#JornalismoSemFakeNews

21 de junho de 2021 às 15:42

Lula livre de processo que envolvia Mitsubishi e CAOA

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por Renan Ramalho

O juiz federal Frederico Botelho de Barros Viana, de Brasília, absolveu Lula, Gilberto Carvalho e outros cinco réus por corrupção no âmbito da Operação Zelotes.

O ex-presidente e o ex-ministro foram acusados de aceitar R$ 6 milhões de lobistas e empresários em 2009 para editar medida provisória com benefícios tributários para montadoras.

Segundo o Ministério Publico Federal, a propina foi negociada por Carvalho e seria destinada ao PT. Ao final do processo, porem, o órgão concluiu que não havia provas do repasse do dinheiro.

“Muito embora existam elementos que demonstrem a atuação por parte da empresa de MAURO MARCONDES – MARCONDES E MAUTONI – no que se refere à prorrogação de benefícios fiscais às empresas CAOA e MMC, não há evidências apropriadas e nem sequer minimamente aptas a demonstrar existência de ajuste ilícito entre os réus para fins de repasse de valores em favor de LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA ou de GILBERTO CARVALHO”, escreveu o juiz na sentença.

Respondiam a ação pelo crime de corrupção ativa Mauro Marcondes, José Ricardo da Silva, Alexandre Paes dos Santos, Paulo Arantes Ferraz (Mitsubishi) e Carlos Alberto de Oliveira Andrade (Caoa).

Leia AQUI a integra da sentença.

*

A defesa do ex-presidente Lula emitiu a seguinte nota:

“A sentença proferida hoje para absolver o ex-presidente Lula reforça que o ex-presidente foi vítima de uma série de acusações infundadas e com motivação política, em clara prática de lawfare, tal como sempre sustentamos. Em todos os casos julgados ate o momento Lula foi absolvido — inclusive no caso que imputava ao ex-presidente a participação em uma organização criminosa (Caso do “quadrilhão”) — ou as acusações foram sumariamente arquivadas, o que somente não ocorreu em 02 (dois) casos que foram conduzidos pelo ex-juiz Sérgio Moro e que foram recentemente anulados pelo Supremo Tribunal Federal em virtude da incompetência e da parcialidade do ex-magistrado. Lula jamais cometeu qualquer crime antes, durante ou depois de exercer o cargo de Presidente da República”.

Cristiano Zanin Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.