O pedido do Ministério Público Federal, depois de muita manobra feia e o derramamento de bilhões em emendas e recursos para aliados em troca de apoio, foi negado pela Comissão de Constituição e Justiça que começou o processo com uma composição e terminou com outra, já que alguns dos seus membros foram trocados como parte da manobra bancada pelo Planalto.

Mas, independente da posição da CCJ, a matéria vai a plenário, mais uma vez enfrentando bilhões em negócios fechados durante o recesso parlamentar.
Bem que os deputados que vão julgar a abertura de inquérito poderiam repetir aquela cena do impeachment de Dilma Rousseff, onde os discursos envolviam filhos, mulheres, pais, amigos…

E em nome de filhos, mulheres e pais, denunciassem as manobras dos últimos dias, em defesa da ombridade do primeiro

presidente da história do Brasil denunciado por corrupção.
A sessão de votação está marcada para a quarta, mas vai depender da presença dos deputados no plenário, pois para que a denúncia seja autorizada, 342 deputados terão que votar contra o parecer aprovado na CCJ, do relator Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendou a rejeição da denúncia.

A leitura do parecer será feita amanhã, na reabertura dos trabalhos da Câmara.

Há quem defenda que o debate seja adiado, mas o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM), já disse que seguirá o calendário previsto.

Dependendo, claro, do quórum do plenário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*