Thaisa Galvão

5 de maio de 2020 às 1:15

“População precisa aumentar o isolamento”, diz secretário ao anunciar prorrogação de decreto restritivo e aumento de casos de Covid no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os números do coronavírus continuam subindo no Rio Grande do Norte o que obrigou o Governo do Estado a prorrogar o decreto que estipula medidas de combate à propagação do vírus covid-19.

“A situação não é fácil, está piorando e o colapso da rede hospitalar pode ocorrer rapidamente. A população precisa aumentar o isolamento, ficar em casa e adotar as medidas protetivas”, voltou a afirmar o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, que é médico infectologista do Hospital Giselda Trigueiro.

Ele lembrou que bastaria que o atual decreto, agora prorrogado por mais 15 dias, tivesse sido cumprido à risca para que a redução de pessoas circulando pudesse, possivelmente, reduzir também os casos da doença.

O secretário alertou que mesmo com o aumento da oferta de leitos, como os que foram entregues nos hospitais da Polícia Militar e Giselda Trigueiro, em Natal, e no Hospital São Luiz, em Mossoró, a capacidade de atendimento fica ‘fortemente comprometida’ com as pessoas descumprindo o isolamento.

“Os leitos instalados e em instalação podem não ser suficientes. Ou a sociedade aumenta o isolamento ou vamos entrar em colapso nos próximos dias”, reforçou Petrônio.

Até esta segunda-feira já eram 1.421 casos confirmados no Rio Grande do Norte, 4.974 suspeitos, 4.462 descartados, 415 recuperados (pessoas que saíram de hospitais), 62 óbitos e outros 23 em investigação.

De acordo com o médico-secretário, os números de suspeitos, descartados e confirmados vão ficar cada vez mais distantes da realidade com a evolução da epidemia, já que muita gente vai adoecer sem maior gravidade e ficar em casa, como recomendado, e vão se curar sem entrar na estatística.

Foto Sandro Menezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*