Thaisa Galvão

18 de março de 2020 às 12:14

Requerimento de deputados médicos suspende trabalhos na Assembleia Legislativa do RN por 15 dias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Requerimento lido na sessão da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, pelo deputado médico Galeno Torquato: a Casa estará fechada nos próximos 15 dias.

Galeno explicou, entre outras justificativas, que a Assembleia que atrai pessoas de todo o Estado, faz a sua parte, ciente de que o Estado não tem condição de arcar com as consequências do surto sem providências.

Galeno leu a justificativa em nome de 5 deputados médicos: ele próprio, Getúlio Rêgo, Bernardo Amorim, Albert Dickson e Vivaldo Costa, antes de colocar em votação.

Abaixo o requerimento:

Nós, Deputados Estaduais da atual Legislatura que ao final assinam, com fundamento no art. 159, V, c/c art. 219, ambos do Regimento Interno deste Parlamento, REQUEREMOS a imediata suspensão de todas atividades, administrativas e legislativas, no âmbito desta Assembleia.

E JUSTIFICAMOS o presente pedido diante da atual situação de emergência enfrentada pelo Brasil, afetado pela pandemia do novo coronavíms (COVID-19) já declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

É de conhecimento público e notório o frequente acréscimo de casos de infecção de pessoas pelo COVID-19, inclusive com a confirmação recente do primeiro paciente acometido pela epidemia no Rio Grande do Norte.

Infelizmente, o nosso Estado não se encontra alheio aos demais casos do país, tampouco isolado de forma a obstar a expansão da doença, daí porque a paralização dos trabalhos, a toda evidência, corresponderá a mais uma tentativa de contribuir à prevenção.

Assim, faz-se imperioso promover medidas com o fito de resguardar a integridade dos parlamentares, dos servidores e colaboradores da Casa, bem como das pessoas que eventualmente transitam nas dependências da Assembleia, além de, assim, evitar a propagação do vírus com a circulação de possíveis vetares.

E o que se requer.

*

Atualizando:

A Assembleia aprovou o requerimento à unanimidade do plenário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*