#JornalismoSemFakeNews

8 de setembro de 2021 às 12:06

Impeachment cai com força no colo do presidente da Câmara que vai se pronunciar depois que Bolsonaro desfez acordo

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, já deu seu recado.

Fechou o Senado, cancelou votações, suspendeu reuniões de comissões…

Falta a voz mais esperada: a do presidente da Câmara.

É o deputado Arthur Lira que tem que pautar na Câmara o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Vamos ver até onde vai a coragem de Lira.

Ele já havia dito que não perdoaria Bolsonaro se ele descumprisse o prometido.

E o que foi o prometido?

Bolsonaro garantiu a Lira que, caso a Câmara derrubasse a proposta do fim do voto impresso, não voltaria mais a falar sobre o assunto.

E falou.

Garantiu que não voltaria mais a falar em fechamento de STF.

E voltou.

Bolsonaro está sem crédito com o presidente da Câmara, resta saber se o presidente da Câmara vai dar uma chance ao presidente e desmoralizar a Casa.

Arthur Lira vai se pronunciar ainda hoje e o Brasil vai medir o nível de sua coragem, até agora bem abaixo do que o cargo exige.

O vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Barros, já se pronunciou, ainda nesta terça-feira, com duas postagens em seu perfil no Twitter.

-“Não tenho dúvidas de que qualquer ato de violência contra o Congresso ou o STF em ato que teve a participação do presidente da República tornará inevitável a abertura do processo de impeachment”

-“Pronto. Já teve o show, agora vamos voltar pro que interessa. Presidente, o que o senhor tem a dizer sobre 14,8 milhões de desempregados, 19 milhões com fome, gás acima de 100 reais, gasolina acima de R$ 7, juros de dois dígitos e PIBinho?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.