Thaisa Galvão

1 de maio de 2020 às 9:51

Covid: Ministro da Saúde diz que diante do aumento de casos e de mortes não é hora para relaxamento no Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A lei do uso de máscaras imprime na sociedade, a impressão que agora pode liberar geral…

Que basta usar uma máscara para sair de casa.

E não é bem assim.

O que deve continuar sendo levado em consideração é o “se precisar sair use máscara”, ressaltando que só deve sair de casa quem realmente precisa.

E aí estão os trabalhadores de serviços essenciais já definidos em decretos.

Ou ainda quem precisa sair para comprar comida, remédio…se não puder se utilizar de delivery.

Ontem o ministro deu um recado aos estados:

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse nesta quinta-feira (30) que não é possível iniciar a liberação do isolamento social diante da curva de mortes provocadas pelo novo coronavírus em “franca ascendência”.

Ele fez essa afirmação ao explicar que tem diretrizes prontas para orientação de como gestores estaduais e municipais devem decidir sobre a manutenção do distanciamento social. Teich disse que o ministério avalia a forma correta de divulgar essas diretrizes, pois há receio de que as orientações sirvam de base para afrouxamento prematuro das medidas de distanciamento social.

“Ninguém está pensando em relaxamento. (…) Neste momento ninguém está pensando em flexibilizar nada, a gente está desenhando um projeto, uma diretriz”, disse o ministro.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Denizar Vianna, reafirmou o receio da equipe com o momento de divulgação das orientações. “No momento onde temos centros urbanos em fase de ascensão da curva, não é o momento adequado de mostrar isso”, disse o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*