Thaisa Galvão

9 de agosto de 2020 às 22:03

Preso duas vezes por corrupção, Michel Temer vai representar o governo Bolsonaro em missão no Líbano [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Cada vez mais difícil entender o governo Bolsonaro depois de se entregar ao Centrão, o grupo de partidos que sempre se aliou aos governos em troca de cargos.

Só falta mesmo o PT sentar no colo do presidente.

Porque Michel Temer representar o governo numa missão no Líbano…

E a justificativa ser de que o ex-presidente considerado chefe de organização criminosa, preso duas vezes em menos de dois meses (março e maio do ano passado), é filho de libaneses…

A justificativa levanta o seguinte questionamento: Lula seria o representante do governo na região Nordeste, onde nasceu?

Sinceramente, avaliando Bolsonaro, que se elegeu jurando por Deus que não seria igual aos corruptos dos governos que lhe antecederam, e lembrando que Temer até foi presidente, mas somente porque foi vice da petista Dilma Rousseff…não para entender.

Quem foi o consultor de Bolsonaro que orientou esse alinhamento com Michel Temer?

Vá entender…

Assim como Temer, Lula também foi preso

Explicando:

A missão, que Bolsonaro quer que seja chefiada por Michel Temer vai levar medicamentos, alimentos e ajuda técnica para investigação da explosão que atingiu Beirute na semana passa e deixou mais de 150 mortos.

Michel Temer postou nas suas redes sociais que se sentiu honrado e que espera a publicação no Diário Oficial.

9 de agosto de 2020 às 2:01

Não fosse uma postagem de Sergio Moro governo federal não teria dado um pio sobre 100 mortes por covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não fosse uma postagem do ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, o governo federal não teria dado um pio sobre a marca de 100 mil mortes por covid em todo o Brasil.

E sabe por quê?

Porque a doença sempre foi vista como ‘gripezinha’, ‘e daí?’ para quem pensa o contrário, afinal de contas, todo mundo vai se contaminar, como quem se molha em uma chuva, e tem mesmo que ‘tocar a vida’ pois ninguém é coveiro….

Pois bem.

Moro fez a postagem e a secretaria de comunicação, subordinada ao ministro potiguar Fábio Faria, respondeu a Moro.

Em nenhum momento lamentou as 100 mil mortes por covid.

Disse que todas as vidas importam, misturando covid a outras doenças.

Banalizou.

Generalizou.

E apenas respondeu a Moro.

Depois da postagem de Moro, a comunicação do governo se pronunciou.

Em meio a um texto longo da pasta da comunicação, Bolsonaro retuitou um trecho…

Retuitou parte de um texto que foi jogado nas redes sociais como um revide ao ex-juiz-ministro da Justiça.

Repetindo: se não fosse Sergio Moro, o governo federal teria ignorado total que o país registrou neste sábado, 100 mil vidas perdidas.

Aí muita gente que acha normal 100 pessoas morrerem por um mesmo motivo em menos de 5 meses querem mesmo é saber: “por que a imprensa não divulga quantos foram curados?”.

Divulga.

Mas o paciente curado não exige mais providências do setor público né?

Já o número de mortes…