Thaisa Galvão

1 de fevereiro de 2020 às 5:09

Cotado para casa Civil, Rogério Marinho diz que nunca foi nem sondado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais uma crise no Palácio do Planalto provocada por seus ocupantes.

Em viagem de lua de mel, o chefe da Casa Civil Ônix Lorenzoni quase vira um sem teto no Palácio de tanto que sua pasta foi esvaziada.

Só falta tirar o próprio Lorenzoni de dentro.

Ele diz que não tem intenção de deixar o Governo, mas cabe ao presidente Bolsonaro mantê-lo ou não como auxiliar.

Os mais próximos de Bolsonaro falam em Lorenzoni para a Educação.

Seria uma forma de mandar para casa o problemático Abraham Weintraub, que tem feito uma besteira atrás da outra na gestão.

O Enem/Sisu foi apenas um dos micos da gestão Weintraub.

Lorenzoni na Educação, fica a lacuna: quem assumiria a Casa Civil?

Se depender do ministro da Economia, Paulo Guedes, seu pupilo Rogério Marinho é o nome certo.

Mas Guedes não consultou os universitários e Rogério não demonstra interesse ao dizer que nem foi sondado.

“Nunca fui convidado a respeito. Não tenho nada a ver com isso”, disse Rogério, questionado por jornalistas, ontem em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*