#JornalismoSemFakeNews

8 de julho de 2021 às 1:37

Primeira prisão na CPI do Senado durou 5 horas e liberdade valeu mil e cem reais

[2] Comentários | Deixe seu comentário.

Custou mil e cem reais a passagem de volta pra casa do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, preso durante depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (7).

O valor foi referente à fiança paga pelo depoente considerado mentiroso, que ficou detido por mais de 5 horas nas dependências da Polícia Legislativa do Senado.

Roberto Ferreira foi preso por determinação do presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM).


Roberto Ferreira Dias, que não chegou a ser colocado em cela, deixou a sede da Polícia Legislativa logo depois das 23h.

No vídeo do instagram ‘Desmascarando’, veja um resumo da voz de prisão e da saída do depoente acompanhada de policiais legislativos.

2 respostas para “Primeira prisão na CPI do Senado durou 5 horas e liberdade valeu mil e cem reais”

  1. DARY DE ASSIS DANTAS FILHO disse:

    Umas mentiras não vale nada.

  2. OSORIO disse:

    SÓ O DINHEIRO DE 22 VACINAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.