#JornalismoSemFakeNews

28 de agosto de 2018 às 13:49

Os fatos e fakes da entrevista de Ciro Gomes: Presidente do PDT Carlos Lupi é réu

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Globo divulgou hoje o que foi Fato e o que foi Fake na entrevista do presidenciável Ciro Gomes (PDT), que foi ao ar ontem no Jornal Nacional.

Confira as declarações de Ciro e seus significados:

 

“Réu ele (o Carlos Lupi) não é” – #FAKE

O presidente do PDT, Carlos Lupi, é, sim, réu em uma ação civil pública por improbidade administrativa que tramita na 6ª Vara Federal de Brasília. Segundo o Ministério Público Federal, em 2009 ele viajou para agendas oficiais como ministro do Trabalho em uma aeronave alugada pelo dono de uma empresa que tinha interesses em contratos com o ministério. O MPF diz que contratos foram assinados com a empresa após a viagem. A Justiça aceitou a ação civil pública em 2015.

*

“63 milhões de pessoas humilhadas com o nome sujo no SPC” – #FATO

*

“220 mil lojas, nos últimos três anos para cá, foram fechadas” – #FATO

*

“Ela (Kátia Abreu) é uma pessoa que conhece a economia rural brasileira como poucos, foi ministra da Agricultura, votou contra o impeachment, votou contra o golpe, votou contra a Reforma Trabalhista selvagem que está destruindo a relação de trabalho no Brasil” – #FATO

*

“Um pente-fino em todas as renúncias fiscais, que são R$ 354 bilhões” – #FATO

*

“[No Ceará] Uma de cada três escolas (do ensino médio) já é ensino em tempo integral profissionalizante” – #NãoébemAssim

Ao todo, 33% das 653 escolas de ensino médio da rede estadual do Ceará oferecem ensino em tempo integral, de acordo com o Censo Escolar de 2017, do Inep. No entanto, mesmo nessas unidades nem todos os alunos estudam em tempo integral. Apenas 21% das escolas têm mais de 70% dos matriculados nessa modalidade. Em 12% da rede estadual, menos de 70% dos alunos têm acesso ao ensino integral.

*

“As bolsas da Capes estão suspensas para o ano que vem” – #FAKE

As bolsas não estão suspensas. O Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) chegou a alertar no início de agosto que, caso o governo federal mantivesse a decisão de cortar 11% do Orçamento do órgão para o ano que vem, podiam ser suspensos os pagamentos “de todos os bolsistas de mestrado, doutorado e pós-doutorado a partir de agosto de 2019”.

*

“A Colômbia está recebendo mais de 500 mil venezuelanos” – #FATO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.