Thaisa Galvão

10 de maio de 2021 às 16:21

Presidente da Assembleia Ezequiel Ferreira recebe representantes do setor turístico e afirma que segue em diálogo sobre o tema com a governadora Fátima Bezerra [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, informou a um grupo de representantes de setores do Turismo no Rio Grande do Norte, que segue em diálogo com a governadora Fátima Bezerra sobre a situação do setor na pandemia.

Ezequiel recebeu empresários do Turismo nesta segunda-feira, na Assembleia.

10 de maio de 2021 às 15:19

Detran fará leilão de veículos apreendidos na quinta-feira e lotes podem ser conferidos durante a terça e a quarta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Detran do RN vai leiloar, na quinta-feira (13), 206 lotes de veículos que foram apreendidos em ações de fiscalização.

Os lotes, com veículos que poderão continuar circulando e outros que vão direto para a sucata, estão retidos nos pátios do Detran de Natal, Mossoró, Assú e Pau do Ferros.

Quem quiser ver os lotes pode ir aos locais citados nesta terça e quarta, das 8h às 12h.

O leilão será exclusivamente online a partir das 10h, no site do Lance Certo Leilões www.lancecertoleiloes.com.br e quem quiser participar deve se cadastrar na plataforma.

10 de maio de 2021 às 14:22

Ministério emite nota repudiando reportagem do Estadão que aponta ‘orçamento secreto’ para trocar por emendas apoio de parlamentares ao governo Bolsonaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como esperado, em qualquer denúncia mesmo apresentando provas, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), comandado pelo ministro Rogério Marinho, citado em reportagem do jorna O Estado de São Paulo, sobre o orçamento extra para o governo manter apoio, em troca de emendas acima dos valores anuais, de deputados e senadores, emitiu nota repudiando as acusações.

O Ministério nega o orçamento “secreto” e diz que a lei orçamentária é a principal peça legislativa discutida pelo Congresso Nacional, “com ampla divulgação para a sociedade, inclusive por parte desse jornal”.

A execução do Orçamento é divulgada com transparência no site do MDR, com atualizações diárias, no link http://paineis.mdr.gov.br.

A nota diz que “é do Parlamento a prerrogativa de indicar recursos da chamada emenda de relator-geral (RP9) do Orçamento. O RP 9 foi criado por iniciativa do Congresso Nacional em 2019, e não pelo Executivo, como erroneamente tenta afirmar a manchete do jornal”.

Segue a nota do Ministério:

A reportagem teve acesso, por exemplo, aos ofícios de parlamentares da oposição que tiveram indicações contempladas dentro do RP9, mas preferiu omiti-los, divulgando apenas os da base aliada e deste ministério.

Atualmente, por exemplo, o MDR possui uma dotação de R$ 6 bilhões para 2021 com base em emendas de relator (RP9) e apenas R$ 3,8 bilhões em recursos discricionários (RP2). O esforço para recompor o corte de 44% das despesas discricionárias do MDR e evitar a paralisia de obras de habitação, saneamento e segurança hídrica vêm sendo amplamente noticiado pela editoria de Economia do próprio Estado de S. Paulo, demonstrando e reconhecendo que os recursos do RP9 não podem ser realocados seguindo critério deste Ministério.

A reportagem não reproduz a nota do MDR que explica detalhes de como se dá a descentralização de recursos para aquisições de equipamentos por municípios. A acusação se baseia em um preço de referência que NÃO EXISTE no Governo Federal. A reportagem utiliza uma cartilha meramente ilustrativa, com preços de 2019, que não refletem variações do momento econômico pós-pandemia e as especificidades das regiões brasileiras.

As compras por entes conveniados citadas na reportagem são realizadas com base em normas previstas. É o município quem faz a pesquisa de preços e realiza a licitação do equipamento. Vale ressaltar que todas as transferências estão em fase de prestação de contas em aberto. Qualquer irregularidade porventura detectada será encaminhada para órgãos de defesa do Estado.

10 de maio de 2021 às 13:01

Secretaria de Saúde de Natal aplica segunda dose de CoronaVac em 6.800 natalenses que tomaram a primeira até 29 de março [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A segunda-feira começou com grandes filas, tanto de pedestres como em sistema drive thru, de natalenses em busca da segunda dose da CoronaVac.

Neste domingo a Secretaria de Saúde da capital recebeu 6.800 doses do imunizante, para vacinar quem recebeu a primeira dose até o dia 29 de março e está com a segunda dose atrasada.

Os locais de vacinação para este público estão sendo os drives do SESI, da UnP da Roberto Freire e do Ginásio Nélio Dias.

Os drives contam com pontos para pedestres e funcionam das 8h às 16h.

Também funcionam para aplicação da segunda dose de CoronaVac as UBS de Nazaré, Candelária, São João (Romualdo Galvão), Panatis e Pajuçara, das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h.

10 de maio de 2021 às 12:54

Ministro mais próximo do presidente Bolsonaro, Fábio Faria vai querer ser comandado por Betinho Rosado no RN? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Filiado ao PSD, o ministro Fábio Faria vive hoje o mesmo desconforto que viveu o ministro Rogério Marinho quando filiado ao PSDB, fora da bancada de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

É que o PSD de Fábio, comandado pelo ex-ministro Gilberto Kassab, se articula junto a outras legendas para derrotar o Bolsonaro no próximo ano.

Kassab procura aliados como o DEM do deputado Rodrigo Maia, já adversário do presidente, para reforçar o palanque do ex-presidente Lula.

No PSD Fábio seria execrado por Bolsonaro e pelos seus Zeros.

No plano nacional o ministro perderia o Ministério.

Já no plano potiguar, um novo partido na mão de Fábio Faria reforçaria seu projeto de disputar o Senado, se juntando ao PSD do pai, ex-governador Robinson Faria, que recorre junto ao TSE para tentar derrubar a inelegibilidade sentenciada pelo TRE do RN e disputar mandato de deputado federal.

Com dois partidos na mão ficaria mais leve no plano local.

E que partido seria?

O PP.

Fábio teria sido convidado pelo senador-presidente e amigo Ciro Nogueira para se filiar à legenda, e dada à proximidade dos dois, o ministro não chegaria ao Rio Grande do Norte apenas como filiado, mas como presidente.

Tiraria da cadeira o ex-deputado Betinho Rosado, pai do deputado Beto Rosado, cunhado da ex-governadora Rosalba Ciarlini.

Em Mossoró o que se diz é que Nogueira já teria afirmado que não haverá mudança na executiva do PP no Rio Grande do Norte, o que deixa muito claro que, sem a mudança, Nogueira não receberá o Sim de Fábio.

E o PP ficará na balança, entre ter como aliado presidindo a legenda no RN, um ex-deputado ou um ministro que lhe garante a cadeira do lado do presidente Bolsonaro em qualquer evento político.

Claro que, se Fábio se filiar ao PP não será para ser comandado por Betinho nem por Beto nem por Rosalba, vamos combinar.

O tempo vai dizer.

Como ministro de Bolsonaro e genro de Sílvio Santos – como gosta de repetir o presidente – Fábio Faria não vai querer ser comandado no partido.

Vai querer comandar.

E vai.

10 de maio de 2021 às 12:04

Oposição a Fátima fala em CPI enquanto governistas lembram da CPI aberta para investigar construção da Arena das Dunas no governo Rosalba [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A candidatura do deputado Tomba Farias ao governo do RN, poderá trazer dias de pouca tranquilidade à governadora Fátima Bezerra na Assembleia Legislativa.

Há quem comece a trabalhar pela abertura de uma CPI para investigar o governo.

Porém, a ala governista na Assembleia lembra que já existe uma CPI aberta na Casa, porém suspensa.

É a CPI da Arena das Dunas, aberta pelo ex-deputado Sandro Pimentel, que foi suspensa por causa da pandemia.

A CPI da Arena das Dunas foi aberta para investigar irregularidades na construção da Arena e teria como alvo a gestão da ex-governadora Rosalba Ciarlini.

Lembrando que as investigações iniciais botaram na cadeia, por quase um ano, o ex-deputado Henrique Alves, aliado de Rosalba.

A ala governista na Assembleia tem em mãos o relatório de uma auditoria feita pela Controladoria Geral do Estado, que recomenda a revisão do contrato de concessão, que, incluindo a construção do estádio em Natal, prevista em R$ 400 milhões, já custou R$ 707 milhões ao estado, incluindo também gastos diretos.

As acusações feitas ao Governo de Fátima não têm encontrado suporte, nem no Ministério Público, nem no Tribunal de Contas do Estado.

Talvez a palavra CPI não seja a mais indicada no parlamento estadual nesse momento.

10 de maio de 2021 às 11:44

Candidatura de Tomba ao governo pode tirar chance de Fábio Faria disputar o Senado no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A possibilidade de candidatura ao Governo do RN, do deputado Tomba Farias (PSDB), retoma ao cenário político a briga que vinha se desenhando até pouco tempo, mas que parecia ter dado uma trégua: entre os ministros Rogério Marinho e Fábio Faria.

Os dois tem como projeto político para 2022, uma candidatura à única vaga de Senado.

Durante um tempo a imprensa nacional publicou ataques a um e a outro, com publicações plantadas por um e pelo outro.

Até que a mídia nacional começou a publicar que Rogério seria candidato a governador pelo RN, deixando a tropa de choque de Fábio mais silenciosa.

Porém, a candidatura de Tomba abre espaço no palanque majoritário para a candidatura de Rogério, deixando Fábio sem palanque completo no RN.

Poderá até disputar o Senado, porém, como candidato avulso.

10 de maio de 2021 às 11:19

2022: Além de concorrentes na disputa pelo governo, Fátima Bezerra agora tem o aliado forte que não teve em 2018 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O cenário eleitoral de 2022 no Rio Grande do Norte começa a se desenhar.

Até então apontada como sem adversários na disputa pelo governo do Estado, a chefe do executivo, Fátima Bezerra, que vai disputar reeleição, começa a enxergar os nomes com quem poderá concorrer no próximo ano.

O deputado estadual Tomba Farias, do PSDB, já confirmou que toparia entrar na disputa pelo cargo máximo do Estado.

Tomba foi prefeito de Santa Cruz por dois mandatos e se elegeu deputado, exercendo hoje o terceiro mandato.

Começou no MDB e antes de se filiar ao PSDB passou pelo PTB e PSB.

Em Santa Cruz elegeu como prefeita a esposa Fernanda Costa (MDB), que foi afastada do cargo.

Com discurso de oposição ao governo na Assembleia, Tomba pode ser o nome que o ministro Rogério Marinho vem procurando para comandar o palanque onde ele poderá ser candidato a senador.

O PSDB é comandado no Rio Grande do Norte pelo presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, e em Natal pelo prefeito Álvaro Dias.

Outro nome que vem surgindo no cenário de disputa pelo governo do Rio Grande do Norte é o do senador Styvenson Valentim, do Podemos.

Presidente da legenda que assumiu depois de ter siro eleito pela Rede Sustentabilidade, Styvenson não tem uma prefeitura sequer comandada pelo seu partido.

Nas Câmaras de municípios com maior número de eleitores, o Podemos elegeu no ano passado apenas um vereador em Mossoró, com 1.740 votos.

E em uma busca aleatória em município menores, também não se encontra representantes do Podemos.

O que mostra que o senador, presidente do Podemos, não trabalhou pelo crescimento do partido no Rio Grande do Norte, o que é importante para eleger um governador, muito embora o parlamentar não considere importantes e fundamentais para uma eleição, apoios de prefeitos e vereadores. A campanha vitoriosa para o Senado não teve esses apoios.

Todo mundo sabe que todo mundo sabe que eleição para governador é diferente, tem perfil diferente, mas Styvenson não parece preocupado com isso.

O senador nem diz que vai disputar o governo e não nega quando alguém diz.

Eis o quadro atual da disputa majoritaria no Rio Grande do Norte no próximo ano.

A governadora Fátima, que passa a ter concorrentes, ganha também um aliado forte, com quem não contou em 2018 quando se elegeu: o ex-predidente Lula.

Em 2018 Lula estava preso e enfrentava um cenário quase que 100% desfavorável ao seu futuro político e até de vida.

O tempo passou, a política ganhou cenários desoladores no Brasil e Lula ressurgiu das cinzas, com a Corte máxima da justiça brasileira dando ao ex-presidente o aval para disputar eleições no próximo ano, e com um detalhe: a mesma Corte que lhe devolveu a elegibilidade, botou no canto da parede o juiz que o acusou e condenou.

O jogo virou.

Com o jogo virado no plano nacional, Lula, que no Nordeste e no Rio Grande do Norte, tem mais simpatia eleitoral do que o presidente Bolsonaro, poderá ser o cabo eleitoral que Fátima não teve em 2018, mas se elegeu.

Entre os nomes que estão na lista para disputa pelo governo do RN em 2022, Tomba e Styvenson seguem o discurso de Bolsonaro.

Fátima continua levantando a bandeira de Lula.

O jogo tá quase pronto para ser jogado.

9 de maio de 2021 às 15:48

Estadão revela que governo Bolsonaro repete o modelo de compra de apoio de parlamentares com dinheiro público [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Se isso não se chamar corrupção, que nome você dá ao gestor que compra voto de parlamentar com dinheiro público?

Confira a reportagem do Estadão deste domingo.

É vergonha que fala?

Breno Pires

Um esquema montado pelo presidente Jair Bolsonaro, no final do ano passado, para aumentar sua base de apoio no Congresso criou um orçamento paralelo de R$ 3 bilhões em emendas, boa parte delas destinada à compra de tratores e equipamentos agrícolas por preços até 259% acima dos valores de referência fixados pelo governo.
O flagrante do manejo sem controle de dinheiro público aparece num conjunto de 101 ofícios enviados por deputados e senadores ao Ministério do Desenvolvimento Regional e órgãos vinculados para indicar como eles preferiam usar os recursos.
O detalhe é que, oficialmente, o próprio Bolsonaro vetou a tentativa do Congresso de impor o destino de um novo tipo de emenda (chamada RP9), criado no seu governo, por “contrariar o interesse público” e estimular o “personalismo”. Foi exatamente isso o que ele passou a ignorar após seu casamento com o Centrão.
Os ofícios, obtidos pelo Estadão ao longo dos últimos três meses, mostram que esse esquema também atropela leis orçamentárias, pois são os ministros que deveriam definir onde aplicar os recursos. Mais do que isso, dificulta o controle do Tribunal de Contas da União (TCU) e da sociedade. Os acordos para direcionar o dinheiro não são públicos, e a distribuição dos valores não é equânime entre os congressistas, atendendo a critérios eleitorais. Só ganha quem apoia o governo.
Indicação. O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), por exemplo, determinou a aplicação de R$ 277 milhões de verbas públicas só do Ministério do Desenvolvimento Regional, assumindo a função do ministro Rogério Marinho. Ele precisaria de 34 anos no Senado para conseguir indicar esse montante por meio da tradicional emenda parlamentar individual, que garante a cada congressista direcionar livremente R$ 8 milhões ao ano.
Ex-presidente do Senado, Alcolumbre destinou R$ 81 milhões apenas à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a estatal que controla, ao lado de outros políticos.
Um caso emblemático é o do deputado Lúcio Mosquini (MDB-RO). O governo aceitou pagar R$ 359 mil num trator que, pelas regras normais, somente liberaria R$ 100 mil dos cofres públicos. No total, o deputado direcionou R$ 8 milhões.
Há situações até em que parlamentares enviaram milhões para compra de máquinas agrícolas para uma cidade a cerca de dois mil quilômetros de seus redutos eleitorais. É o caso dos deputados do Solidariedade Ottaci Nascimento (RR) e Bosco Saraiva (AM). Eles direcionaram R$ 4 milhões para Padre Bernardo (GO). Se a tabela do governo fosse considerada, a compra sairia por R$ 2,8 milhões.
Planilha secreta do governo obtida pelo Estadão revela que Alcolumbre também destinou R$ 10 milhões para obras e compras fora do seu Estado. Dois tratores vão para cidades no Paraná, a 2,6 mil quilômetros do Amapá. Sem questionar, o governo concordou em comprar as
máquinas por R$ 500 mil, quando pelo preço de referência sairiam por R$ 200 mil.
As máquinas são destinadas a prefeituras para auxiliar nas obras em estradas nas áreas rurais e vias urbanas e também nos projetos de cooperativas da agricultura familiar. Os políticos costumam promover festas de entrega dos equipamentos, o que lhes garante encontros e fotos com potenciais eleitores em ano pré-eleitoral.
Ao serem entrevistados, deputados e senadores negavam o direcionamento dos recursos ou se recusavam a prestar informações. Confrontados com ofícios assinados por eles e a planilha do governo, acabaram por admitir seus atos.
‘Minha cota’. O deputado Vicentinho Junior (PL-TO) escreveu à Codevasf que havia sido “contemplado” com o valor de R$ 600 mil para compra de máquinas. “Dificilmente esse ofício foi redigido no meu gabinete, porque essa linguagem aí, tão coloquial, eu não uso”, disse.
Somente após o Estadão encaminhar o documento, Vicentinho Junior admitiu a autoria, mas minimizou a expressão “contemplado” ali utilizada. “Às vezes, uma colocação nesse sentido nada mais é do que ser simpático”, resumiu.
“Minha cota”, “fui contemplado” e “recursos a mim reservados” eram termos frequentes nos ofícios dos parlamentares. Foi dessa última forma que a deputada e atual ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), se dirigiu à Codevasf para definir o destino de R$ 5 milhões. “Não me lembro. Codevasf?”, perguntou ao Estadão.
Ao ler o documento, Flávia desconversou: “É tanta coisa que a gente faz que não sei exatamente do que se trata”. Nem tudo, porém, é registrado. O senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) admitiu que “ditou” para o ministro Marinho onde R$ 7 milhões deveriam ser aplicados.
Na prática, a origem do novo esquema está no discurso de Bolsonaro de não distribuir cargos, sob o argumento de não lotear o primeiro escalão do governo. De um jeito ou de outro, a moeda de troca se deu por meio da transferência do controle de bilhões de reais do orçamento ao Congresso. Tudo a portas fechadas, longe do olhar dos eleitores.

7 de maio de 2021 às 21:25

Prefeitura de Natal define estratégias para buscar alunos ausentes das aulas no formato não-presencial [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Rede Municipal de Ensino de Natal continua com as aulas no formato não-presencial para as crianças da Pré-Escola e os estudantes do Ensino Fundamental, incluindo a modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Diante desta realidade, a Prefeitura de Natal, junto à Secretaria Municipal de Educação e as unidades de ensino vêm buscando novas estratégias para trazer os alunos que não estão participando das aulas no formato não-presencial e que o conteúdo dessas aulas alcance os estudantes de acordo com as limitações de cada realidade.
De acordo com a secretária adjunta de Gestão Pedagógica, Naire Jane Capistrano, apesar de todo esforço das unidades de ensino para chegar aos alunos com as atividades no formato não-presencial, ainda existem alunos que não estão participando e a SME está apoiando as escolas na busca desses estudantes. “A educação é fundamental e a parceria entre escola e família sempre foi muito importante, e ainda mais, nesse momento difícil que estamos vivendo. Reforçamos que os pais procurem as unidades de ensino e conversem com a equipe pedagógica para saber a melhor forma de como a criança pode continuar participando das atividades”, enfatiza Naire Capistrano.
Para os alunos do 9º ano, as aulas do ano letivo 2020 retornaram em setembro passado, por meio das teleaulas pela Band RN. Para as demais séries, o conteúdo foi inicialmente retomado no início de fevereiro, quando seria implantado o formato híbrido (presencial e não presencial). Porém, com o aumento no número de casos e internações da Covid-19 no município, o retorno ocorreu somente no formato não-presencial. A gestão de algumas escolas, no entanto, já havia retomado as atividades, optando pelo formato online ainda no ano passado, como na Escola Municipal Professor Amadeu Araújo, na Zona Norte.
Para o gestor pedagógico da Amadeu Araújo, Harisson Dantas, a maneira mais segura, no que diz respeito aos riscos de contaminação, é priorizar o contato online entre professores e alunos. “As aulas têm acontecido através de ferramentas de fácil acesso, como o aplicativo WhatsApp através de grupos que já existiam antes da pandemia”, explica o gestor, que também faz uso de ferramentas do Google, como o Meet, Classroom e Forms, continuando com essas estratégias em fevereiro, quando veio a determinação da Secretaria Municipal de Educação para o retorno das aulas no formato não-presencial.
“A grande maioria dos alunos está acompanhando as aulas online, com adesão maior que 75%. Nosso problema hoje é a rotatividade de alunos que assistem às aulas de apenas algumas disciplinas, mas já estamos nos reunindo com os pais para saber o motivo dessa dificuldade”, explicou Dantas. A escola tem 1.023 estudantes matriculados do 6º ao 9º ano, além da EJA (Nível I ao IV).
Já na Escola Municipal Vereador José Sotero, as aulas estão acontecendo tanto com a estratégia do formato online como na entrega presencial de atividades, segundo informa o gestor pedagógico Francisco Canindé do Nascimento. “Começamos esse trabalho entre setembro e outubro de 2020, e em fevereiro deste ano, nós retomamos. Sempre mobilizando, sensibilizando, mandando as atividades e realizando as aulas com os professores e tirando as dúvidas no contato com os alunos. Para aqueles estudantes que não têm nenhuma condição de ter acesso às aulas online, marcamos o dia para eles pegarem as atividades impressas”, pontuou Nascimento. A escola atende hoje 751 alunos do 6° ao 9° ano, no bairro de Igapó.

7 de maio de 2021 às 19:08

Morre de covid o dentista aposentado Virgílio Alexandrino, irmão do empresário do grupo Morada da Paz, Eduardo Vila [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu de covid aos 83 anos, o dentista aposentado Virgílio Alexandrino Neto.

Irmão mais velho do empresário Eduardo Vila, do Grupo Morada da Paz, Virgílio foi internado com outros problemas de saúde e contraiu covid.

Ele deixa a esposa Nair e os filhos Marcelo, Simone e Marcílio Vila.

O sepultamento no Morada da Paz de Emaús será às 21h.

7 de maio de 2021 às 17:47

Ex-prefeita Micarla de Sousa lamenta morte de seu aliado e ex-líder na Câmara Enildo Alves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A jornalista Micarla de Sousa lamentou em suas redes sociais a morte do ex-vereador Enildo Alves.

Enildo foi líder da então prefeita Micarla na Câmara de Natal.

7 de maio de 2021 às 17:17

Médico Enildo Alves deixa saudades no laboratório DNA Center [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do DNA Center sobre a morte do médico hematologista Enildo Alves:

7 de maio de 2021 às 17:14

Em nota, Câmara lamenta morte do ex-vereador Enildo Alves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Câmara de Natal emitiu nota lamentando a morte do ex-vereador Enildo Alves.

Confira:

Com profundo pesar e imensa consternação, a Câmara Municipal de Natal recebe a informação do falecimento do ex-vereador Enildo Alves, aos 70 anos, ocorrido nesta sexta-feira, 07 de maio, devido a complicações no aparelho digestivo.

Médico hematologista, Enildo era uma referência na sua área como médico do Hospital Onofre Lopes e em clínicas da rede privada de saúde, além de ser professor da UFRN.

Foi secretário de Saúde de Natal, com a implantação do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU Natal) ocorrendo durante a sua gestão.

Na sua vida política, foi vereador por seis mandatos, nos períodos de 1989 a 1992, 1993 a 1996, 1997 a 2000, 2001 a 2004, 2005 a 2008 e 2009 a 2012. Ao longo da sua vida pública, o parlamentar teve um perfil aguerrido e atuante, sempre pautando sua conduta com base na ética e respeito à administração pública.

O presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freire, em nome dos vereadores e servidores da CMN, manifesta suas condolências e solidariedade aos familiares e amigos neste momento de dor e tristeza.

Câmara Municipal de Natal

7 de maio de 2021 às 16:49

Tratamento precoce perde espaço na internet e médica aponta censura da CPI da Covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de várias plataformas serem derrubadas na internet por propaganda de medicamentos sem eficácia, mas dito eficientes para cura da covid, mais duas decisões chamam atenção em Natal.

O juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública Cícero Macedo proibiu a prefeitura de Natal de fazer propaganda da Ivermectina como preventivo no combate a covid.

O magistrado também determinou que o município retire o remédio do protocolo de tratamento da secretaria de Saúde.

Macedo não proibiu a distribuição do remédio gratuitamente, mas faz uma ressalva: o médico que preescrever terá que se responsabilizar pelos efeitos do remédio e o próprio paciente também precisa estar ciente das consequências de tomar a medicação.

Outro ocorrido diz respeito a uma postagem derrubada do instagram da médica infectologista Roberta Lacerda, que aponta como culpados, integrantes da força tarefa da CPI da Covid. Ela adiantou que não só a postagem, mas a conta deverá ser excluída.

7 de maio de 2021 às 16:01

Ministro se aposenta do TST e passa a prestar consultoria ao escritório do advogado Erick Pereira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do site Consultor Juridico:

O recém-aposentado ministro do Tribunal Superior do Trabalho Márcio Eurico Vitral Amaro é o novo consultor do escritório Erick Pereira Advogados.

Márcio Eurico atuou como advogado, em Belo Horizonte, até 1987. Neste ano, após aprovação em concurso público, tomou posse como juiz do Trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, que, à época, além do Distrito Federal, tinha jurisdição sobre os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Em 1992, foi promovido por merecimento a juiz do recém-criado Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, com sede em Campo Grande (MS), e eleito como seu primeiro presidente, cargo que exerceu no biênio 1993/1994. Atuou como juiz convocado no TST de fevereiro a dezembro de 1998 e de agosto de 2002 a junho de 2003. Em novembro de 2007, foi nomeado ministro do TST.

O escritório Erick Pereira Advogados foi fundado em 1988, em Natal. Em 2005, abriu a filial de Brasília e, em 2016, a de São Paulo.

7 de maio de 2021 às 12:52

Prefeito Allyson anuncia para este sábado a vacinação de pessoas com deficiência e com comorbidades a partir de 50 anos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Mossoró amplia, neste sábado, a faixa de prioridades de vacinação contra covid.

Serão vacinadas pessoas com deficiência ou com comorbidades a partir de 50 anos.

O anúncio foi feito pelo prefeito Allyson Bezerra e pela secretária de Saúde, Morgana Dantas.

7 de maio de 2021 às 12:33

Governadora Fátima anuncia pagamento de mais uma parte do que herdou em salários atrasados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra anunciou nesta sexta-feira, durante reunião com o Fórum dos Servidores, o pagamento da segunda parcela do 13° de 2018.

O dinheiro será liberado ainda agora em maio.

Para os servidores que recebem até R$ 4.500, o pagamento será integral.

Os demais servidores receberão R$ 2.000 linearmente.

A governadora Fátima disse que seu governo vai continuar trabalhando para quitar 100% da folha até novembro deste ano.

7 de maio de 2021 às 11:45

Ministro Fábio Faria lamenta morte do tio vítima de covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Fábio Faria anunciou em suas redes sociais a morte do tio Ricardo Salustino.

Mais uma vítima de covid.

Ricardo é irmão de Nina, mãe de Fábio.

7 de maio de 2021 às 10:50

Morre ex-vereador e médico Enildo Alves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu nesta sexta-feira o médico e ex-vereador de Natal, Enildo Alves.

Segundo Heitor Gregório, em seu blog, Enildo se submeteu a uma ‘laparotomia exploradora’ de emergência, para identificar um possível problema gastrointestinal.

O exame teria sido realizado após constatado um sangramento abdominal.

Enildo foi vereador pelo DEM, foi líder fiel da prefeita Micarla de Sousa na Câmara, e apesar de anunciar que não voltaria à vida pública, em 2015 se desfiliou do DEM e se filiou ao PSD do então governador Robinson Faria para disputar novo mandato na Câmara mas não obteve sucesso.

Como vereador sempre foi destemido, e não mediu palavras para criticar ou elogiar.

Foi aliado da ex-governadora Wilma de Faria, que também não se livrou de suas críticas.

Sobre Micarla, dizia sempre que seguia defendendo por acreditar que ela era mais uma vítima do sistema político montado no Rio Grande do Norte por sobrenomes.