#JornalismoSemFakeNews

21 de julho de 2021 às 12:07

Aos 93 anos, ex-global Cid Moreira é alvo de pedido de interdição pelos filhos que querem a prisão da esposa

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do UOL

Filhos pedem interdição de Cid Moreira e prisão da madrasta em processo

Luiza Missi e Weslley Neto

Roger e Rodrigo Moreira, filhos do apresentador Cid Moreira, entraram com um processo na vara de família de Petrópolis, Rio de Janeiro, pedindo a interdição do pai e a prisão da madrasta, Fátima Sampaio Moreira.

O UOL teve acesso ao documento protocolado hoje. Os filhos do apresentador de 93 anos alegam que o pai enfrenta sintomas de demência e que tem a liberdade limitada por atitudes de Fátima.

“Roger Moreira, filho adotivo de Cid, afirmou em contato com o UOL que as postagens do pai nas redes sociais são controladas pela madrasta. Ele destaca que os filhos querem encontrar o apresentador o mais rápido possível. A única coisa que posso falar agora é que a verdade vai aparecer em breve. Ele é uma vítima. Se não fôssemos impedidos, nós filhos estaríamos convivendo com ele. Amamos ele e não podemos nos aproximar porque ela não deixa”, disse Roger Moreira.

Além do pedido de interdição, o processo também aponta a necessidade de uma tutela de urgência. Os filhos argumentam que Cid Moreira não teria “mínimas condições” de administrar os bens no documento. Roger e Rodrigo apontam que Fátima Moreira mantém o marido em “cárcere privado”.

O processo também diz que ela, 40 anos mais jovem que Cid Moreira, teria se casado com o apresentador motivada por “interesses econômicos”.

“Têm-se notícias que a mesma agride o idoso, deixa sem medicação, comida vencida ou estragada por 15 dias em pleno cárcere privado, e o pior, sem a sua presença ela some para fazer compras e se enturmar com os amigos”, revela trecho do documento compartilhado com o UOL.

Além de estelionato, o documento também aponta outras acusações contra Fátima, como apropriação indébita e formação de quadrilha. A ação com assinatura do advogado Ângelo Carbone também pede bloqueio imediato dos bens de Cid durante a investigação.

“Os filhos estão preocupados com o pai. Cid Moreira está passando por um momento muito difícil. Ele tem 93 anos e a impressão que dá é que ele está sendo usado. Estão tirando todo o patrimônio e eu vou buscar o Ministério Público, a justiça, a polícia, o Juizado da Família e principalmente a Delegacia do Idoso para que supram essa situação difícil”, diz Ângelo Carbone em vídeo compartilhado com o UOL.

O UOL entrou em contato com a assessoria de Cid Moreira, que não quis comentar sobre o caso. “Neste momento não temos o que dizer sobre o assunto, não recebemos nenhum comunicado da justiça”.

Polêmicas envolvendo Cid Moreira: o que disseram os filhos e a madrasta?

As polêmicas envolvendo a relação de Cid Moreira com os filhos se tornaram públicas após Roger, filho adotivo do jornalista, alegar que foi abandonado e deserdado pelo pai em entrevista ao “Balanço Geral”, da Record TV.

Roger também negou ter processado Cid Moreira por conta de um estúdio bancado pelo jornalista. “Ele está se ligando a uma coisa que nunca aconteceu para dizer que quer me deserdar”, argumentou.

O processo foi citado pela mulher de Cid Moreira, Fátima. Ela afirmou que o afastamento entre os dois aconteceu em razão dos custos deste espaço em que Roger trabalhava. Segundo ela, Roger, adotado pelo jornalista já adulto, decidiu abrir uma ação após o apresentador deixar o espaço. Em seu posicionamento compartilhado nas redes sociais, Fátima Moreira destacou que, quando conheceu Cid, o cabeleireiro ainda não havia sido adotado pelo jornalista.

“Cheguei na vida do Cid em 2000, nos conhecemos no Ceará e esse moço estava com ele, ainda não era adotado. Já era um moço adulto e fazia dois anos que ele [Cid] havia se separado da tia desse rapaz — ele é adotado pelo Cid e pela tia. Não é uma questão para eu julgar o porquê fizeram isso. Ele já era adulto. O Cid conheceu ele e os dois irmãos e ajudaram a mãe e o pai dele a se instalarem aqui. Cid ajudou ele a montar uma loja no Leblon, porque era isso que ele fazia no Sul. Ele voltou ao Rio Grande do Sul e o Roger voltou algumas vezes para cá na adolescência dele”, disse Fátima.

“Não tinha mais sociedade com a ex-mulher, mais nenhuma relação profissional com ele. Estávamos fora do país quando saiu a notícia, foi constrangedor. Eles pararam de relacionar”, completou Fátima.

Rodrigo Moreira, filho biológico do apresentador, também afirmou em entrevista à Record TV nunca ter recebido afeto do pai. “Essa confusão que aconteceu com Roger (também) aconteceu comigo a vida inteira”, destacou o comerciante que mora no interior de São Paulo.

Rodrigo chegou a abrir um processo contra Cid Moreira por abandono afetivo e pediu R$ 1 milhão na justiça, mas acabou perdendo. “Ele não quer ser meu pai. Eu perdi o processo e deixei quieto, não quis mais mexer nessa ferida”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.