#JornalismoSemFakeNews

27 de julho de 2021 às 18:55

A armadilha de Rogério Marinho para Álvaro Dias

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, declarou ao jornal Tribuna do Norte na edição desta terça-feira, o que o Blog havia publicado na quinta-feira, antes da viagem dele a Brasília para uma conversa com o ministro Rogério Marinho.

Álvaro é o sonho de consumo de Rogério.

Para ser candidato a senador, Marinho precisa de um palanque majoritário para garantir musculatura à candidatura.

Já fez vários convites a Álvaro, que como disse o próprio prefeito ao jornal, não quer deixar a Prefeitura pelo meio do caminho, mesmo sabendo que uma candidatura ao Governo não é impossível.

Uma declaração solta de quem acredita que não está na hora de se comprometer com ninguém.

Álvaro não cogita disputar o governo, mas também não acha que é hora de dizer que vota na governadora Fátima Bezerra, no deputado-governadorável Benes Leocádio, ou seja lá em quem for.

Rogério, mesmo já fechando dobradinha com Benes, voltou a convidar Álvaro para ser seu candidato a governador.

Assim como já convidou o ex-senador Garibaldi Filho, o ex-senador José Agripino, o deputado Tomba Farias, o empresário Luiz Roberto Barcelos…

Ninguém quis.

Se acertou com Benes, mas não desistiu de Álvaro.

E para empolgar o prefeito de Natal, articulou, assim do nada, uma declaração de apoio do presidente nacional do PSDB, deputado pernambucano Bruno Araujo, à candidatura de Álvaro.

Sem entender nadica sobre política do Rio Grande do Norte, Bruno Araújo declarou que, renunciando à Prefeitura de Natal em abril para ser candidato a governador em outubro, Álvaro não sofrerá desgaste porque já estaria no sexto ano das duas gestões…

Mentira.

Estará no quarto ano.

Alvaro assumiu a Prefeitura quando o então prefeito Carlos Eduardo Alves renunciou para disputar o Governo e ser derrotado.

Saindo em abril terá cumprido menos de meio mandato em uma gestão, e meio mandato em outra gestão, sem conhecer o gostinho de uma gestão por inteiro.

Sem saber nada sobre bastidores da política potiguar, Bruno Araujo tenta jogar Álvaro nas mãos de Carlos Eduardo.

Álvaro já declarou que não tem compromisso com o ex-prefeito de Natal, que também não se comprometeria em nada com Álvaro, caso renunciasse à Prefeitura.

O prefeito de Natal sabe que, se deixar a gestão municipal, passará a chave do Palácio Felipe Camarão, não à sua vice Aila Cortez, mas ao padrinho político dela, Carlos Eduardo.

E com a prefeitura no seu colo de volta, Carlos Eduardo fará o que faz ‘menino ruim’ quando tenta pegar uma coisa que almeja há muito tempo e ninguém lhe dá: bota a prefeitura na mão e ‘dana a carreira’ sem nem olhar para trás.

Se Álvaro não tem compromisso com Carlos, com a prefeitura na mão, Carlos não terá um pingo de compromisso com Álvaro.

Sobre essa armadilha não contaram ao presidente do PSDB, Bruno Araújo, que acena com uma polpuda verba eleitoral para a campanha, sem programar nada para o futuro do prefeito de Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.