Thaisa Galvão

14 de fevereiro de 2020 às 5:09

O risco de ser auxiliar próximo do governo Bolsonaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Até que ponto vale a pena para o currículo ser auxiliar do presidente Jair Bolsonaro?

Estar perto do presidente pode ser fatal para a carreira política de qualquer pessoa.

É que a linha de frente do Palácio do Planalto vai estar sempre no cardápio dr frituras de Flávio, Eduardo e Carlos, os filhos do presidente, e do mentor do governo, Olavo de Carvalho.

O quarteto não mede palavras ou palavrões nas redes sociais para fritar os auxiliares do governo.

Basta olhar atravessado para um dos 4 para virar lenha no fogo do inferno.

O potiguar Rogério Marinho optou por deixar o escalão de secretários pelo de ministros, e agora segue na linha de tiros.

O nome do deputado Fábio Faria tem sido lembrado para ser ministro de Bolsonaro.

Podem passar de queridinhos a alvos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*