#JornalismoSemFakeNews

25 de novembro de 2021 às 4:18

Filho de Bolsonaro foi um dos 5 senadores contra lei que libera recursos para a cultura

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Senado aprovou nesta quarta-feira a Lei Paulo Gustavo, que permite a liberação de R$ 3,8 bilhões em recursos federais para projetos culturais impactados pela pandemia.

O projeto, que seguirá para a Câmara, foi aprovado com votos de 68 dos 81 parlamentares. Apenas 5 votaram contra e um dos 5 foi o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Bolsonaro.

Engraçado que os setores de cultura e eventos, que mais sofreram na pandemia, sempre bateram palmas para o presidente Bolsonaro.

Que agora vira, literalmente, as costas para a categoria que ainda vai sofrer um bocado para recompor perdas em quase dois anos sem conseguir trabalhar.

Flávio foi seco no voto: Não!

Veja a contagem do placar:

O secretário nacional de cultura já adiantou: o governo é contra. E vai fazer de tudo para derrubar.

Até o deputado Eduardo Bolsonaro, que nem é senador, mas se achando por ser deputado, se pronunciou contra a liberação dos 3,8 bilhões para recuperar setores culturais no Brasil.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, também votou contra.

Eu fico bestinha porque os setores de eventos e cultura, na sua maioria, são bem bolsonaristas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.