Thaisa Galvão

9 de maio de 2020 às 16:38

Prefeito Álvaro Dias assume presidência do PSDB de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, assumiu neste sábado à presidência do diretório municipal do PSDB.

Recém-filiado ao partido, Álvaro agora é predidente da legenda em Natal.

Ele assinou a nova função no partido hoje na sede do PSDB com presença de vereadores.

Para não causar aglomeração não houve divulgação e o presidente estadual da legenda, deputado Ezequiel Ferreira, que assinou a ficha de filiação de Álvaro, não compareceu à sede do partido.

9 de maio de 2020 às 15:42

Condenado e preso por corrupção, e agora de arma em punho, Roberto Jéfferson vira garoto-propaganda do governo Bolsonaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Meu Deus!!!

O que um político denunciado, condenado, preso por corrupção, então como condenado pode ser chamado de corrupto…é capaz de fazer para voltar a ser forte no Centrão como um dia foi.

Aquele Centrão que sempre esteve ao lado dos presidentes Sarney, Itamar, FHC, Lula, Dilma, Temer…e agora do tão igual Jair Bolsonaro.

Posar de arma em punho é declarar amor a bolsonaro.

Em troca de quê?

Das velhas indicações de cargos às quais bolsonaro se rendeu e que falsamente prometeu não se render, ser diferente e talz…

Tudo promessa de campanha.

Roberto Jefferson agora é o migucho de bolsonaro.

Que coisa…

Ainda fala em combater o bom combate…contra os vendilhões..

Roberto Jefferson está combatendo contra ele mesmo?

Isso é normal?

9 de maio de 2020 às 2:59

Depois de SP, Rio prorroga quarentena para até 31 de maio [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois do governador João Doria, prorrogar até 31 de maio a quarentena em São Paulo, foi a vez do Rio de Janeiro.

O governador Wilson Witzel também esticou o prazo do ‘fique em casa’ para o final do mês.

A validade do decreto anterior no Rio vence na próxima segunda-feira.

9 de maio de 2020 às 2:40

Professor da UFRN que estuda os caminhos do coronavírus diz que sem testes aleatórios para perseguir o vírus a pandemia não vai acabar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O professor do setor de Transporte e Logística da UFRN, Rubens Ramos, que vem estudando os caminhos do coronavírus desde o início da pandemia. Entregou aos secretários de saúde da Prefeitura de Natal e do Governo do Estado, um levantamento que mostra um retrato do avanço do coronavírus nas capitais do Nordeste.

O primeiro gráfico mostra os estados do Nordeste há um mês, exatamente em 6 de abril.

Segundo Ramos, tudo parecia controlável.

“O que eram 24, 16 mortos em Fortaleza, Recife? João Pessoa parecia bem. São Luís também. Mas em 30 dias algumas capitais se transformaram em um inferno sem controle, como veremos nos dados dessa sexta, 8 de maio, apenas um mês depois.

“Fortaleza, Recife e São Luís entraram em um inferno que será difícil sair. Maceió e João Pessoa caminham a passos largos para isso. Teresina, Natal e Aracaju ainda estão se segurando. Até quando?”, questiona o professor que perdeu o pai para a covid-19 no domingo de Páscoa. Morreu em Fortaleza, onde morava.

Para o pesquisador do vírus, “Natal está ainda em condição de evitar esse inferno, mas isso não vai durar indefinidamente. A continuarmos na atual estratégia de leitos e respiradores, que significa na prática deixar o vírus avançar para tratar os doentes, sem fazer busca ativa do vírus com testes aleatórios começando por áreas de maior incidência, identificação de casos e focos, e isolamento amplo de quarteirões ou até mesmo bairros inteiros, caminharemos seguramente para esse mesmo inferno”, alerta o professor, que só acredita em controle do vírus com a aplicação de testes.

“O tempo de agir está acabando, se esgotará rápido, como aconteceu com Fortaleza, Recife e São Luís. Natal tem hoje 17 óbitos. Um mês atrás, Recife tinha 16 e Fortaleza tinha 24. A meu ver, essa é a penúltima hora para começar e fazer 1.000 testes na população, e colocar em quarentena quarteirões inteiros. É essa semana, a semana 20”, alertou o professor.

De acordo com o estudioso, “a continuar nessa postura de deixar o vírus avançar, o Brasil tende a ter crescimento continuado, sem referência de pico”, disse o professor, questionado sobre a declaração do ministro da Saúde, Nelson Teich, que afirmou que o pico no Brasil poderia ocorrer em maio ou junho ou julho. “Nisso ele está certo, porque o vírus ainda está por se espalhar em Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Goiânia, Salvador…”.

9 de maio de 2020 às 2:30

Presidente do STJ achou melhor bolsonaro não mostrar testes de covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente bolsonaro vai continuar sem mostrar o resultado dos seus testes para coronavírus.

Decisão do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha.

Então tá.

A Justiça de São Paulo decidiu por mostrar os exames.

O TRF-2 também.

O presidente do STJ preferiu que os testes do presidente continuassem escondidos na gaveta.

9 de maio de 2020 às 2:22

(desculpa…) – E se a reunião não tiver sido gravada na íntegra como preveniu bolsonaro? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro do STF, Celso de Mello, recebeu nesta sexta-feira, o vídeo da reunião do presidente Jair Bolsonaro com o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro e outros auxiliares do governo, que vai compor o inquérito que investiga as acusações de interferência política na Polícia Federal, levantada por Moro.

A Advocacia Geral da União, que entregou o vídeo ao STF, garantiu que a gravação foi entregue na íntegra e “sem qualquer edição ou seleção de fragmentos”.

Agora fica a pergunta besta que não quer calar…

O material gravado foi entregue na íntegra…

Mas a reunião foi gravada na íntegra?

Porque Bolsonaro mesmo já afirmou – tipo, adiantando o que poderia acontecer – que nem toda reunião é gravada na íntegra.

Ele mesmo declarou que tem reunião que manda desligar as câmeras em algum momento, tipo…tenso…

O presidente estaria adiantando que iria mandar o vídeo exatamente sem o que Sérgio Moro informou que aconteceu?

O ministro Celso de Mello determinou sigilo “pontual e temporário” sobre o material recebido da AGU.

Mas…

E se o material não estiver completo e Bolsonaro disser que já tinha avisado que nem sempre a reunião é gravada na íntegra?

Será que é isso o que vai acontecer?