Thaisa Galvão

31 de janeiro de 2020 às 11:40

Presidente do Ipern explica que sem reformar Previdência o RN fica impedido de receber recursos federais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Governo do RN reuniu o Forum dos Servidores para apresentar o projeto de reforma da Previdência e explicar que se as medidas não forem aprovadas pela Assembleia Legislativa até março, o Estado ficará impedido de receber repasses e firmar convênios com a União.

O Forum teve acesso à minuta da proposta de emenda à Constituição que visa corrigir as distorções e o déficit na previdência estadual.

Mas as novas alíquotas de contribuição dos servidores ainda estão sendo definidas.

Foto Ivanízio Ramos

Para o presidente do Instituto de Previdência do Estado – IPERN, Nereu Linhares, não há dúvidas sobre a necessidade de reformar a previdência.

“Em todo o mundo a previdência precisa ser revisada periodicamente por que o mecanismo se baseia no tempo médio de vida e no valor da contribuição, que são variáveis em todos os sistemas e precisam ser ajustadas”, explicou Nereu.

“O Estado precisa se adequar às normas federais para receber o Certificado de Regularização Previdenciária – CRP. Sem o CRP o Estado fica impedido de receber repasses financeiros, firmar convênios e obter aval para empréstimos”.

“Dizer que a nossa proposta é mais onerosa que a da União é impróprio. A nossa impacta bem menos junto ao contribuinte”.

“A proposta apresentada para o nosso Estado não é pior que a do Governo Federal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*