Thaisa Galvão

4 de março de 2021 às 18:06

Prefeito de Rodolfo Fernandes que passou só 13 dias no cargo, renuncia ao mandato [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Rodolfo Fernandes, Lilito Monteiro (MDB), que estava licenciado desde janeiro 14 de janeiro após ter contraído covid, renunciou ao cargo na manhã desta quinta-feira.

Ele encaminhou à Câmara uma carta de renúncia sem explicação.

Amigos do prefeito que ficou apenas 13 dias no cargo, dizem que ele reclamava de pressões e se dizia arrependido de ter entrado para a política.

Lilito como é conhecido Wilton Monteiro é empresário do ramo farmacêutico.

O vice Flávio de Tico (MDB), que já estava administrando o município, assume o cargo em definitivo.

4 de março de 2021 às 16:21

STTU anuncia que linhas mais movimentadas terão 30% a mais de ônibus nos horários de pico em Natal [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Secretário de mobilidade de Natal (STTU), Paulo César Medeiros anunciou nesta quinta-feira que a Prefeitura vai aumentar em 30% o número de viagens nos horários de pico do transporte público, para tentar minimizar as aglomerações dentro dos ônibus.

A readequação será feita nas 15 linhas de de maior demanda em Natal.

Segundo o secretário, a medida é emergencial e inicialmente atenderá as linhas que tem origem na zona Norte e se destinam à zona Sul.

O secretário afirmou que a readequação já vinha sendo estudada e será implantada de forma emergencial no período crítico da pandemia, sendo mais uma providência nesta área pela Prefeitura de Natal para conter a contaminação pelo coronavírus.

“A solução que a gente propõe é usar a ociosidade de algumas horas para cobrir os períodos de pico e nós temos convicção de que vai funcionar e vamos ficar acompanhando todos os dias, todas horas”, afirmou Paulo César.

“O problema da superlotação está de manhã, e mais fortemente à tarde. Então a gente deslocou as viagens que estavam no entre pico para esses períodos”, disse.

Confira quais serão as linhas que terão incremento de viagens entre 6h e 7h e entre 17h e 18h:
73
50
08
29
60
64
43
07
77
79
84
35
02
15
75

Foto Alex Régis

4 de março de 2021 às 15:56

Vacinação em “indígenas” é questionada em Apodi e MPF deve checar autenticidade de índios cadastrados no RN [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ministério Público Federal deve botar a lupa na Funai no Rio Grande do Norte, para descobrir quem é índio e quem apenas usa fantasia para garantir a vacina contra covid.

Hoje em Apodi, causou revolta na população a vacinação em pessoas que se dizem indígenas, mas que familiares atestam que não são.

O governo do Estado, seguindo o plano de imunização do Ministério da Saúde, encaminhou 110 doses para indígenas e aldeados em Apodi, com a lista de “índios” encaminhada pela Funai.

Porém…

O caso acima foi apenas um dos questionados em Apodi.

Procurada pelo Blog, a Prefeitura informou que recebeu as vacinas já com a lista dos indígenas e aldeados, e que só seguiu as recomendações da Secretaria de Saúde do Estado e do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. E reafirmou que a lista com os nomes cadastrados na Funai já foi entregue ao Estado que repassou ao município.

Em Apodi, questiona-se, inclusive, o fato de “indígena aldeado” sequer morar em aldeia….

Se é índio mesmo, cabe à Funai explicar.

4 de março de 2021 às 13:58

Prefeito Álvaro Dias anuncia instalação de ‘Hospital Dia’ no Palácio dos Esportes em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, anunciou nesta quinta-feira, mais uma ação para ampliar a rede de enfrentamento à Covid-19.

Trata-se do “Hospital Dia”, que vai funcionar no Palácio dos Esportes, com 50 boxes equipados com poltronas e suporte de soro para atendimento médico rápido.

Além dos boxes será instalada uma sala de urgência e emergência para dar suporte aos casos mais graves.

Os serviços do Centro de Atendimento contra a Covid que já funciona no Palácio dos Esportes, vão continuar normalmente.

Álvaro fez o anúncio hoje quando passou no local para acompanhar a vacinação dos idosos a partir de 80 anos.

A expectativa é de que o ‘Hospital Dia’ comece a funcionar dentro de 15 dias e, se for necessário, a mesma estrutura será montada nos outros dois Centros de Enfrentamento à Covid, no Ginásio Nélio Dias e no Cemure.

O fluxo de atendimento vai funcionar da seguinte forma: os pacientes que necessitarem de atendimento no Hospital Dia serão encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde, UPAs e os Centros de Atendimento para esse suporte e monitoramento mais efetivo, podendo receber medicação intravenosa na intenção de evitar uma possível internação. O espaço funcionará de segunda a sexta, das 8 às 16 horas.

“Essa é mais uma medida que a gestão toma de forma inovadora e pioneira para mitigar os efeitos da pandemia na capital potiguar. O Hospital Dia vai prestar uma assistência rápida e eficiente aos pacientes que buscarem o serviço. O compromisso de salvar vidas segue sendo nossa total prioridade e não vamos medir esforços para proteger a população”, explicou o prefeito.

Álvaro Dias e o secretário de Saúde, George Antunes

4 de março de 2021 às 11:22

Empresário Marcelo Alecrim e advogada Ana Beatriz representam no RN o movimento ‘Unidos pela Vacina’ que visa acelerar imunização em conjunto com o Ministério da Saúde [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Marcelo Alecrim, do grupo Alesat, e a advogada Ana Beatriz Presgrave, foram os escolhidos para representar o movimento “Unidos pela Vacina” no Rio Grande do Norte.

Marcelo representando o empresariado e Ana Beatriz, como integrante do movimento Mulheres do Brasil, representando a OAB.

O movimento lançado pela empresária Luíza Helena Trajano, nasceu com a intenção de colaborar com o Ministério da Saúde para viabilizar o processo de vacinação em todo o Brasil até setembro.

“Só a vacina pode fazer o país voltar ao normal”, acredita Marcelo Alecrim, que reafirma o propósito de Luíza Helena: trabalhar em conjunto com o Ministério da Saúde, em um movimento que não tem partido nem intenções políticas.

Alecrim foi escolhido pelo fato da Alesat já vir trabalhando durante a pandemia para distribuir equipamentos de proteção, e até médico em casa para atender pessoas que não tem plano de saúde e dificuldade para chegar a um profissional de saúde.

Para tocar o Unidos pela Vacina no Rio Grande do Norte, Marcelo já entrou em contato com a Femurn – Federação dos Municípios – para levantar as dificuldades que os estados tem para levar a vacina aos pontos mais distantes da sede municipal.

O apelo aos prefeitos, inclusive, já foi feito pela empresária Luíza Helena Trajano.

A colaboração dos empresários de todo o Brasil, e do grupo Mulheres do Brasil, comandado pela CEO do grupo Magazine Luíza, ainda não está autorizado a comprar vacinas, mas a facilitar a lojística de municípios para vacinar o maior número possível de pessoas, dentro do prazo estipulado que é o mês de setembro com todo mundo vacinado.

A tabela abaixo, do Ministério da Saúde, mostra como está a aquisição de vacinas pelo governo.

4 de março de 2021 às 10:58

Governo do RN e Prefeitura de São Gonçalo se unem para abrir leitos e fazer funcionar hospital de campanha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Secretaria de Saúde do Estado do RN, em parceria com a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, vai abrir leitos para pacientes de covid no Hospital de Campanha de São Gonçalo.

A unidade vai funcionar com 10 leitos de UTI e 10 leitos clínicos destinados aos pacientes com sintomas ou diagnosticados com a covid.

Os novos leitos deverão aliviar a situação da região metropolitana que está com a taxa de ocupação acima de 90%, segundo dados do site Regula RN.

A manutenção dos leitos será custeada 70% pelo Governo do Estado e 30% pelo município de São Gonçalo.

A abertura de novos leitos faz parte do Plano de Contingência Estadual de Enfrentamento à Covid-19 com a finalidade de conter o avanço da pandemia em todo estado.

O Governo do Estado já começou a instalação de novos leitos em Mossoró para atender à demanda da região Oeste.

Serão mais 29 leitos, distribuídos da seguinte maneira: 10 de UTI no Hospital São Luiz e 16 leitos clínicos no Hospital Rafael Fernandes, mais uma UTI e dois outros leitos semicríticos no Hospital Regional Tarcísio Maia. Somando aos já existentes na cidade, a estrutura (adulto e pediatria) para atendimento de pacientes vítimas da doença passa a ser de 133 leitos, entre críticos e clínicos.

4 de março de 2021 às 8:19

Declaração de Haddad era tudo o que Fátima Bezerra não precisava [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A declaração do petista Fermando Haddad, citando a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, como um nome do PT para disputar a presidência da República, era tudo o que Fátima não precisava neste momento.

Haddad pode ter colocado Fátima numa mira desnecessária do Palácio do Planalto, onde seu mais novo ocupante Fábio Faria – ganhou sala no 3º andar – já costuma atirar contra a governadora do Rio Grande do Norte.

Fátima não é e nem será candidata à presidência da república e Haddad sabe disso.

A declaração só atiça o presidente Jair Bolsonaro que pode, já que só pensa em reeleição, enxergar Fátima, não mais apenas como uma adversária, mas como uma concorrente, mesmo sabendo que não é.

Mas, vá entender a cabeça dos que habitam aquele palácio em Brasília.

Fátima não precisava dessa ‘valorizada’ de Haddad.

4 de março de 2021 às 8:09

As mentiras orquestradas contra os governadores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os governadores, alvos fáceis do gabinete do ódio – aquele mesmo – coincidentemente voltam ao olho do furacão das mentiras deslavadas que sempre partem das mesmas mentes doentes…

Na coluna do Estadão desta quinta-feira, um rápido registro do que vem acontecendo.

4 de março de 2021 às 2:06

Governador Camilo Santana (PT) e prefeito José Sarto (PDT) decretam lockdown por 14 dias em Fortaleza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governo do Ceará decretou lockdown em Fortaleza.

Juntos, o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito José Sarto (PDT) anunciaram na noite desta quarta-feira o reinício do isolamento social rígido.

Comércio fechado e proibição de serviços não essenciais.

O lockdown valerá por 14 dias.

Camilo ressaltou a abertura de leitos, mas informou que aquilo que tem sido aberto imediatamente vem sendo preenchido. A velocidade de abertura de leitos não tem sido suficiente.

A quantidade de vacinas também não é suficiente para a população do Ceará.

O governador disse que a decisão foi tomada após dia inteiro de reuniões com o comitê que decide ações contra Covid-19 e, nesta noite, com o setor produtivo.

Nesta quarta-feira, 3, Fortaleza tinha 10 hospitais com 100% de ocupação dos leitos de UTIs. A ocupação média na capital é de 91,23%. Na rede Unimed Fortaleza, o número de internações nesta quarta-feira foi maior que no pior momento da pandemia no ano passado.

4 de março de 2021 às 1:33

Técnico do América (MG) pede parada no futebol e diz ser inacreditável seguir campeonato com delegações de 30 pessoas viajando pelo Brasil sem leitos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O técnico Luiz Carlos Cirne, o Lisca, do América de Minas Gerais, fez um apelo à CBF e um desabafo que emocionou nesta quarta-feira.

Por causa dos novos casos de covid, inclusive no clube que registrou mais 3 casos, ele pediu uma parada no futebol.

4 de março de 2021 às 0:45

Crusoé: Flávio Bolsonaro segue enrolado no negócio milionário ao não explicar origem de 1 milhão e 700 mil reais usados na compra da mansão de 6 milhões [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da série “F5 no Minha Casa Minha Vida”…

Depois de “Cadê Queiroz?”, pergunta a ser feita a Flávio Bolsonaro é: “Cadê o 1 milhão e 700 mil?”..

A conta não fecha. Na escritura que formalizou a compra de uma mansão em Brasília por quase 6 milhões de reais, Flávio Bolsonaro declarou que uma parte do valor, exatamente 2.870.000, foi paga com recursos próprios. O restante, 3.100,00 reais, foi financiado junto ao BRB, o banco do governo do Distrito Federal.

Acontece que, nesta quarta-feira, 3, em resposta ao Antagonista, o empresário brasiliense Juscelino Sarkis, que vendeu a casa a Flávio Bolsonaro, apresentou comprovantes de transferências feitas pelo filho 01 do presidente que somam apenas 1.090.000 reais, e não os 2.870.000 reais que, segundo a escritura, Flávio acertou com recursos próprios.

Ou seja, entre o que registra o documento oficial e os comprovantes apresentados pelo empresário, há uma diferença de 1.780.000 reais.

Como a escritura e também o registro no cartório de imóveis dão como quitados os 2.870.000 reais que Flávio Bolsonaro afirma ter colocado no negócio por meio de recursos próprios, é incontornável a pergunta: como ele pagou esses 1.780.000 restantes?

Caso mais adiante ele diga que o valor ainda não foi pago ao vendedor, por que os documentos oficiais registram a operação como concluída e não fazem qualquer menção a parcelas que ainda estariam em aberto? Excesso de confiança entre as partes? Estranho, no mínimo.

A diferença nos valores lança mais sombra sobre a nova transação de Flávio, que foi investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por realizar operações imobiliárias suspeitas – os promotores sustentam que o filho 01 do presidente da República usou dinheiro do esquema rachid em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa fluminense para adquirir várias propriedades.

Uma nota oficial distribuída pelos advogados de Juscelino Sarkis também nesta quarta-feira afirma que, dos 5.970.000 reais pelos quais a casa foi vendida, foram pagos 4.190.278,30 – a soma se refere aos 1.090.000 de reais repassados por Flávio por meio de três transferência s bancarias efetuadas entre novembro e dezembro de 2020 e a exatos 3.100.278,20 relativos ao valor financiado pelo BRB. Não há, no texto, qualquer menção à diferença de 1.780.000 reais.

Diz a nota: “Até o presente momento todos os termos contratados tem sido devidamente adimplidos, já tendo sido efetuado o pagamento do valor de R$ 4.190.278,30 (quatro milhões, cento e noventa mil duzentos e setenta e oito reais e trinta centavos), dos quais R$ 1.090.000,00 (um milhão e noventa mil reais) foram cumpridos através de transferências bancárias (TEDs) realizadas em 23/1 /2020 (R$

200.000,00)’, 10/12/2020 (R$ 300.000,00) e 11/12/2020 (590.000,00), e também pela liberação de valores alusivos ao financiamento bancário no valor de R$ 3.100.278,30 (três milhões e cem mil duzentos e setenta e oito reais e inte centavos), ocorridos em 02/02/2021″.

A nota, observe o leitor, se limita a dizer genericamente que “até o presente momento todos os termos contratados tem sido devidamente adimplidos”. Se Flávio ainda está devendo uma parte, por que não dizer? Os advogados de Juscelino Sarkis afirmam, nas últimas linhas da manifestação, que “os valores da venda serão devidamente declarados às autoridades fazendárias”.

Logo após a revelação da transação pelo Antagonista, Flávio Bolsonaro afirmou, também em nota oficial, que a casa “foi comprada com recursos próprios, em especial oriundos da venda (de) seu imóvel no Rio de Janeiro”. A nota prossegue: “Mais da metade do valor da operação ocorreu (sic) por intermédio de financiamento imobiliário. Tudo registrado em escritura pública”.

A indagação, que precisa ser respondida o quanto antes pelos envolvidos na transação, especialmente pelo filho do presidente, está no ar: e os 1.780.000 reais? Depois da célebre “Cade o Queiroz?”, repetida em prosa e verso durante o longo sumiço do operador do caixa paralelo do antigo gabinete de Flávio, essa é a pergunta que agora se impõe. Talvez um novo relatório do Coaf seja necessário para que venha a resposta.