Thaisa Galvão

9 de fevereiro de 2020 às 13:54

PT: um quarentão em crise e sem rumo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Carta Capital, publicação simpática ao PT, falando do partido quarentão que envelhece sem saber o rumo do futuro:

O PT preparou um festival com cinema, música e debate político para comemorar, no Rio, seus 40 anos de fundação, a ser completados em 10 de fevereiro. Por trás das cortinas festivas, esconde-se uma crise existencial naquele que é o maior partido de esquerda da América Latina, conforme se ouve de petistas graúdos.

O partido envelheceu e não sabe ao certo como rejuvenescer em um Brasil social e economicamente bem diferente daquele de 1980, ano de seu surgimento. O longo tempo no poder federal afetou a capacidade interna de pensar ideias novas, abriu um fosso com as bases e as massas, abalou sua imagem com escândalos. Se continua a sigla preferida dos brasileiros, é também a mais repudiada.

Ter o governo Jair Bolsonaro como pano de fundo e rival principal piora tudo. Um ano após a posse do ex-capitão, o PT ainda busca um discurso eficiente contra o bolsonarismo. “O governo fica com suas patacoadas, com guerra cultural, e a gente vai junto. Precisamos dialogar com os problemas reais da população”, diz o deputado Alexandre Padilha, pré-candidato a prefeito de São Paulo.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*