Thaisa Galvão

21 de abril de 2020 às 22:42

Em comum acordo com comércio e setores produtivos Governo prorroga até 5 de maio regras de restrição ao funcionamento do comércio [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Governo do Rio Grande do Norte, em comum acordo com entidades do comércio e da indústria, decidiu prorrogar até 5 de maio as regras de restrição do funcionamento do comércio.

O decreto que restringe o funcionamento do comércio teria validade até esta quinta-feira, 23.

Eis a nota do Governo:

NOTA

A governadora Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto e secretários estaduais se reuniram nesta terça-feira (21), por videoconferência, com representantes da Fiern, Fecomércio, Fetronor, Faern e diversos sindicatos e representantes do setor produtivo potiguar para, em um diálogo aberto e democrático, discutir sobre a vigência do decreto que diminuiu a concentração de pessoas no combate à propagação da pandemia da covid-19.

Seguindo as recomendações de especialistas do mundo inteiro e do corpo de técnicos do RN, que falam sobre a necessidade de permanência do isolamento social, o Governo propôs manter as regras de restrição do funcionamento do comércio até pelo menos o próximo dia 05 de maio, quando poderá ser reavaliada a possibilidade de retomada das atividades.

Para discutir e planejar as próximas ações na área, foi criado um Grupo de Trabalho com representantes do Governo, dos empresários, do comitê científico estadual e da Federação dos Municípios para, juntos, elaborarem um plano que visa a retomada do funcionamento do comércio e da economia em geral.

21 de abril de 2020 às 19:11

Reitor temporário do IFRN vai nomear diretores gerais que já haviam sido escolhidos pela comunidade escolar [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O reitor temporário do IFRN, Josué Moreira, vai nomear os diretores gerais dos campi de todo o Rio Grande do Norte.

Os nomes já escolhidos através de consulta à comunidade escolar serão mantidos.

As portarias com as nomeações dos Diretores Gerais (DG) serão encaminhadas nesta quarta-feira ao Diário Oficial da União para posterior publicação.

A decisão foi tomada depois que o reitor teve acesso à sede do IFRN e se reunido com a assessoria jurídica da instituição.

Abaixo a lista dos DG que poderão ser nomeados:

APODI – Francisco Damião Freire Rodrigues

CAICÓ – Max Miller da Silveira

CANGUARETAMA – Fávio Rodrigo Freire Ferreira

CEARÁ-MIRIM – Alan Paulo Oliveira da Silva

CURRAIS NOVOS – Adreilson Oliveira da Silva

IPANGUAÇU – José Geraldo Bezerra Galvão Júnior

JOÃO CÂMARA – Matheus Augusto Avelino Tavares

MACAU – Jerdmiler Gomes da Paiva

MOSSORÓ – Hélio Henrique Cunha Pinheiro

NATAL CIDADE ALTA – Ayres Charles de Oliveira Nogueira

NATAL CENTRAL – Jonas Eduardo Gonzales Lemos

NATAL ZONA LESTE – José Roberto Oliveira dos Santos

NATAL – ZONA NORTE – Edmilson Barbalho Campos Neto

NOVA CRUZ – Allan Nilson de Sousa Dantas

PARELHAS – Ramon Viana de Sousa

PARNAMIRIM – Paulo Vítor Silva

PAU DOS FERROS – Emanuel Neto Alves de Oliveira

SANTA CRUZ – Samira Fernandes Delgado

SÃO GONÇALO DO AMARANTE – Luisa de Marilac de Castro

SÃO PAULO DO POTENGI – Renato Dantas Rocha da Silva

21 de abril de 2020 às 17:04

Governadores vão dizer ao novo ministro da Saúde o que o governo federal e prometeu aos estados até agora não atendeu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, quer saber dos governadores o que o governo federal prometeu aos Estados e ainda não atendeu.

Os governadores vão responder na quinta-feira em mais uma reunião por videoconferência.

A primeira aconteceu nesta segunda-feira.

21 de abril de 2020 às 16:58

Fecomercio propõe flexibilização do decreto do Estado e retomada gradual das atividades socioeconômicas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Federação do Comércio do RN não quer mais saber de seguir decreto…

Quer abrir o comércio.

Confira nota divulgada neste feriado de Tiradentes:

Após a participação dos seus presidentes, Marcelo Queiroz e Afrânio Miranda, em reunião ocorrida no final da manhã desta terça-feira, 21, com a governadora Fátima Bezerra, representantes do Governo e outras lideranças empresariais, a Fecomércio RN e a FCDL RN marcaram suas posições e vêm a público externar detalhes da mesma, na nota que se segue.

Diante do cenário de extrema dificuldade que o mundo inteiro atravessa, sempre fomos defensores de que bom senso, equilíbrio e responsabilidade precisam permear qualquer análise dos assuntos envolvidos em toda esta crise (que é de saúde e econômica) e, principalmente, eventuais tomadas de decisões.

Ainda dentro desta linha, passados 30 dias desde o primeiro Decreto Estadual determinando o isolamento social no Rio Grande do Norte (editado em 20 de março de 2020) e considerando a interligação inevitável entre este isolamento e a atividade econômica geradora de ocupação e renda, identificamos a necessidade urgente de traçarmos um cenário de retomada gradual das atividades socioeconômicas. Entendemos ser esta a única como forma de evitarmos que o sofrimento do nosso povo seja prolongado além do estritamente necessário.

Tal entendimento toma por base a análise de números e indicadores variados levantados por nossa equipe técnica entre os quais destacamos:

– Desde o dia 12 de março, quando foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 no RN, e o dia 19 de abril, tivemos no Estado um total de 561 pessoas infectadas, com 27 óbitos. Estes números nos permitem dizer, entre outras coisas, que tivemos uma média de 14 novos casos por dia; que estamos com uma taxa de infecção de nossa população de 0,0164%; e que temos uma taxa de mortalidade de 4,81% dos infectados. Todos estes indicadores estão bastante abaixo das médias nacional e, sobretudo, daquelas registradas nos países onde o vírus foi mais devastador.

– Tínhamos no estado, em 19 de abril de 2020, cerca de 22% dos leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19 ocupados. Isto quer dizer que há 78% de vacância destes leitos. Há, ainda temos outras 75 novas vagas sendo implantadas nos próximos dias, o que fará com este nível de ocupação fique na casa dos 12,7%. Tal nível de ocupação nos dá uma situação bastante positiva, sobretudo se considerarmos que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, o cenário de tranquilidade em relação à disponibilidade de UTIs pode ser assim definido quando países, estados ou municípios têm, disponível, mais de 50% de sua capacidade de leitos de tratamento intensivo.

– O setor de Comércio e Serviços (responsável por cerca de 65% do ICMS recolhido no estado), vem sofrendo fortemente com a obrigatoriedade de fechamento daqueles segmentos considerados não essenciais e com a queda de vendas provocada pela imposição às pessoas de que permaneçam em casa. Para se ter uma ideia do problema, temos registro de quedas de até 92% no faturamento de segmentos que estão fechados (caso do segmento de turismo e transportes) e de até 49% mesmo entre os que estão abertos (situação dos postos de gasolina).

– Além disso, estão hoje fechados, em virtude do novo Decreto Estadual, publicado no dia 8 de abril de 2020, algo em torno de 46 mil estabelecimentos comerciais (considerando apenas e tão somente o comércio varejista) que estão entre os segmentos que não se enquadram como essenciais. Juntos, estes estabelecimentos empregam mais de 54 mil potiguares, direta e formalmente, e pagam cerca de R$ 67 milhões em salários. Números portentosos que têm um peso considerável no equilíbrio econômico de nosso estado, em vários aspectos. 

Levando de tudo isso em conta e considerando que o atual decreto estadual, que impõe o isolamento social e determina o fechamento de lojas, expira-se nesta quinta-feira, 23 de abril, propomos que ele NÃO SEJA PRORROGADO COMO ESTÁ e que possamos começar a flexibilizar o isolamento tomando como ponto de partida a retomada da possibilidade de que os estabelecimentos comerciais possam voltar a funcionar, desde que não utilizem sistema de ar condicionado central, conforme já era possível nos dezenove primeiros dias de isolamento.

21 de abril de 2020 às 12:47

Vírus Covid-19 se espalha cada vez mais em Natal e mata primeiro morador de rua [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Natal registra a primeira morte de morador de rua por coronavírus.

Bom que as pessoas entendam que isso agrava a situação na capital do Rio Grande do Norte.

O caso não significa que o vírus está deixando os bairros de classes A e B.

Significa que está se espalhando pela cidade, sem distinção de classe, cor, condição de vida.

O morador de rua era do grupo de risco apesar de ter apenas 52 anos.

Ele já teve tuberculose.

Mas esteve na rua quando contraiu o covid e pode ter transmitido.

A tuberculose só agravou a situação dele, mas a transmissão pode ter sido feita de forma generalizada.

21 de abril de 2020 às 12:42

MP pede afastamento do prefeito de Encanto que está com coronavírus mas continua circulando pela cidade [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ministério Público de Pau dos Ferros, por meio do promotor Paulo Freitas, está pedindo o afastamento do prefeito de Encanto, no Oeste do Rio Grande do Norte.

É que, segundo o MP, o gestor teve a confirmação que está com coronavírus e continuou trabalhando e circulando pela cidade sem cumprir quarentena.

Pelo que foi apurado o prefeito chegou a ter contato com 49 pessoas.

O pedido de afastamento se dá pelo fato do prefeito desobedecer as normas da pandemia, que pune quem transmite a doença sabendo que poderia ter evitado.

O Ministério Público recebeu a confirmação da própria Secretaria de Saúde do município de Encanto.

21 de abril de 2020 às 1:33

A vaidade dos presidentes [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do potiguar de Acari, Hortêncio Britto, radicado em Goiás, a vaidade de Bolsonaro e de tantos outros presidentes…

Na seção de cartas do jornal Correio Braziliense desta segunda-feira.

21 de abril de 2020 às 1:21

UFRN produz protetores faciais para uso de bebês antes de saírem da maternidades [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O laboratório de maquetes do curso de Arquitetura da UFRN, que em parceria com o IFRN de São Gonçalo do Amarante, já vinha desenvolvendo protetores faciais para serem doados a profissionais de saúde e de ambientes como cemitérios, decidiram proteger também os bebês recém-nascidos.

A necessidade se deu depois de registrada morte de um bebê de 4 dias de vida em Natal.

Os protetores faciais ‘new born’ começaram a ser testados em bonecos….

O bebê Davi, filho da jornalista Juliana Celli, prestes a fazer dois meses, foi escolhido para divulgar a novidade e a importância do uso pelos pequenininhos ainda na maternidade.

21 de abril de 2020 às 1:05

Diagnóstico do momento atual no RN será identificado nos próximos 14 dias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na coletiva desta segunda, a Secretaria de Saúde do RN informou que a pandemia do novo coronavírus entra numa semana estratégica para contenção ou disseminação do contágio.

“Esta semana é estratégica e exige reflexões. O Governo do RN continua em processo de expansão de leitos para assistência a casos críticos em todo o Estado. São leitos em Natal e Mossoró, e também em cada região. A ideia é que todas as regiões tenham pontos de estabilização incluindo respiradores, seja pontos públicos ou privados. Este esforço vem dando resultados sim”, afirmou o adjunto da Saúde, Petrônio Spineli .

O RN apresentou nesta segunda aumento do número de internados, mas índice estável de internados em UTIs.

“O diagnóstico de hoje é a fotografia do que aconteceu 10 ou 14 dias atrás. Nos últimos dias vimos um processo extremamente preocupante de aglomerações. E essas aglomerações de hoje terão repercussão nos próximos dias com possível aumento de casos. Não termos colapso no nosso sistema de saúde é resultante das ações normativas, dos decretos do Governo do RN tomou. E também da compreensão da sociedade que adere às medidas de proteção”, explicou Petrônio.

“Precisamos entender que todas as medidas de mitigação foram fundamentais para o quadro atual. Mas, tudo isso pode ser neutralizado pelas aglomerações dos últimos dias. O Governo do RN tem como meta evitar mortes, salvar vidas, por isso toma medida baseadas no conhecimento científico que devem ser respeitadas. É preciso intensificar proteção aos idosos e generalizar o uso de máscaras. Isso é comprovado mundialmente”, afirmou.

Foto Demis Roussos