Thaisa Galvão

4 de fevereiro de 2021 às 13:47

Polêmica na Academia: escritor David Leite disputa cadeira de imortal sem aval de Diógenes da Cunha Lima, há 37 anos na presidência da casa literária do RN [26] Comentários | Deixe seu comentário.

A polêmica do momento é literária.

Candidato à vaga da cadeira número 8 da Academia Norte-rio-grandense de Letras, o professor e escritor David de Medeiros Leite se deparou com o que ele jamais imaginou: um não, limpo e seco do presidente da Academia por ininterruptos 37 anos, advogado Diógenes da Cunha Lima.

Ao apresentar seu nome ao presidente, David ouviu de Diógenes que não era a vez dele, que a Academia precisava de um nome nacional e que o nome será o do jornalista potiguar Gaudêncio Torquato, consultor político do ex-presidente da República, Michel Temer, que hoje, (Temer), atua como conselheiro do presidente Jair Bolsonaro.

David tem posições declaradamente esquerdistas. Daí a polêmica que mais que literária, passa a ser política, de poder, fugindo totalmente do sentido da Academia de Letras.

Imortais da ANLR confirmaram ao Blog que receberam ligação do presidente Diógenes, orientando o voto em Gaudêncio.

Diógenes, presidente há 37 anos, ultrapassou a vitaliciedade de quase 34 anos consecutivos de Austregésilo de Athayde como presidente da Academia Brasileira de Letras, fugindo aos princípios originais da Casa, mas que foi modificada por seus sucessores, hoje se revezando de dois em dois anos, abrindo espaço para todos chegarem à presidência.

David concorre, mesmo anunciado pelo presidente como um sem chance, levantando no meio literário, sem espaço na Academia e com temor de enfrentá-la exatamente para não ser barrado, a questão até então não discutida pelos escritores sem oportunidade, muito menos pela imprensa do Rio Grande do Norte.

O que faz com que os ‘imortais’ da Academia potiguar não vislumbrem a possibilidade de assumir a sua presidência?

No Rio Grande do Norte, os imortais são os seguintes, além do presidente, que ocupa a cadeira 26:

Cláudio Emerenciano (cadeira 01)

Humberto Hermenegildo (02)

Daladier Cunha Lima (03)

Cassiano Arruda Câmara (04)

Manoel Onofre Júnior (05)

João Batista Pinheiro Cabral (06)

Ministro do STJ Luiz Alberto Gurgel de Faria (07)

Roberto Lima (09)

Dácio Galvão, já eleito para a cadeira 10, mas ainda não empossado

Paulo de Tarso Correia de Melo (11)

Clauder Arcanjo (12)

Eulália Duarte Barros (13)

Armando Negreiros (14)

Lívio Oliveira (15)

Advogado Armando Holanda, eleito para a cadeira 16, mas ainda não empossado

Ivan Maciel de Andrade (17)

Padre João Medeiros Filho (18)

Marcelo Alves, eleito para a cadeira 19, mas ainda não empossado

Jarbas Martins (20)

Valério Mesquita (21)

José Mário de Medeiros (22)

Iaperi Araújo (23)

Sônia Fernandes Faustino (24)

Luiz Eduardo Suassuna, eleito para a cadeira 25, mas ainda não empossado

Vicente Serejo (27)

Jurandyr Navarro (28)

Itamar de Souza (29)

Diva Cunha (30)

Leide Câmara (31)

João Batista Machado (32)

Carlos de Miranda Gomes (33)

Juiz federal Ivan Lira de Carvalho (34)

Woden Madruga (35), eleito, mas não empossado

Ministro José Augusto Delgado (36)

Elder Heronildes (37)

Benedito Vasconcelos Mendes (38)

Ministro do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas (39)

Geraldo Queiroz (40)

A cadeira da vez é a 8, que ficou vaga com a morte do jornalista e escritor Nelson Patriota, e que tem como patrono, Isabel Gondim.

A Academia segue silenciosa em relação à ocupação secular, em se falando de imortais, do presidente Diógenes, e com 5 eleitos ainda não empossados.

David Medeiros Leite segue candidato, disputando suas obras literárias com os escritos políticos do tão preparado quanto, Gaudêncio Torquato.

Mas, quando se trata de Academia de Letras, se fala de literatura, e o “barrado no baile” escritor David Leite, tem entre as obras publicadas, o mais recente romance “2020”, com prefácio do imortal Humberto Hermenegildo, contracapa do imortal Clauder Arcanjo, orelha do imortal Manoel Onofre Júnior, que rendeu elogios a outra obra de sua autoria, o livro de crônicas “Cartas de Salamanca”.

“Se um estudante me pedisse para indicar-lhe um bom livro de crônicas, uma obra referencial do gênero na literatura potiguar, eu indicaria este, sem nenhuma dúvida. Não digo que seja obra prima, mas é Crônica, (com C maiúsculo) na melhor expressão da palavra”, escreveu Manoel Onofre sobre Cartas de Salamanca.

“Barrado no baile”, que bem poderia ser o título de sua próxima obra, talvez um romance sobre o silêncio que ocupa 37 anos da literatura potiguar, o escritor David Leite, um gentleman no trato com as pessoas, que não merecia tal tratamento, nem o apoio a esse tratamento dos imortais da Academia, também é poeta. “Incerto Caminhar” e “Ruminar” são obras que enriquecem a literatura defendida e para a qual vive o professor, que em vez de barrado no portão da Academia, merecia ser acolhido e colocado na cadeira número 8. Por respeito ao jornalista, escritor, biógrafo, poeta, revisor, tradutor crítico literário e defensor da literatura sem política, sem esquerda nem direita, Nelson Patriota.

A Academia Brasileira de Letras continua sendo criticada e apontada até hoje como um “agrupamento de escritores conformistas e políticos poderosos e vaidosos”, e por não ter aberto suas portas para escritores aclamados da literatura brasileira como Monteiro Lobato, Carlos Drummond de Andrade, Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Júnior, Graciliano Ramos, Cecília Meireles, Clarice Lispector, Vinícius de Moraes, Erico Verissimo, Mário Quintana e Paulo Leminski…

Sofre críticas também por ter arrumado cadeiras para políticos como Getúlio Vargas, José Sarney e Fernando Henrique Cardoso, para celebridades como o cirurgião das estrelas Ivo Pitanguy, o inventor Santos Dumont, e até para Assis Chateaubriand, magnata das comunicações no Brasil, mas que não se dedicava à produção literária.

Qualquer semelhança com o belo palacete da rua Mipibu, em Natal, não será mera coincidência.

26 respostas para “Polêmica na Academia: escritor David Leite disputa cadeira de imortal sem aval de Diógenes da Cunha Lima, há 37 anos na presidência da casa literária do RN”

  1. Erison Natecio da Costa Tôrres disse:

    David Leite é uma referência em se tratando de produção literária no RN. Seus livros, contos e artigos publicados são a prova disso.

    No campo do ideal, a vaga na academia deveria ser pelo mérito, pela produção literária. Entretanto não parece ser. As relações de “micropoder” e a politicalha contaminam uma área que, em tese, não estaria sob o efeito nefasto das mãos (in)visíveis.

  2. Jessé de Andrade Alexandria disse:

    A monarquia entre literatos e escritores é algo que tem que ter fim. É muito mais democrático que os pares, com seus próprios olhos, escolham quem receberá a imortalidade. O Jardim das Hespérides não é o jardim dos esperados. Sei que cada qual tem seu Ladão, vá lá. Caso contrário, teremos uma dinastia de escritores que foram ungidos pela pena de um só. Uma pena! É hora de queremos menos Mervais e mais Davis. Ou será o 21o. escrito, ora hercúleo , do romancista? Espero que não seja em vão.

  3. O professor Davi Leite merece, LI “2020” e outras obras do escritor, merece a cadeira na academia do RN. Representa muito bem o nosso estado. Parabéns!

  4. Fabio de Mello disse:

    Importante ressaltar que o Prof. David e um editor que ja editou mais de 300 titulos de outros autores, atraves da editora sarau das letras, em sua maioria autores norteriograndensses. Ou seja, alem de sua obra, viabiliza a de varios outros autores. E qual sera o apoio que ele teve da academia? Eu nao sei sei, mas creio que nenhum.

  5. Lúcia disse:

    David Leite merece muito essa cadeira!

  6. ALVARO JÚNIOR disse:

    Dr. David Leite, escreve por vocação, merecedor dessa cadeira sem nenhuma dúvida.

  7. Vanda Maria Jacinto disse:

    Boa noite!
    Ciente, da qualificação e responsabilidades de um acadêmico, principalmente quando se trata da Academia Norte-Riograndense de Letras, é natural tal preocupação por parte daqueles que ocupam os cargos diretores, mas, com certeza, o bosenso prevalecerá! Sem sombra de dúvidas, muitos nomes surgirão… Dentre eles, David de Medeiros Leite, escritor e poeta, pessoa altamente pronta para assumir tal posto! O nosso carinho e apoio, David!

  8. Maria Nerialba Brasil Pinheiro disse:

    Vergonhosa a forma como tudo no NOSSO amado Brasil IMPERA uma política polarizada e arbitrária. Infelizmente a perpetuação do poder…leva o poderoso a impor um sistema autoritário e desvirtuado suplantando o racional, o justo, o honesto…até as leis.

  9. Delvaneide Valdes disse:

    “O mundo é modificado pelo seu exemplo, não pela sua opinião.”
    Em vez de tentar ser “imortal” pela força de fazer valer a opinião de seu presidente, a ANRL deveria se empenhar em se perpetuar pelo exemplo de acolher e escolher para ocupar uma de suas cadeiras um ilustre e brilhante escritor do quilate de Davi de Medeiros Leite. Um norte-rio-grandense que teve seu nome gravado nas paredes seculares da universidade de Salamanca, na Espanha, por seu desempenho acadêmico, por sua insaciável vontade de aprender, de falar e escrever nossa história e nossa cultura e por sua pulsante veia literária. Insistindo nessa postura de submissão perde a nossa academia a oportunidade de reconhecer e valorizar os seus próprios propósitos.

  10. Maria Helena de Medeiros Leite disse:

    Por que a cadeira número 8 da Academia Norte-rio-grandense de Letras, o professor e escritor David de Medeiros Leite ? Porque a academia precisa de mais um nome que traga renovação, democracia, abertura, raízes e talento nas diversas formas de escrever atingindo uma grande diversidade de leitores e críticos literários, sem temor e sem fazer parte de “agrupamento de escritores conformistas e políticos poderosos e vaidosos”.

  11. Diego Rocha disse:

    O poeta David Leite mais que merece ir para a ANL por mérito escritural e qualidade humana ímpar – isso já motiva. Como escritor de 7 livros solos, um sendo best-seller e pioneiro da Amazon que sou, geração digital internacional, votaria simbolicamente em seu nome para a cadeira dos imortais potiguares, ainda que eu suspeito por tê-lo como amigo e apresentador de nosso O Rio Trairí Remoía Sertão.

  12. Regina Coeli disse:

    Absurdo isso! Fica aqui minha torcida pelo grande escritor David Leite!

  13. Petras Vinicius disse:

    Davi Leite é um grande escritor. Nada mais justo que ocupar a cadeira. Não merecia um tratamento assim.

  14. FLAUBERTO FONSECA disse:

    Calma, professor!

    O ambiente literário pedi a dispensa de flamulas e bandeiras.

  15. LC disse:

    Não tem que suporte mais esses joguinhos políticos, de influência, de favores, etc. “Ai, tem que ser fulaninho porque eu quero que seja fulaninho e eu tenho lá meus motivos”. Quem liga? David Leite merece essa cadeira e não pode perdê-la por politicagem capenga que quer reafirmar a velha política de que no Nordeste mandam os ritos coronelistas.

  16. Joaquim Borges disse:

    Ilustre amigo, Professor Universitário e iluminado e talentoso Escritor David Leite.
    Mas do que merecido está vaga ANL.
    Com certeza o bom senso prevalecerá.
    Sucesso David!

  17. marcelo graco disse:

    Triste ver que até para colocar seu nome em escrutínio haja necessidade de uma permissão prévia ainda no país. Força professor Davi, que seus iguais tenham a chance de escolher.

  18. Professor Davi Leite escritor Mossoroense de primeira qualidade. A ANL ganha um imortal extremamente qualificado.

  19. Ailson Fernandes Teodoro disse:

    Triste e embaraçosa situação que foi criada; David Leite além de grande literato, e capacidade para ocupar espaço na Academia, passa por um processo de constrangimento público por parte da direção da Academia.

    Parece que “a elite intelectual natalense”, ou patê dela, não quer nem dar o direito de David concorrer a vaga.

    Deixem que se faça uma votação aberta e livre. Se David ganhar, assumirá a vaga. Se perder, tenta outra vez.

    É triste o que o POETASTRO Diógenes Cunha Lima faz contra David.

    David Leite, além de 2020, li outros escritos de sua autoria. Espero que seja eleito.

    Boa sorte!

  20. Patrício Ferreira disse:

    Até hoje não entendo por que David leite ainda não faz parte da ANRL, seja pelo talento que possui seja pela referência que é dentro da literatura no Rio Grande do Norte. Espero que as relações de poder não o impeça de chegar à imortalidade acadêmica, pois quem sairá perdendo será a ANRL.

  21. Franci Dantas disse:

    Minha torcida para o grande e talentoso Escritor DAVID LEITE.

  22. Anônimo disse:

    Fico triste em ver que em um local onde deveríamos ver o semear da cultura através de pessoas que conseguem transmitir através das palavras o que há de mais belo na vida jejê estamos vendo apenas interesse político ! DAVID LEITE é poeta maravilhoso e uma pessoa melhor ainda que faz jus a esta cadeira Sim !!

  23. Maria do Socorro de Paiva Medeiros disse:

    Uma pena que em pleno Século XXI o coronelismo ainda se faça presente no Rio Grande do Norte.
    Porquê querer coloca um jornalista que mora em outro estado há anos para ocupar a cadeira da ANRL quando temos o professor David Leite capacitado para assumir essa vaga?
    Deixo aqui o meu repúdio e espero que seja feito justiça.

  24. Francisco Martins Alves Neto disse:

    David tem todas as credenciais para ser membro da ANL. Torço por ele e oro para que os “imortais” tenham a liberdade de escolher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.