Thaisa Galvão

19 de setembro de 2020 às 13:03

Sete escolas particulares do Maranhão já tiveram que suspender aulas presenciais após casos de covid em alunos e colaboradores [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Desde a liberação das aulas presenciais no estado do Maranhão, em agosto, 7 escolas da rede privada da capital São Luís já suspenderam as atividades por causa de casos de Covid-19.

Em 48 horas, 3 escolas suspenderam as aulas presenciais após professores e alunos testarem positivo.

A última suspensão aconteceu no Colégio Literato, no início da tarde desta sexta-feira (18).

A escola informou que suspendeu as aulas das turmas com casos da doença.

Na quinta-feira (17), os colégios Upaon-Açu e Educallis, já haviam suspendido as aulas presenciais.

No Upaon-Açu foi uma professoras do ensino médio foi diagnosticada com o novo coronavírus. No Educallis as aulas estão suspensas por 14 dias após dois funcionários testarem positivo para a Covid-19.

Ainda nesta semana a Escola Dom Pedro II suspendeu as aulas presenciais por 7 dias após suspeita em uma criança do ensino fundamental I.

No dia 9 de setembro o Centro Educacional Sagres suspendeu as aulas por 14 dias após uma professora testar positivo.


No dia 23 de agosto o Colégio Bom Pastor Júnior (educação fundamental e fundamenta l), suspendeu as aulas presenciais após a suspeita de infecção em uma professora.


No dia 9 de agosto o Colégio Dom Bosco já havia anunciado a suspensão das aulas dos últimos anos do ensino médio e fundamental, após uma colaboradora testar positivo para a doença.


No dia 2 de agosto, um dia antes da retomada das aulas no Maranhão, o Colégio Batista adiou o reinício das aulas presenciais no 3º ano do ensino médio, após um professor ter testado positivo para o coronavírus.

2 respostas para “Sete escolas particulares do Maranhão já tiveram que suspender aulas presenciais após casos de covid em alunos e colaboradores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.