Thaisa Galvão

5 de dezembro de 2019 às 22:41

Festival de arte, gastronomia e agricultura familiar acontecerá neste sábado em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Será neste sábado a estreia do Festival de Arte, Gastronomia e Agricultura Familiar, que será realizado na Central de Comercialização da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Cecafes), partir das 8h.

Responsável por desenvolver o Portal do Artesão, Julianne Dantas e o parceiro no evento, Antônio Fernandes, deram entrevista nesta quinta-feira, no Jornal da Noite, na 95MaisFM, para apresentar a programação que incluirá música, brincadeiras para crianças e gastronomia.

Estarão se apresentando neste sábado, Alan Persa, Aline Alves e Clécio Forró Prime.

A feira de produtos orgânicos começa às 8h e os shows acontecerão a partir do começo da tarde.

A ideia segundo os organizadores é o evento se repetir todos os sábados.

O Cecafes, onde existe uma feirinha permanente de frutas e verduras, fica no cruzamento da Jaguarari com a Mor Gouveia, em Natal.

5 de dezembro de 2019 às 21:50

Prefeitura de Natal adere ao movimento de homens pelo fim da violência contra mulheres [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Álvaro Dias vai lançar nesta sexta-feira, às 13 horas, no Midway Mall, a campanha do Laço Branco em Natal.

A iniciativa surgiu no Canadá, em 1989, depois de um crime que resultou na morte de 14 mulheres.

A campanha foi adotada no Brasil e desde 2007 o dia 6 de dezembro foi instituído o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

A campanha será coordenada pela Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, do município de Natal, que tem à frente a secretária Andrea Ramalho Alves.

A campanha terá como marca o uso de uma fita branca, representando o compromisso de nunca cometer ou tolerar a violência contra mulheres e meninas.

A Campanha do Laço Branco busca lembrar ainda que a violência não é só física e pode ser também psicológica, patrimonial ou sexual, e que a omissão também dificulta o combate à violência de gênero.

5 de dezembro de 2019 às 17:57

Senador Styvenson corrige no Senado o erro cometido contra o presidente da Caern [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de alertado pelo presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares, de que havia divulgado uma informação incorreta sobre o valor do seu salário, o senador Styvenson foi ao plenário do Senado nesta quinta-feira fazer a correção.

Confirmou que errou, que não pesquisou direito sobre o assunto, e reafirmou o que o Blog publicou: os altos salários são de outros servidores.

Que eram diretores ate o mês de novembro, cumprindo mandato – os cargos são indicados por governadores e eleitos pelo Conselho da empresa.

Styvenson criticou os salários altos, em torno de 70 mil reais, de servidores-diretores que vinham se segurando na Caern uma gestão atrás da outra…

O fato é que o senador acusou, com dados errados, o presidente Roberto Sérgio, que pediu a correção e o senador fez.

5 de dezembro de 2019 às 15:40

As declarações bombásticas da deputada Joice Hasselmann [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Grave o que está denunciando a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) na CPI das Fake News.

Ela explicou em detalhes como as notícias mentirosas e os ataques direcionados partem de dentro do Palácio do Planalto, sob o comando dos filhos do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro.

Os vídeos com trechos do depoimento da parlamentar, que era queridinha e da confiança de Bolsonaro, estão bombando nas redes.

 

No meio do depoimento, houve treta entre Joice e a deputada Carla Zambeli, a queridinha da hora de Bolsonaro.

Mas…Joice declarou que Bolsonaro perguntou se ela tinha sido…prostituta…

5 de dezembro de 2019 às 13:05

Erro feio de Styvenson no plenário do Senado não foi postado nas redes sociais pela assessoria de imprensa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A assessora de imprensa do senador Styvenson, a jornalista Glácia Marillac, disse ao Blog que o vídeo – com a arte – do discurso do senador acusando o presidente da Caern de receber um salário que não recebe, não foi produzido pela comunicação do gabinete do senador.

Feito o reparo com Glácia.

Deve ter sido outro assessor que não checou que os altos salários da Caern não são do presidente como disse Styvenson.

O erro feio continua valendo, já que o senador disse que “viu” o salário alto do presidente, quando não há alto salário no portal da transparência relacionado ao presidente da Caern.

São outros dois servidores…

Que foram nomeados para mandatos que terminaram em novembro.

Indicados pelo Governo passado e eleitos pelo Conselho da Caern.

Aliás, os dois detentores de altos salários na Caern são antigos na diretoria.

Começaram no Governo Garibaldi Filho, passaram pelo de Wilma de Faria…seguiram pelo de Rosalba, Robinson…

Já foram chamados de Cardeais…

5 de dezembro de 2019 às 9:18

Senador Styvenson erra feio ao acusar presidente da Caern exibindo contracheques de outros servidores [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Styvenson Valentim errou feio no discurso que fez no plenário do Senado, quando disse que o presidente da Caern tem salário de 70 mil reais.

“Eu vi!”, brasou Styvenson em seu discurso, apresentando dois contracheques que não continham sequer o nome do presidente da Caern.

Eram de outras pessoas.

Tipo…

O senador fez uma acusação sem olhar o contracheque que ele enfaticamente disse ter visto.

Ou será que ele achava que o nome do contracheque que ele mostrou era do presidente da Caern?

Então o senador não sabe quem é o presidente da Caern…mas o acusa de ganhar 70 mil reais.

Confira o vídeo do senador, com direito a arte feita pela assessoria que também não procurou saber como é o nome do presidente da Caern.

A “denúncia” não checada de Styvenson, que sempre defendeu a verdade em primeiro lugar, também não procurou saber o significado dos 70 mil que ele atribuiu ao presidente.

O Blog checou que as duas pessoas mostradas pelo senador Styvenson como sendo o presidente, cumpriram mandatos em diretorias da Caern do governo passado até novembro.

Foram indicados pelo governador Robinson Faria e eleitos pelo Conselho da empresa.

E não tem salários de 70 mil.

Nos dois contracheques apresentados pelo senador como sendo o do presidente da Caern, constam férias e outras vantagens dos agora ex-diretores.

Que apesar de servidores de carreira, com vantagens incorporadas, não tem salários de 70 mil, e ainda tiveram os vencimentos reduzidos em 14 mil.

Presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares é servidor de carreira da Caixa Econômica, e pelos serviços prestados à Caern recebe somente a representação do cargo comissionado, como manda a lei. Ou seja, 60% do valor do salário de presidente da empresa.

Ontem o presidente Roberto Sérgio se pronunciou.

Vamos aguardar o pronunciamento do senador no plenário do Senado, dizendo que errou, que não checou, que nem ele nem sua assessoria sabe o nome do presidente da Caern…

Eis o vídeo de Roberto Sérgio.