#JornalismoSemFakeNews

30 de setembro de 2021 às 18:53

Controlador Pedro Lopes diz que Governo não abandona servidores convocados pela CPI e orientação é apenas “falar a verdade”

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do controlador geral do Estado do Rio Grande do Norte, Pedro Lopes, sobre a participação de servidores da Saúde na CPI da Covid.

Para Lopes, “os verdadeiros patriotas”, que dedicaram dias e noites a salvar vidas, e que deveriam estar sendo “condecorados”.

O Controlador comenta sobre a participação desses profissionais na CPI da Covid, ressaltando que terão o apoio do Governo e uma orientação: “falar a verdade”.

“Não há o que temer quando se trabalha corretamente e por isso sempre declaramos estar tranquilos em relação a esta CPI na AL”, escreveu Pedro Lopes no artigo que o Blog reproduz:

Constrangido por falar a verdade, essa é a realidade do servidor na CPI na Covid na AL

Pedro Lopes
Controlador Geral do Estado

A cruzada de humilhação e de coação sobre os servidores públicos da saúde continua na CPI da Covid na Assembleia Legislativa. Os deputados oposicionistas não conseguem apresentar um mínimo de prova para acuar o governo nos contratos firmados durante a pandemia, frustrando os seus interesses políticos primários, e acabam tornando as sessões da CPI num espaço de tortura psicológica sobre os profissionais que trabalharam na linha de frente administrativa durante a pandemia.

Querendo a qualquer custo obter declarações que comprometam o governo, deputados recorrem a reiteradas práticas de abuso de autoridade, desrespeitando cabalmente os direitos e as garantias fundamentais dos cidadãos previstos na Constituição Federal. A competência do exercício do trabalho investigativo deferida ao parlamento não pode ser aval para transformar a oitiva, em especial a de servidores públicos, em verdadeiras sessões de desavenças e constrangimentos abusivos que estão quase que sendo uma espécie de rotina no momento dos depoimentos, principalmente contra as mulheres.

Não bastasse, agora os deputados oposicionistas querem retirar dos servidores que desdenham desde o início da CPI o direito de serem acompanhados pelo Estado, por meio da sua Procuradoria Geral. Ora, se os servidores estão sendo convocados pela CPI porque atuaram seguindo as regras previstas na legislação e nos pareceres jurídicos elaborados pela PGE, é natural que recebam o nosso apoio jurídico, para que não tenham gastos extraordinários somente pelo fato de ter feito o seu trabalho funcional. O governo não abandonará os servidores da Sesap, não os deixarão à própria sorte.

Já sobre a suposta denúncia de que depoentes na condição de testemunhas estão sendo treinados por membros do governo, vamos facilitar a vida da CPI. Estamos os acolhendo sim! Estão sendo apoiados, inclusive psicologicamente, e sempre estimulados a falar a verdade, porque assim deve ser. Não há o que temer quando se trabalha corretamente e por isso sempre declaramos estar tranquilos em relação a esta CPI na AL.

Se os deputados oposicionistas não estão gostando das respostas obtidas nas inquisições, mesmo chacoalhando as testemunhas, paciência, mas ao menos lembramos que ainda restarão as especulações, ilações, que mantém vivo o entusiasmo do grupo que negou a pandemia.

Lamentamos mesmo pelos servidores que na fase mais crítica do nosso país se doaram para salvar vidas, os verdadeiros patriotas. Eram para ser condecorados, homenageados, mas agora são submetidos a situações vexatórias e pouca fala pública é pronunciada em sua defesa, poucas linhas são escritas sobre os constrangimentos sofridos, o sindicato ainda não se apresentou e as instituições da sociedade civil estão silentes. Alguns servidores já devem se questionar, será que valeu a pena?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.