Thaisa Galvão

3 de janeiro de 2021 às 11:31

Mossoró e a casa desarrumada [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O grupo que comandava a Prefeitura de Mossoró – nem sempre a prefeita Rosalba no comando – tinha certeza absoluta da reeleição da mossoroense.

Quem não tinha, antes de começar a campanha?

Rosalba era exemplo de gestor com passaporte garantido para o mandato subsequente nas eleições desse ano no Rio Grande do Norte.

Sobre Allyson ganhar, zero cogitação. Puro delírio de quem não sabia nada sobre a política de Mossoró.

E quem dizia isso com tanta certeza?

Pesquisas. Daqueles modelos que só se escuta quem interessa. Ou que são fabricadas dentro de casa, no quarto, e depois jogadas ao vento e ao bel prazer para iludir e enganar a população.

Com tanta certeza assim, a Prefeitura seguiu como sendo o quintal da casa da sua titular.

Daí a dificuldade do gestor eleito em obter documentos como manda a lei, de obter senhas para acessar programas e contas…

Sem a transição, que foi negada pela ex-prefeita Rosalba Ciarlini, o prefeito Allyson ainda vai ter muita dificuldade em botar o trem pra andar, e Rosalba ainda poderá ter muita dor de cabeça.

No programa que participa na Rádio Difusora, nas manhãs de domingo, o repórter ‘Joãozinho GPS, que é funcionário concursado da Secretaria de Saúde do município, disse hoje que a gestão que saiu, sequer fez escala de vigilantes para os órgãos da Prefeitura. E ontem (sábado), quando ele chegou à pasta da Saúde com um motorista, para pegar um carro oficial e sair distribuindo insumos em unidades de saúde, como de praxe, não tinha vigilante e ninguém sabia como abrir a porta da Secretaria. Quem tinha a chave, ninguém sabia.

A Guarda Municipal foi acionada e ‘deu um jeito’ de abrir a porta, e fez uma escala provisória para o fim de semana.

No seu desabafo de informações, Joãozinho – o repórter cego e bem informado em Mossoró – disse que a Prefeitura tem veículos em seu patrimônio que atravessaram toda a gestão parados, enquanto a Prefeitura optava por pagar caro por uso de automóveis alugados, o que, segundo a imprensa mossoroense, poderá ser motivo para dores de cabeça…

O tumulto em Mossoró está só começando.

Na oposição a Allyson na internet, perfis fakes já foram criados e já começaram a trabalhar.

Os criadores…ah, os criadores, como eles são óbvios.

Uma resposta para “Mossoró e a casa desarrumada”

  1. Sebastiao disse:

    Começou muito mal, pelo visto foi um voto que dei perdido comi o de Fatima s……, todos os políticos calça 40.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.