Thaisa Galvão

16 de maio de 2020 às 3:25

Empresário potiguar Flávio Rocha ainda não respondeu se vai declarar guerra ao governo de São Paulo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário potiguar Flávio Rocha ainda não se pronunciou nas suas redes sociais sobre a reunião da quinta-feira com o presidente Jair Bolsonaro.

Por videoconferência com parte do PIB brasileiro, Bolsonaro sugeriu que eles declarassem guerra ao estado de São Paulo, como continuidade de uma guerra política que já foi travada entre ele e o governador João Dória.

Resta saber se Flávio, empresário que investe em São Paulo, vai declarar guerra ao maior estado brasileiro, ao estado que mais produz, e ao estado que sofre a maior crise como epicentro do coronavírus no Brasil.

Pelo menos nas redes, Flávio não se pronunciou.

Mas a declaração de apoio ao presidente Bolsonaro ele fez na semana, quando deixou o instituto Brasil 200, fundado por ele, e hoje presidido pelo seu sobrinho Gabriel Kanner.

No episódio da saída do ministro Sérgio Moro, Kanner se posicionou do lado de Moro.

Flávio deixou o Brasil 200.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*