#JornalismoSemFakeNews

15 de julho de 2021 às 10:38

Rogério se vê obrigado a adiar lançamento de sua candidatura ao Senado

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Rogério Marinho começou o dia tomando café com aliados…

Recebendo a radiografia do Rio Grande do Norte.

O relatório de ‘nãos’ de tantos prefeitos sobre a convocação do evento marcado para o dia 31 de julho.

Juntando a falta de quórum com o freio puxado pelo senador Flávio Bolsonaro, ficou decidido que o evento do dia 31 será apenas para lançar a candidatura de Benes Leocádio ao Governo.

Rogério começa a dizer o que não quer dizer: que não será candidato ainda, que está cedo, e tal…

Não é bem isso.

Ele estava mais do que certo do evento e de sua candidatura, que agora dá uma parada.

O ministro senadorável muda a estratégia: diz que não será candidato, mas passa a bola para alguma liderança grande do Estado.

Que alguém lance sua candidatura ao Senado.

A ansiedade segue…

Rogério precisa testar sua candidatura para saber se, em abril do próximo ano, deixa o Ministério para entrar de vez na disputa, ou simplesmente segue o baile como auxiliar do presidente Bolsonaro, sem chance de ser senador no Rio Grande do Norte.

Estratégia que já vinha sendo utilizada por Fábio Faria, atropelado por Rogério.

Intriga confirmada, dizem os aliados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.