Thaisa Galvão

2 de outubro de 2020 às 0:24

Segundo bloco frio e chato com perguntas de especialistas terminou marcado por ataques como “criminoso” durante direito de resposta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O segundo bloco começou com os direitos de resposta pedidos e concedidos aos pré-candidatos Fernando Pinto e Kelps Lima, que se atacaram no primeiro bloco.

Fernando acusou Kelps de, como deputado, ter gastado 34 mil reais em plena pandemia, confirmou o processo movido contra ele por Kelps e lembrou que o processo corre em segredo de justiça, portanto não poderia ter sido levantado pelo pré-candidato.

“Você cometeu um crime. Você é um criminoso”, disse Fernando Pinto, que assim como Kelps, é advogado.

Kelps disse que tinha pena de pedir direito de resposta para debater assuntos pessoais, e não da cidade.

Afirmou que há uma decisão cautelar de quebra de sigilo contra Fernando que descobriu perfis fakes administrados pela empresa dele.

Fernando Pinto pediu novo direito de resposta que passou para análise do jurídico do debate.

*

O bloco exibiu perguntas de vários temas gravadas por especialistas.

Perguntas respondidas por um pré-candidato e comentada por outro.

Cabendo ao eleitor-telespectador acreditar ou não.

Bloco chato.

Temas que podem ser levantados em programas de governo, nas redes sociais dos candidatos ou em entrevistas.

Não houve debate entre os pré-candidatos.

Bloco frio e chato.

Perguntas que seriam feitas ao prefeito Álvaro Dias ficaram sem resposta.

Foto Eduardo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.