Thaisa Galvão

17 de fevereiro de 2019 às 19:10

Amigo de Bolsonaro diz que Bebianno não mentiu e que vê com “maus olhos” interferência dos filhos no Governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Paulo Marinho, que abriu as portas de sua casa na campanha para abrigar o quartel general do candidato a presidente Jair Bolsonaro, e que foi indicado suplente do senador Flávio, filho do presidente, entrou na defesa do “ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno.

“Ele vai querer dar sua versão, até porque ele não vai querer sair como mentiroso, porque essa acusação é improcedente”, disse Marinho em entrevista à Folha neste domingo, depois de ter almoçado com Bebianno.

Paulo Marinho virou suplente de Flávio por indicação de Bebianno, e segundo a Folha, o senador aceitou a contragosto a indicação, já que o relacionamento com Bebianno não é dos melhores desde a pré-campanha, quando decidiu-se trocar o Patriota (preferido de Flávio) pelo PSL. 

Sobre a interferência dos Meninos Superpoderosos no Planalto…

“Vejo como todo mundo: com muito maus olhos. Mas filho é filho, né?”, declarou o suplente de Flávio Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*