Thaisa Galvão

23 de maio de 2020 às 3:55

O momento da reunião em que Paulo Guedes atribui despreparo a Rogério Marinho e ministro potiguar rebate dizendo que não há verdade absoluta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro da Economia Paulo Guedes, foi o primeiro a se pronunciar, na reunião ministerial de 22 de abril, sobre o Plano Pró-Brasil, que seria apresentado ali.

Guedes fez críticas ao nome que vinha sendo colocado no plano: Marshall.

“Um desastre”, segundo Guedes, atacando o ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, responsável pela criação do plano, que poderia ser implantado em detrimento dos planos econômicos de Paulo Guedes.

Crise de ciúmes de Guedes que já foi chefe de Rogério, quando este era secretário especial de Previdência, e hoje senta à mesa em pé de igualdade com o ex-liderado.

Rogério respondeu com equilíbrio.

Não parecia que estava dando resposta, mas estava.

Deixou claro que não existiam verdades absolutas (se referia a Guedes) nem dogmas estabelecidos.

Confira:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*