#JornalismoSemFakeNews

6 de março de 2018 às 8:05

Prévia entre adversários se chama acordão

[2] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma jogada eleitoral que só interessa aos jogadores.

É isso o que está se propondo ao eleitorado do Rio Grande do Norte ao ser lançada a possibilidade de se fazer uma pesquisa para definir quem será candidato a governador: se o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) ou o vice-governador Fábio Dantas, que vai se filiar ao PSB.

Quem já viu dois adversários combinarem uma candidatura?

Pesquisa em forma de prévia se faz quando dentro de um mesmo grupo tem mais de um pré-candidato.

E desde quando Carlos Eduardo e Fábio Dantas são aliados para serem protagonistas de um combinado assim?

O combinado tem um nome: Acordão.

Arquitetado para derrotar a senadora Fátima Bezerra (PT), pré-candidata ao Governo.

O combinado foi levado a público hoje em uma reportagem da Tribuna do Norte que ouviu apenasmente a chapa do prefeito Carlos Eduardo: ele e os senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Filho (MDB).

O vice-governador Fábio Dantas não foi ouvido.

2 respostas para “Prévia entre adversários se chama acordão”

  1. O povo não quer saber de Acordão. O povo não quer saber desses ‘combinados’ e ‘tramoias’. O povo ‘acordou’. O povo quer saber de quem trabalha. E que o nome seja esse mesmo, Acordão. A derrota vai ser maior do que a de 2014. Vamos para frente!

  2. Política é assim, um passando por cima do outro, o importante é o poder que querem assumir..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.