#JornalismoSemFakeNews

19 de dezembro de 2018 às 16:22

“Se o Supremo ainda for o Supremo, minha decisão tem que ser obedecida”, afirma o ministro Marco Aurélio Mello

[1] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Marco Aurélio Mello, que decidiu pela soltura dos presos condenadas pela segunda instância da Justiça, beneficiando entre os milhares em todo o país, o ex-presidente Lula, não acredita que o STF irá derrubar sua decisão, acatando recursos da procuradora Geral da República, Raquel Dodge.

“Se o Supremo ainda for o Supremo, minha decisão tem que ser obedecida, a não ser que seja cassada”, afirmou o ministro Marco Aurélio, ao blog do jornalista Valdo Cruz.

“Vai ser um teste para a nossa democracia, para ver se as nossas instituições ainda são respeitadas”, desafiou Marco Aurélio.

“Achei que não podia encerrar o ano no Judiciário sem tomar uma decisão sobre o assunto, por isso tomei uma decisão”, disse.

Indagado pelo jornalista Valdo Cruz se teme ser criticado, o ministro afirmou:

“Magistratura é opção de vida. Não ocupo cadeira do Supremo voltado a fazer relações públicas. É o meu dever seguir minha consciência, e temos de cumprir o nosso dever”.

Uma resposta para ““Se o Supremo ainda for o Supremo, minha decisão tem que ser obedecida”, afirma o ministro Marco Aurélio Mello”

  1. cassiafloquet disse:

    Já foi derrubado.. isso é um judiciário.. mequetrefe..kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.