Thaisa Galvão

19 de maio de 2020 às 5:16

Médico primo do ex-governador Fernando Freire que chamou Fátima Bezerra de “traficante” é obrigado por juiz do Distrito Federal a apagar agressões de suas redes sociais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em decisão interlocutória, o juiz do Distrito Federal Giordano Resende Costa, mandou o médico potiguar Nelson Geraldo Freire Neto, com atuação na capital federal, apagar de suas redes sociais as agressões feitas à governadora Fátima Bezerra.

Sem ter o que fazer e talvez na tentativa de sair do ostracismo e ser ‘bem visto’ pela turma do Palácio do Planalto, o primo do ex-governador Fernando Freire e do ex-deputado Nelson Freire, num dos movimentos em favor de Jair Bolsonaro em Brasília, chamou a governadora do Rio Grande do Norte, entre outras coisas, de “traficante de drogas”.

Na decisão, o juiz da 4ª Vara Cível de Brasília, afirma que “A situação exposta na inicial é surreal, pois temos um cidadão que sobe num carro de som e brada para o
público que lá estava, ser a Governadora uma traficante (1 tonelada de droga), uma macumbeira e ser uma
pessoa que faz vodu para o Presidente.
Se não bastasse dizer em voz alta, o requerido ainda conseguiu registrar e divulgar as informações por
meio das redes sociais.”

A ação impetrada na Justiça do Distrito Federal foi assinada por um grupo de 8 advogados.

Confira a íntegra da decisão:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*