#JornalismoSemFakeNews

20 de novembro de 2021 às 23:51

Olavo de Carvalho confirma saída do Brasil em ‘voo repentino’ e deputados querem saber se ministro Fábio Faria ajudou ex-guru a fugir de intimação da PF

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Sobre uso de aviões da FAB, o Palácio do Planalto vai ter que explicar o plano de voo publicado pela escritora e roteirista, que também se intitula ‘detetivona fodona’, Daniela Abade, em seu twitter.

Segundo Abade, o ex-guru de Jair Bolsonaro teria ‘fugido’ do Brasil a bordo de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que teria voado para os Estados Unidos a pedido do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Fábio, de acordo com o levantamento, estava em Glasgow, na Conferência do Clima, para onde tinha ido em voo comercial, e de lá seguiria para Nova York, para só então voltar ao Brasil no voo da FAB que decolou do Brasil levando Olavo de Carvalho.

A viagem secreta bancada pelo Governo brasileiro, seria para evitar que Carvalho atendesse a uma intimação da Polícia Federal.

Um caso a ser bem apurado para explicar o uso do avião do governo, e se o ministro teria participado de um possível combinado para tirar Carvalho do Brasil.

O ministro Fábio Faria disse que não conhecia Olavo de Carvalho, o que não impede de ter aceitado um combinado.

Mas em suas redes sociais, chamou de FAKE NEWS em letras garrafais, as postagens da roteirista.

“FAKE NEWS!! Não conheço Olavo de Carvalho, nunca o vi na vida e não fui de FAB para os EUA. Irresponsabilidade soltar maluquices na imprensa sem checar. É preciso investigar e punir esses devaneios que se espalham irresponsavelmente. @STF_oficial @policiafederal”.

A possibilidade de Fábio Faria ter ‘facilitado’ a possível fuga de Olavo de Carvalho ganhou as páginas a partir das investigações de Daniela Abade.

Olavo de Carvalho seguiu para o estado da Virgínia, estado onde mora nos Estados Unidos, segundo a Folha de S. Paulo, após a Polícia Federal tê-lo intimado a depor sobre o inquérito que investiga a existência de milícias digitais para enfraquecer as instituições democráticas brasileiras.

Segundo a Folha, a intimação com data de 9 de novembro, foi respondida pela defesa do ex-guru relatando a impossibilidade pelo cliente ainda estar debilitado e internado em tratamento de saúde.

Em um vídeo postado em suas redes no último dia 15 de novembro, Olavo relata que estava no hospital e teve que viajar em um voo repentino, sem ter tido tempo nem de se despedir das pessoas que estavam cuidando dele no hospital.

Mais: ele disse no vídeo postado que teve que correr porque se não fosse aquele, não teria outro voo.

Como se na aviação brasileira não houvesse oferta de voos para os Estados Unidos todo santo dia. Carvalho deixou claro que se tratava de uma carona.

Veja o vídeo.

Ao Correio Braziliense a assessoria da FAB confirmou o voo para os Estados Unidos, mas negou que a aeronave tenha transportado passageiro. “Apenas os tripulantes que cumpriam a missão”.

O Correio publicou que declaração do deputado Paulo Teixeira (PT-SP) sobre a denúncia: “Caso verdadeira, dois crimes foram praticados: obstrução da Justiça e prevaricação”.

No twitter o deputado Jorge Solla (PT-BA) também se pronunciou: “Vamos pedir investigação. Vamos pedir na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara a convocação do comandante da FAB e o ministro @fabiofaria, precisam explicar essas evidências tão graves de terem usado voo da FAB para dar fuga ao foragido da Justiça Brasileira Olavo de Carvalho”.

Agora confira as postagens de Daniela Abade, sobre o voo da aeronave da FAB que teria levado Olavo de Carvalho para os Estados Unidos, trazendo de volta para o Brasil o ministro Fábio Faria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.