Thaisa Galvão

6 de outubro de 2017 às 16:46

Depois de 2 anos em Fortaleza, feira internacional de camarão volta a acontecer em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de dois anos acontecendo em Fortaleza, a tradicional Feira Nacional do Camarão – Fenacam, volta a ser sediada em Natal, graças ao apoio do Governo do Estado.

O evento foi apresentado pelo presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão – ABCC – Itamar Rocha.
A Fenacam já conta com cerca de 100 expositores e acontecerá paralelo ao XIV Simpósio Internacional de Carcinicultura, o XI Simpósio Internacional de Aquicultura, o XIV Festival Gastronômico de Frutos do Mar e a XIV Feira Internacional de Serviços e Produtos para Aquicultura.
“Temos perdido espaço para países menores, como o Vietnã, por exemplo, que mesmo enfrentando uma guerra superou a produção pesqueira brasileira em quase 5 milhões de toneladas no ano passado. O Equador combate 13 doenças no cultivo de camarão marinho contra quatro do Brasil e, mesmo assim, produziu 406.334 toneladas do crustáceo, enquanto nós só conseguimos produzir 60.000”, enumerou o presidente da ABCC.
“O Nordeste responde por 99,7% da produção nacional, mas pode produzir ainda mais. A criação de camarão representa uma oportunidade real de emancipação do povo e da economia nordestina que está sendo desperdiçada. Na Fenacam vamos apresentar inovações e tecnologias sustentáveis que devem estimular empreendedores e entidades governamentais a mudar esse cenário”, ressaltou Itamar Rocha.

A Fenacam é o maior evento técnico-científico e empresarial da Aquicultura brasileira e latino-americana. 
A Feira nasceu no Rio Grande do Norte, onde foi realizada por dez anos, mas teve suas últimas edições realizadas em Fortaleza (CE). 
A 14ª edição acontecerá nos dias 15 a 18 de novembro, no Centro de Convenções, na Via Costeira.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.