#JornalismoSemFakeNews

16 de setembro de 2018 às 15:18

Vakinha potiguar: “Seja Fã” é a única empresa virtual para arrecadar doações eleitorais nas eleições 2018

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O jornalista Alan Oliveira acaba de criar um site para arrecadar doações eleitorais.

O “Seja Fã”, na linha da “Vakinha” já existente, foi aprovado pelo TSE.

Essa plataforma virtual é a única lançada no Rio Grande do Norte para as eleições 2018 e estará disponível para arrecadações a partir desta segunda-feira.

Pioneiro no RN, o “Seja Fã” é homologado e controlado pelo Banco Central, sendo a única plataforma do RN aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que atendeu todas as exigências.

Para fazer o pré-cadastro de projetos ou doações, os candidatos devem acessar o endereço eletrônico: www.sejafa.com.br e enviar e-mail para contato@seja.com.br.

Inicialmente a plataforma estará disponível apenas para campanhas eleitorais de 2018, mas a partir de 8 de outubro estará liberada para cadastrar projetos de diversos segmentos.

“Seja Fã” é uma plataforma de crowdfunding, de financiamento coletivo, a famosa vaquinha, para inserir sua campanha focada nos fãs a ajudarem a viabilizar a campanha, a vestir a camisa de uma causa, impulsionando nas redes sociais e demais canais de comunicação.

No Seja Fã, os candidatos devidamente registrados na Justiça Eleitoral cadastram-se e têm a página personalizada em ambiente digital.

No perfil criado, o candidato também consegue definir metas para a sua comunidade de fãs em tempo real.

As contribuições são feitas apenas por pessoas físicas e não podem ultrapassar 10% dos rendimentos brutos do Imposto de Renda relativos ao anterior da eleição.

O valor máximo para doações é de R$ 1.064,10.

Os pagamentos podem ser efetuados por meio de boleto bancário, transferência bancária, depósito e cartões de crédito e débito.

As contribuições podem ser feitas até o dia 7 de outubro, para candidatos eleitos no 1° turno, e 28 de outubro para os candidatos que disputarem o 2° turno.

A lista com o nome dos doadores será exibida no perfil do candidato, garantindo ainda mais a transparência da doação.

“O financiamento coletivo é uma maneira eficiente de arrecadação de recursos. Iremos trabalhar com projetos nas áreas eleitoral, esportiva, cultural, social, dentre outras. No cenário político, nosso foco nesse momento, a ferramenta será fundamental para os candidatos e partidos políticos buscarem um engajamento com os eleitores e viabilizarem a campanha de forma segura e transparente”, explica Alan Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.