#JornalismoSemFakeNews

16 de novembro de 2021 às 18:52

Rafael Motta: “Se meu nome for entendido como mais forte para manter a vaga no Senado com a centro-esquerda, não vejo porque hesitar”

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna impressa:

LÁ e LÔ com Rafael Motta


Sua reeleição em 2018 foi desacreditada, mas você teve mais votos que candidatos com grandes estruturas. Você acha que o meio político passou a enxergar a sua capacidade eleitoral?
O mais difícil em 2018 não foi vencer a eleição, mas sim superar os obstáculos impostos pelo “não ganha mais”, amplamente difundido. Porém, todo esse barulho não conseguiu calar os nossos posicionamentos, todos alinhados com os interesses dos potiguares. Acho que 2018 deixou claro o afinamento que existe entre o nosso mandato e a população.

Você chegou a pontuar em pesquisa para o Senado. É um plano ao lado de Fátima e contra Bolsonaro?
Tenho circulado muito e acredito reunir condições para seguir como deputado federal. Agora, se o meu nome for entendido como mais forte para manter a vaga no Senado com a centro-esquerda, não vejo porque hesitar. Estou ao lado de Fátima e contra os absurdos praticados por Bolsonaro. É onde estou e me sinto confortável nesse lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.