Thaisa Galvão

26 de fevereiro de 2018 às 7:48

Vigilantes de agências bancárias entram em greve e sindicato patronal se dispõe a negociar [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os vigilantes de agências bancárias entram em greve hoje no Rio Grande do Norte.

O sindicato das empresas de segurança privada (Sindesp) se disponibilizou a negociar e emitiu alguns pontos do que seria essa negociação, com base na nova lei em vigor após a reforma trabalhista, deixando claro que essa não é hora de protestar contra a nova lei já em vigor.

 

-O vigilante da rede bancária com escalas de 36 horas semanais ou de 44 horas semanais não sofrerá nenhum impacto na remuneração salarial.

-O salário atual da categoria, onde o nível mínimo de escolaridade exigido por Lei é a 4ª série primária, no Rio Grande do Norte é o maior entre os nove estados do Nordeste. A remuneração de R$ 1.684,77 no RN é a maior do Nordeste, sendo a menor na Paraíba, com valor R$ 1.280,55.

-O sindicato considera abusiva a greve, sendo um abuso a proibição do direito de ir e vir do trabalhador, além de afetar a sociedade proibindo o acesso aos serviços nas agências bancárias.

-As empresas de segurança são apenas um elo entre os vigilantes e contratantes para prestação dos serviços e repudia a veiculação através das mídias sociais e material impresso sobre “ inverdades e ilações a respeito de supressão salarial e de direitos adquiridos, levando a categoria a erro de interpretação com a finalidade da adesão geral dos vigilantes”.

-Na última reunião realizada na Superintendência Regional do Trabalho – SRT, os empresários precisaram sair escoltados pela Polícia Militar por falta de entendimento com os vigilantes sindicalizados.

Uma resposta para “Vigilantes de agências bancárias entram em greve e sindicato patronal se dispõe a negociar”

  1. Soares disse:

    Qualquer VIGILANTE que tenha só a 4°série, deixe seu Currículum em alguma empresa de Vigilância para ver se ele vai ser contratado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*