Thaisa Galvão

15 de outubro de 2020 às 23:59

Quadro de covid do candidato a prefeito de Natal Fernando Pinto se agrava e ele está internado no São Lucas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O candidato a prefeito de Natal, Fernando Pinto (Novo), que está com covid, foi diagnosticado com pneumonia e está internado no Hospital São Lucas.

Mas, segundo a assessoria do candidato, ele respira sem auxílio de oxigênio, está no soro e sendo medicado.

Fernando Pinto já havia ido ao hospital, mas nesta quinta-feira, com quadro de cansaço e sem se alimentar, voltou à emergência do São Lucas e o médico achou por bem interna-lo para observação.

Outro candidato que está internado com covid é Tércio Tinoco, que disputa vaga de vereador em Natal.

15 de outubro de 2020 às 19:21

Primo dos filhos de Bolsonaro deixa cargo de assessor parlamentar no gabinete do senador flagrado com dinheiro no ânus [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O primo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, Leo Indio, pediu para sair do gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM), vice-líder do governo Bolsonaro que flagrado com dinheiro sujo dentro do ânus, em operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira, em Boa Vista (RR).

Leo fica sem emprego para que o presidente se distancie do caso, apesar da relação de muita proximidade entre o presidente e o senador.

15 de outubro de 2020 às 19:15

Ministro do STF pede afastamento do senador flagrado com dinheiro no ânus mas decisão terá que passar pelo Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, determinou o afastamento por 90 dias do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), alvo de operação da Polícia Federal deflagrada nesta quinta-feira (15), e flagrado com dinheiro escondido dentro do ânus.

A determinação de Barroso terá que ser validada pelo Senado.

O vice-líder do Governo Bolsonaro terá esse tempo para fazer sua defesa.

A Polícia Federal, na representação ao STF, chegou a pedir a prisão preventiva do senador, além do afastamento do cargo.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou pela prisão domiciliar com monitoramento eletrônico e a proibição de que Rodrigues se comunique com outros investigados.

Barroso rejeitou as duas modalidades de prisão, e definiu apenas o afastamento do mandato e a proibição de comunicação entre Rodrigues e os investigados.

15 de outubro de 2020 às 17:47

Fábio Faria diz que pegou covid no jantar organizado pelo senador agora bolsonarista, Renan Calheiros [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ao informar em suas redes sociais que está com covid, o ministro Fábio Faria fez questão de dizer que já está tomando cloroquina.

Só não alertou que quem esteve por perto dele nesses últimos dias deveria fazer teste.

Fábio sabe como pegou a doença.

Foi no jantar de aproximação do ministro Paulo Guedes com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Do jantar saíram contaminados além de Fábio, o ministro Luiz Eduardo Ramos e o senador Eduardo Braga (MDB/AM).

Resta saber quem estava contaminado e passou para os outros.

O jantar foi organizado pelo senador Renan Calheiros (MDB/AL).

Não podia dar em outra coisa…

15 de outubro de 2020 às 17:37

Recebido pelo ministro Fábio Faria que confirmou estar com covid, deputado João Maia faz teste com equipe do DNA Center [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal João Maia acionou uma equipe do DNA Center para fazer teste de covid.

Ontem, em Brasília, João esteve com o ministro das Comunicações Fábio Faria, que hoje anunciou que testou positivo para coronavírus.

Quando João chegou ao Ministério, Fábio estava fazendo um teste, que segundo o ministro, deu negativo.

Apesar da suspeita, confirmada com outro exame, o ministro recebeu o deputado sem máscara.

Depois de receber João, Fábio seguiu sua agenda normal e foi ao Palácio do Planalto entregar o projeto de privatização dos Correios.

Foi recebido pelo ministro Jorge Oliveira, da Secretaria Geral da Presidência.

Fábio Faria, já com covid, recebeu João Maia

15 de outubro de 2020 às 15:39

Juíza Hadja Rayanne concede direito de resposta a Álvaro Dias nas redes sociais de Senador Jean [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais uma decisão em favor do prefeito de Natal, Álvaro Dias.

A juíza da propaganda eleitoral, Hadja Rayanne, em julgamento de mérito, acatou pedido de direito de resposta impetrado pela defesa de Álvaro.

O direito de resposta de Álvaro nas redes sociais do Senador Jean deverá ficar no ar por um período não inferior a dois dias.

A defesa de Álvaro questionou o que classificou como ‘montagem e trucagem’ uma crítica do prefeito à situação em que se encontra a orla urbana de Natal.

15 de outubro de 2020 às 15:18

Juíza Tereza Maia manda campanha de Senador Jean retirar do ar ‘montagem e trucagem’ com a imagem do prefeito Álvaro Dias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pedido de liminar feito pela defesa do prefeito Álvaro Dias, e concedida pela juíza da propaganda eleitoral no rádio e TV, determina que o material exibido pelo candidato Senador Jean contra Álvaro deixe de ser veiculado.

No vídeo a juíza entendeu que a propaganda do candidato do PT se valeu de ‘montagem e trucagem’ para mostrar uma crítica do prefeito à situação da orla urbana de Natal.

A decisão liminar proíbe a continuação da veiculação que já havia sido proibida nas redes sociais pela juíza Hadja Rayanne.

Com o julgamento do mérito a juíza Tereza Maia vai definir se caberá direito de resposta de Álvaro no espaço publicitário destinado ao Senador Jean.

15 de outubro de 2020 às 14:38

Senador quer convencer a justiça que confundiu dinheiro com papel higiênico [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Chico Rodrigues, do DEM, pediu para sair do cargo de vice-líder.

Pela porta dos fundos, literalmente e vergonhosamente.

O amigo do presidente Jair Bolsonaro, que vinha prestando serviço ao seu governo, e fazendo favor à sua família, quando nomeou um primo dos filhos do presidente, emitiu nota dizendo que acredita na justiça e que vai provar sua inocência.

O senador, do mesmo partido dos presidentes do Senado e da Câmara, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia, certamente vai tentar convencer à justiça que confundiu dinheiro com papel higiênico.

Só se for…

Do contrário, como justificar o engaventamento de 30 mil reais dentro da bunda?

15 de outubro de 2020 às 14:05

O discurso – hoje vencido – do então pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro sobre “dinheiro na cueca” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De um discurso do então deputado federal Jair Bolsonaro, no dia 31 de março de 2016, já pré-candidato a presidente da República.

Só para mostrar que o dia atrás do outro continua valendo.

Sr. Presidente, trago três manchetes de jornais da época. Veja que manchete atualíssima na capa do Correio da Manhã de 31 março de 1964: O Brasil já sofreu demasiado com o Governo atual. Agora, basta!
Agora, basta, Dilma! Basta, PT! Basta, PCdoB! Basta, PSOL! Chega de roubar da Nação brasileira! Chega de enganar os mais humildes!
Manchete do jornal O Globo de 4 de abril de 1964: Ressurge a Democracia. Vive a Nação dias gloriosos.
Nós vamos chegar lá. Nós vamos afastar esse corpo estranho chamado PT. Quero dizer ao Líder do PT, que há pouco passou por esta tribuna, que presidencialismo de coalizão não é vale-tudo, não! Não é jogar Ministério para cima e enfiar dinheiro na cueca de assessor Parlamentar, não! O seu irmão, até pouco tempo, estava no xilindró. O grande defensor da democracia, preso no regime militar e na democracia de vocês, estava cumprindo pena na Papuda por corrupção.

Viu?

O Brasil mudou em quê com esse discurso vazio de ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’?

Segue o discurso completo para que você, leitor, tire outros trechos e faça outras comparações:

O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) – Concedo a palavra ao nobre Deputado Jair Bolsonaro. S.Exa. dispõe do tempo regimental de 3 minutos na tribuna.
O SR. JAIR BOLSONARO (Bloco/PSC-RJ. Pela ordem. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, o que está acontecendo no Brasil não se vai encerrar numa votação dentro deste plenário. Este recado do vale-tudo está vindo do Partido dos Trabalhadores. E hoje a data é emblemática.
Primeiro, quero saudar o PT e o PCdoB pelo dia de amanhã, o Dia da Mentira. Sem mentira, vocês não existem. Sem enganação, sem roubalheira, sem corrupção, vocês não existem.
Eles estão dando sinais de que vão para o tudo ou nada. Estes movimentos de rua não são movimentos que nascem do sentimento popular. São movimentos que vêm sendo bancados por recursos públicos,arrebanhando cada vez mais gente que não tem nenhum conhecimento de política.
Eu quero, Sr. Presidente, saudar o 31 de março de 1964, segunda data da independência do nosso Brasil. Não quero saudar apenas os militares das Forças Armadas. Quero saudar todo o povo brasileiro, que naquela época foi às ruas pedir o afastamento do comunista João Goulart.
O Congresso, ouvindo a voz das ruas, este Congresso que aqui está, no dia 2 de abril de 1964, cassou o mandato de João Goulart.
Esse pessoal da Esquerda é tão descarado, tão sem caráter, que no ano retrasado votou um projeto de decreto legislativo anulando a sessão de 2 de abril de 1964, como o ídolo deles, Lenin, que apagava fotografias.
A esquerdalha no Brasil, que não tem compromisso com a verdade, com a democracia nemcom a liberdade, simplesmente apaga fatos. É uma vergonha essa Esquerda do Brasil! É uma máquina do ódio e da mentira.
Sr. Presidente, trago três manchetes de jornais da época. Veja que manchete atualíssima na capa do Correio da Manhã de 31 março de 1964: O Brasil já sofreu demasiado com o Governo atual. Agora, basta!
Agora, basta, Dilma! Basta, PT! Basta, PCdoB! Basta, PSOL! Chega de roubar da Nação brasileira! Chega de enganar os mais humildes!
Manchete do jornal O Globo de 4 de abril de 1964: Ressurge a Democracia. Vive a Nação dias gloriosos.
Nós vamos chegar lá. Nós vamos afastar esse corpo estranho chamado PT. Quero dizer ao Líder do PT, que hápouco passou por esta tribuna, que presidencialismo de coalizão não é vale-tudo, não! Não é jogar Ministério para cima e enfiar dinheiro na cueca de assessor Parlamentar, não! O seu irmão, até pouco tempo, estava no xilindró. O grande defensor da democracia, preso no regime militar e na democracia de vocês, estava cumprindo pena na Papuda por corrupção.
A última manchete, Sr. Presidente, é do Jornal do Brasil de 6 de abril de 1964. Pontes de Miranda, respeitado até hoje, enunciou: As Forças Armadas violaram a Constituição para poder salvá-la.
Meus senhores, com base no art. 142 da Constituição Federal, as Forças Armadas estão à disposição da soberania nacional, tenham certeza! De acordo com o art. 142, as Forças Armadas cumprirão seu papel constitucional. As Forças Armadas nunca foram intrusas na política. Sempre estiveram subordinadas à vontade nacional, e assim será.
Não vai ser um Ministro comunista, do PCdoB, Aldo Rebelo, que vai dar qualquer ordem às Forças Armadas para defender um Governo corrupto, canalha, imoral, que não tem nenhum compromisso com a democracia ou com a nossa liberdade.
Muito obrigado.
Salve o dia 31 de março de 1964!
O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) – Muito obrigado, nobre Deputado.

15 de outubro de 2020 às 13:48

Sujeira: A diferença entre a cueca vermelha e a cueca verde e amarela [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Qual a diferença entre o dinheiro da cueca na era PT para o dinheiro na cueca no momento atual?

Cito 3.

A começar pela cor da cueca.

Outra diferença:

A cueca vermelha era de um assessor de um deputado.

A cueca verde e amarela é de um senador, vice-líder do Governo no Senado.

E mais uma diferença:

O dinheiro da cueca vermelha, apesar de sujo, não parecia, não fedia.

O dinheiro da cueca verde e amarela, era literalmente sujo, e literalmente fedorento.

15 de outubro de 2020 às 10:43

Senador flagrado escondendo dinheiro entre as nádegas é fiel amigo de viagem de Bolsonaro e nomeou primo dos filhos do presidente em seu gabinete [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem é o senador flagrado com uma mistura de dinheiro e cocô na cueca, na operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira em Boa Vista (RR)?

O senador Chico Rodrigues, do DEM, não é somente um vice-líder do presidente Jair Bolsonaro.

É amigão das antigas e companheiro de viagem de Bolsonaro, como revela a revista Crusoé.

Flagrado com dinheiro entre as nádegas ao ter a casa vasculhada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira, 14, como revelou Crusoé, Chico Rodrigues está na política há pouco mais de três décadas.

Apesar de novato no Salão Azul do Congresso, o parlamentar já cumpriu cinco mandatos de deputado federal, entre 1991 e 2010, época em conviveu com Jair Bolsonaro.

Em 2018, quando decidiu concorrer ao Senado, viu a candidatura deslanchar após a divulgação de um vídeo em que o capitão da reserva pedia votos para ele. Com o apoio, desbancou figurões da política nacional, como Romero Jucá e acabou eleito com 22.76% dos votos.

Ao chegar ao Senado, de pronto, foi designado pelo presidente da República para uma das vagas de vice-líder do governo.

Um mês depois, Chico empregou em seu gabinete um primo dos filhos de Bolsonaro.

Leonardo Rodrigues de Jesus, conhecido como Leo Índio, trabalha ao lado do senador até hoje, com salário bruto mensal de 22,9 mil reais. À época, como publicamos aqui, o parlamentar negou que a nomeação fosse um pedido da família Bolsonaro. “Ele tem relação de amizade com o pessoal do meu gabinete”, disse

O senador é visto com frequência em missões internacionais junto a integrantes do clã Bolsonaro. Em 2019, por exemplo, acompanhou o presidente em viagem a Israel. Como vice-líder do governo, também costuma marcar presença nas habituais reuniões no Planalto. Há exatos sete dias, lá esteve durante um almoço promovido pelo chefe do Executivo para discutir pautas do Congresso e confraternizar com os aliados.

Além de senador e deputado federal, Chico Rodrigues já atuou no Executivo. Em 2010, foi eleito vice-govemador de Roraima na chapa de José de Anchieta Júnior. Assumiu o governo em abril de 2014 para um mandato-tampão de nove meses, após o afastamento do titular.

Ao tentar a reeleição para o comando de Roraima, Chico saiu derrotado e, logo depois, teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral devido a identificação de gastos ilícitos durante a sua campanha de 2010.

Nesta quarta-feira, Chico foi alvo da Operação Desvid-19, que investiga um esquema de desvio de 20 milhões de reais de emendas parlamentares destinadas à Secretaria de Saúde de Roraima para o combate à pandemia de coronavirus.

Em nota publicada nas redes sociais, o senador afirmou que acredita “na justiça dos homens e na justiça divina” ‘

Tive meu lar invadido por apenas ter feito meu trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate ao Covid-19 para a saúde do meu estado. Tenho um passado limpo e uma vida decente”.

**

Do Blog – “passado limpo”, mas pelo jeito, ou pelo cheiro, presente sujo de…

Ao dizer que acredita na justiça, o senador do círculo do presidente está sugerindo que a justiça entenda como “o quê?” esse dinheiro vivo dentro da cueca e da bunda?

Só não deve ser normal né? Porque nem papel higiênico, que serve para fazer a limpeza do local, fica guardado lá, como estava o dinheiro.

Que fedor…

15 de outubro de 2020 às 3:08

Tudo igual: Senador vice-líder de Bolsonaro é flagrado com dinheiro dentro da cueca repetindo episódio da era petista [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando eu digo que entre a esquerda lulista e a direita bolsonarista há cada vez mais semelhança, jamais poderia imaginar que até mesmo o dinheiro na cueca que marcaram a era petista seria repetida no círculo do presidente Jair Bolsonaro.

E de forma mais grave.

Em 2005 aconteceu com um assessor de um deputado do PT, que foi preso com dólares na cueca no aeroporto de Congonhas (SP).

Nesta quarta-feira não foi um assessor.

Foi um senador.

Foi um vice-líder do governo Bolsonaro, escolhido para a função pelo próprio Bolsonaro.

A Polícia Federal encontrou notas de dinheiro que totalizaram cerca de R$ 30 mil escondidas dentro da cueca do senador Chico Rodrigues, do DEM de Roraima, que estando parte das notas dentro do seu ânus e entre as nádegas do senador.

Com um detalhe: sejas de fezes.

Literalmente, deu merda para o bolsonarista.

Leia reportagem da revista Crusoé:

A crônica político-policial brasileira consegue se superar sempre, e de forma cada vez mais repugnante — escatológica, até.

Se histórias de dinheiro escondido em cueca por suspeitos de corrupção fizeram barulho em um passado recente, pode-se dizer que nesta quarta-feira, 14, elas foram superadas na escala da indecência.

Ao cumprir mandado de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira, 14, na casa de Chico Rodrigues, vice-líder do governo de Jair Bolsonaro no Senado, a Polícia Federal encontrou cédulas de dinheiro escondidas entre as nádegas do senador.

O instante da apreensão foi registrado em imagens pelos policiais, segundo uma fonte com acesso ao caso. Para se ter uma ideia do absurdo da situação, algumas notas recuperadas estavam sujas de fezes.

O constrangimento foi geral. Ao todo, os policiais encontraram cerca de 30 mil reais escondidos sob as roupas do senador, em Boa Vista.

Uma parte do valor estava escondida na cueca dele.

Foi justamente ao averiguar os maços na cueca que os investigadores se deram conta de que havia mais e localizaram notas entre as nádegas do vice-lider de Bolsonaro.

Além do dinheiro localizado junto ao corpo do senador, os policiais apreenderam pelo menos mais 40 mil reais na casa dele, parte em moeda estrangeira.

O senador foi alvo da Operação Desvid-19, que investiga um esquema de desvio de 20 milhões de reais de emendas parlamentares destinadas à Secretaria de Saúde de Roraima para o combate à pandemia de coronavírus.

Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos na capital de Roraima.

O Supremo Tribunal Federal autorizou a ação policial no curso de um inquérito que corre sob sigilo. A Controladoria-Geral da União participou da apuração.