Thaisa Galvão

18 de março de 2018 às 7:58

Nove ministro vão deixar o governo Temer para disputar eleições [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vem aí uma big reforma no governo Michel Temer.

Faltando 3 semanas para terminar o prazo para ocupantes de cargos públicos que desejarem concorrer nas próximas eleições se desincompatibilizarem.

O G1 fez um levantamento e apurou que 11 ministros podem deixar os cargos para saírem candidatos em seus estados.

De certeza são 9 já que o ministro da Fazenda Henrique Meirelles (PSD-SP), que quer ser presidente da República, e Gilberto Kassab (PSD-SP), das Ciência, Tecnologia e Comunicações, ainda não confirmaram se irão para a disputa.
Saiba quais são os que estavam só se valorizando para levar no currículo da campanha um título de ministro:
Marx Beltrão (MDB-AL): Turismo

Ricardo Barros (PP-PR): Saúde

Sarney Filho (PV-MA): Meio Ambiente

Fernando Coelho Filho (sem partido-PE): Minas e Energia

Maurício Quintella (PR-AL): Transportes

Leonardo Picciani (MDB-RJ): Esporte

Osmar Terra (MDB-RS): Desenvolvimento Social

Mendonça Filho (DEM-PE): Educação

Helder Barbalho (MDB-PA): Integração Nacional
E a lista dos ministros que decidiram ficar no governo, em alguns casos se garantindo num foro privilegiado:
Eliseu Padilha (MDB-RS): Casa Civil

Moreira Franco (MDB-RJ): Secretaria-Geral

Carlos Marun (MDB-MS): Secretaria de Governo

Raul Jungmann (PPS-PE): Segurança Pública

Blairo Maggi (PP-MT): Agricultura

O G1 não obteve resposta dos ministros:

Alexandre Baldy (PP-GO): Cidades

Aloysio Nunes (PSDB-SP): Relações Exteriores
Os ministros Alexandre Baldy (PP-GO) das Cidades, e Aloysio Nunes (PSDB-SP), das Relações Exteriores, não responderam ao questionamento dos repórteres Guilherme Mazui e Filipe Matoso, do G1 de Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.