Thaisa Galvão

23 de novembro de 2020 às 17:08

Apesar de citado pelo prefeito Álvaro, deputado Ezequiel não faz campanha para ser governador [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito reeleito de Natal e presidente do PSDB da capital, Álvaro Dias, instigado a falar sobre nomes do partido para o Governo do Estado em 2022, citou o ministro Rogério Marinho e o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza.
Quem acompanhou a participação de Ezequiel nessas eleições pelo estado afora, não entendeu que ele busca o Governo.
Ezequiel esteve em quase todo o Estado levando apoio a candidatos do PSDB e prestando contas do seu mandato como deputado.
Com cara e jeito de quem não mira no Executivo.
E quem tem falado sobre Rogério, jura de pés juntinhos que ele tem sonhado com o Senado, e não com o Governo.
Álvaro também falou do deputado Tomba, e quem andou com Tomba pelo interior entendeu que ele anda com bem mais vontade de disputar o Governo do que Ezequiel e Rogério.
Mas…
Álvaro falou dos nomes que considera grandes dentro do partido.
E falou porque foi instigado.

23 de novembro de 2020 às 17:05

Citando nomes do PSDB para o Governo, Álvaro reafirma que não tem compromisso com candidatura de Carlos Eduardo Alves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A declaração do prefeito Álvaro Dias sobre candidatura a governador em 2022, citando o deputado Ezequiel Ferreira, o ministro Rogério Marinho e o deputado Tomba Farias como nomes bons do PSDB para disputar o Governo, foi nada mais nada menos do que um recado:

Álvaro não tem compromisso com candidatura de Carlos Eduardo Alves, do PDT.

Na segunda-feira depois do resultado das eleições, em entrevista que nos concedeu no Jornal da Noite, perguntei se ele tinha compromisso com Carlos.

E ele respondeu, limpo e seco: nem com Carlos nem com ninguém.

Agora, nessa entrevista, revela que tem compromisso com o seu partido, o PSDB.

23 de novembro de 2020 às 14:08

Médico Fernando Suassuna esclarece que declaração sua sobre uso de ivermectina teve repercussão equivocada [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Nota do médico Fernando Suassuna, presidente do Comitê Científico da Prefeitura de Natal, sobre repercussão em torno de declaração dele sobre uso de ivermectina para evitar ou minimizar os efeitos da covid.

NOTA DE ESCLARECIMENTO


Diante das publicações veiculadas no dia 19/11/2020 na mídia local, onde noticiaram que supostamente eu havia apontado que era crime não prescrever ivermectina, esclareço que compareci à entrevista em rádio local agendada pela Prefeitura de Natal para falar sobre a importância da profilaxia na COVID-19 dentro do protocolo municipal, baseado em evidências observacionais, translacionais e ensaios clínicos, que demonstram a eficácia desta medida no campo da saúde pública.

Destaquei que por se tratar de uma recomendação de um órgão oficial, no contexto da saúde pública, a não observância do referido protocolo poderia ser prejudicial à população, não tendo em nenhum momento intenção de contestar o princípio da autonomia médica e nem muito menos apontar a crime ou criminosos.

Lamento profundamente a distorção do contexto da entrevista onde teve a intenção clara de desvirtuar por completo a realidade fática apresentada no momento.

Continuarei envidando todos os esforços necessários para proteger a saúde da população do Município de Natal.

Ratifico a importância do uso da ivermectina, esta que conta com elevado perfil de segurança, juntamente as demais medidas não-farmacológicas de prevenção, e ressalto que atualmente existem inúmeros estudos clínicos que apontam para a eficácia do medicamento na profilaxia e tratamento da COVID-19.

Natal/RN, 23 de novembro de 2020.
Dr. Fernando Antônio Brandão Suassuna

Presidente do Comitê Científico do Município de Natal

23 de novembro de 2020 às 13:53

Taipu: Prefeito Louvado deixa hospital após ser curado de covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Prefeito eleito de Taipu, Louvado se curou da covid.

Ele foi diagnosticado com o vírus logo depois do resultado das eleições e chegou a ser internado no Hospital do Coração.

Recebeu alta nesta segunda-feira.

23 de novembro de 2020 às 13:48

Secretário Irapoã Nóbrega prevê para início de dezembro o acendimento da árvore de natal de Mirassol [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A árvore de natal gigante instalada no bairro de Mirassol, em Natal, deverá ser acesa nos primeiros dias de dezembro.

Foi o que anunciou nesta segunda-feira o titular da Secretaria de Serviços Urbanos da capital do Rio Grande do Norte, Irapoã Nóbrega.

23 de novembro de 2020 às 13:44

Allyson Bezerra encaminha ofício à prefeita Rosalba com os nomes da equipe de transição [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De casa, onde trata da covid, o prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra, encaminhou à prefeita Rosalba Ciarlini, os nomes indicados por ele para a equipe de transição.

É para os nomes abaixo que a Prefeitura de Mossoró terá que passar informações sobre a gestão do município.

Claudemberg Emídio Dantas – Assessor de Controle Interno atuando com ênfase na implementação de rotinas e tecnologias voltadas para o setor público nos principais municípios do Rio Grande do Norte e Mato Grosso; CEO da empresa de consultoria em tecnologia da informação PROCESSO PUBLICO – sediada na capital potiguar (www.processopublico.com), com atuação de mais de 20 anos no setor público, acumulando inúmeros cases de sucesso na área de Controladoria Governamental e TI.

Luana Lima – Servidora da UFERSA. Mestre em Gestão de Processos Institucionais.

Raul Santos – Advogado e professor. Especialista em Direito Ambiental e Mestre em ciências humanas e sociais.

Franklin Alves Filgueira – Economista, Professor da UERN, Consultor, Expertise como Assistente Técnico Judicial de grandes empresas do país, CEO em empresas especializadas em planejamento, gestão e finanças.

Kadson Eduardo – Advogado e Chefe de Gabinete Parlamentar. Especialista em Gestão Pública.

Paulo Afonso Linhares – Advogado especialista em Direito Público com mestrado e doutorado em Direito. Jornalista.

Ivo Franklin de Moura Bezerra – Contabilista especialista em Planejamento Tributário, Professor de pesquisa e extensão, Professor de Pós-Graduação, Consultor Tributário.

Humberto Fernandes – Advogado. Professor da UERN. Mestre em Direito Constitucional. Especialista em Direito Público. Ex-Presidente da OAB/Mossoró. Ex- Conselheiro Federal da OAB. Membro fundador da AJPD – Associação Juristas Potiguares pela Democracia. Experiência na área do Direito, com ênfase em Direito Constitucional, Eleitoral, Administrativo e Civil.

23 de novembro de 2020 às 12:29

Votos desapareceram das urnas e vereadores de Natal foram reeleitos com votações abaixo das registradas no pleito passado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As eleições de 2020 mostraram aos eleitos e derrotados na Câmara Municipal de Natal que o cenário não foi o mais animador.

Mesmo os reeleitos viram suas votações despencarem, a contar pelo vereador Raniere Barbosa, o mais votado em 2016.

Os vereadores que se elegeram deputados mostraram força, e os que assumiram os mandatos, mas na eleição ficaram na suplência, mais uma vez não se elegeram.

O DEM ficou sem representação na Câmara.

Confira a radiografia da Câmara da legislatura atual para a próxima, seguindo a lista, na sequência, dos vereadores eleitos no pleito passado pelo número de votos:

*

Mais votado, Raniere Barbosa, teve 10.510.

O mais votado agora foi Herbert Sena, com 6.029 votos.

Raniere se reelegeu mas caiu de 10.510 para 3.040.

Segunda eleita mais votada foi Carla Dickson, com 7.924 votos. Suplente de deputada federal, assumiu o mandato na Câmara, em Brasília, e tentou repassar seu capital eleitoral de Natal para Claudia Xavier, mas não conseguiu. A candidata só teve 1.100 votos e foi derrotada.

Ubaldo Fernandes, o terceiro da lista de eleitos em 2016, teve 7.574 votos. Em 2018 se elegeu deputado estadual com 20.148 votos, sendo 13.980 em Natal. Conseguiu transferir capital eleitoral para Herberth, seu assessor parlamentar e o vereador mais votado em Natal.

O vereador Luiz Almir, quarto mais votado em 2016, com 7.339 votos, vira primeiro suplente a partir de janeiro, já que os 3.527 votos no PSDB não foram suficientes para a reeleição. O PSDB elegeu Kleber Fernandes, Aroldo Alves e Chagas Catarino.

Natália Bonavides se elegeu vereadora com 6.202 votos. Em 2018 foi eleita deputada federal com 112.998 votos, sendo 43.714 em Natal. Apoiou a reeleição da vereadora Divaneide, segunda mais votada com 5.966 votos, e a eleição da novata Brisa, com 2.901 votos. Divaneide assumiu o atual mandato como suplente de Natália e em 2016 teve 2.236 votos.

Júlia Arruda se elegeu em 2016 com 5.765 votos. Se reelegeu agora, mas caiu para 2.817.

Em 2016 a vereadora Ana Paula teve 5.465 votos. Permanece na Câmara na próxima legislatura com 3.843 votos.

O vereador Bispo Francisco de Assis também caiu da última eleição para cá: de 5.160 para 4.213 votos.

Kleber Fernandes se elegeu há 4 anos com 5.061 votos, e se reelegeu agora com menos: 5.409.

Eudiane Macedo foi eleita vereadora em 2016 com 4.922 votos. Em 2018 disputou e ganhou mandato de deputada estadual com 22.333 votos, sendo a segunda mais votada em Natal com 14.707. Apoiou a reeleição do presidente da Câmara, Paulinho Freire, que aumentou a votação em relação ao pleito passado.

Chagas Catarino foi outro que se reelegeu com menos votos: caiu de 4.810 para 3.801.

Aroldo Alves quase empatou, mas ainda caiu um pouco. De 4.532 votos em 2016 para 4.284 agora em 2020.

Felipe Alves teve pouco mais de 200 votos a mais em 2020: 4.765. Na eleição passada teve 4.511.

Suplente da vereadora falecida Wilma de Faria, o vereador Dickson Júnior assumiu no sexto mês da legislatura. Dickson teve 3.662. Agora ficou na primeira suplência do seu partido, o PDT, quase repetindo a votação anterior: 3.409 votos.

Preto Aquino também teve menos votos esse ano. Caiu de 4.206 na eleição passada para 3.490 agora.

Franklin Capistrano, eleito em 2016 com 4.003 votos, decidiu não mais concorrer, e apoiou a candidatura de um assessor, Lázaro Germano. Não conseguiu transferir seus votos e o candidato que só teve 1.010 votos perdeu a eleição.

Ary Gomes teve 3.488 votos há 4 anos e perdeu a eleição. Numa manobra judicial tomou o mandato de Aldo Clemente e assumiu. Agora teve só 1.302 e não foi reeleito. Já Aldo, que teve 2.229 em 2016, foi eleito agora o quinto mais votado com 5.181 votos.

Dagô foi outro derrotado nas urnas. Caiu de 3.428 para 1.117 votos e apagou o DEM do cenário da Câmara na próxima legislatura. Zero possibilidade de assumir já que não é suplente de ninguém.

Cícero Martins foi outro vereador derrotado. Se elegeu em 2016 com 3.237 votos e agora só conseguiu 1.768.

Ney Lopes Júnior também não conseguiu se reeleger. Teve 3.197 votos há 4 anos e agora 1.515.

Paulinho Freire se elegeu em 2016 com 2.884 votos. Foi eleito presidente da Câmara e agora foi reeleito vereador, terceiro mais votado, com 5.547 votos.

Suplente de Carla Dickson, César de Adão Eridan assumiu o mandato na Câmara Municipal quando a titular foi para a Câmara Federal, como suplente. Em 2016 César ficou na suplência com 2.768 votos. Não se reelegeu. Teve 2.385 votos.

Dinarte Torres se elegeu com 2.754 votos em 2016. Agora chegou a anunciar a retirada da candidatura, mas decidiu seguir e não foi reeleito, mesmo tendo aumentado a votação em relação ao pleito anterior: 2.846 votos.

Eriko Jácome se elegeu em 2016 com 2.577 votos. Se reelegeu agora com mais: 3.040.

Robson Carvalho se elegeu no pleito passado com 2.565 votos. Aumentou a votação e foi reeleito com 4.837.

Fernando Lucena se elegeu para o terceiro mandato em 2016 com 2.495 votos. Agora foi derrota. Só teve 1.788 votos. Foi menos votado do que nomes novos apresentados pelo PT como a eleita Brisa, e os suplentes em melhores colocações do que ele como Daniel Valença, Aline Juliete e Rodrigo Bico, e do que o veterano Júnior Rodoviário.

Nina Souza se elegeu no pleito passado com 2.289. Foi eleita vice-presidente da Câmara e foi reeleita com votação maior: 3.852 votos.

Klaus Araújo se elegeu com 2.279. Aumentou a votação e se reelegeu com 2.797.

Sueldo Medeiros foi outro vereador que não conseguiu se reeleger. Teve 1.829 votos em 2016, entrando para a Câmara com a soma dos votos de legendas, e agora teve 1.260.

23 de novembro de 2020 às 12:20

Quatro eleitos em Natal tentaram e não conseguiram mandato nas eleições de 2016 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Blog fez uma varredura na lista de votados para a Câmara de Natal e descobriu.

Entre os 14 novos eleitos, 4 foram candidatos há 4 anos.

Milklei Leite foi candidato pelo PT, teve 1704 e não se elegeu. Agora disputou pelo PV e se elegeu com 2.721 votos.

Nivaldo Bacurau foi candidato pelo PMB e perdeu. Agora disputou pelo PSB e foi eleito com 1.624 votos.

Candidato pelo PV, Hermes teve 1.425 votos e não se elegeu. Agora vai para a Câmara, eleito pelo PTB com 2.751 votos.

Anderson Lopes foi derrotado em 2016 com 1.132. Ganhou a eleição agora com 2.225 votos. Candidato nos dois pleitos pelo Solidariedade.

23 de novembro de 2020 às 12:18

Cadê Amanda Gurgel, campeã de votos em 2012 e derrotada com mais de 8 mil votos em 2016? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E por falar em vereador bem votado, cadê a professora Amanda Gurgel?

Filiada ao PSTU, Amanda estourou nas eleições de 2012 sendo a mais votada com 32.819 votos.

Em 2016 perdeu a eleição mesmo obtendo 8.002 votos, sendo a segunda mais votada em Natal.

Perdeu para a cláusula de barreira.

O partido não atingiu o quociente eleitoral e não teve como eleger sequer a segunda mais votada de Natal, perdendo apenas para o campeão de votos do ano, Raniere Barbosa.

E cadê a professora polêmica que em 2012 foi parar no palco do Domingão do Faustão, na TV Globo?

Quem descobriu foi o portal Saiba Mais, que em outubro publicou uma entrevista com Amanda Gurgel, que o Blog reproduz agora.

Entrevista feita pela jornalista Mirella Lopes.

Confira:

Agência Saiba Mais – Por onde você anda?

Amanda Gurgel: Estou morando em Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul. Aproveitei a mudança para investir na minha vida acadêmica, que foi algo com que sempre me preocupei. Estudo políticas e gestão de processos educacionais na UFRGS, meu objeto de pesquisa é a gestão democrática da escola pública. Esse, aliás, foi um dos debates que travamos na Câmara porque a Prefeitura queria incluir mais um tipo de funcionário terceirizado nas escolas, o auxiliar financeiro que era uma espécie de tesoureiro. Nós defendemos o concurso público, mas a Prefeitura de Natal não acatou e hoje, inclusive, está na ilegalidade. A lei 147/2015 determina que seja realizado concurso público para esse cargo e a Prefeitura não realizou.

Por que decidiu fazer o mestrado fora, e não em Natal?

Quando saí da Câmara Municipal voltei a trabalhar normalmente em três escolas ao mesmo tempo. Na Escola Municipal Iapissara Aguiar de Souza, no bairro Potengi, Zona Norte de Natal, e em outras duas escolas estaduais. Tinha 324 alunos nesse período com turmas do 6º ao 9º ano. Admiro muito quem consegue, mas em Natal seria difícil pra mim trabalhar 50h, ter turmas com quase 350 alunos e ainda conseguir estudar ao mesmo tempo. Então, aproveitei essa mudança provocada pelo trabalho do meu marido para investir na vida acadêmica.

Como foi seu retorno para a sala de aula depois do período na política?

Alguns alunos eram pré-adolescentes (6° e 7° anos) e esses eram bem desligados. Nem sabiam de nada sobre mim. Os adolescentes do 8º e 9º anos já eram mais antenados, mas não ficavam falando muito sobre isso… só algumas meninas que gostavam de conversar sobre machismo, mas nada muito intenso. De vez em quando eles diziam que eu era rica porque era uma celebridade! Mas era tiração de onda, eles sabiam que eu nem era rica, nem era celebridade.

Que avaliação faz da política depois de passar por dentro do sistema? Voltaria a se candidatar?

Acho difícil voltar a me candidatar. O vereador não pode muita coisa, você faz um esforço gigantesco para aprovar projeto ou emenda, mas quando chega lá na frente o prefeito não executa. A lei 147/2015 que trata da questão do concurso para o que seria o tesoureiro da escola é um exemplo, já são cinco anos e a prefeitura não implantou. Dá a sensação de impotência para o mandato, isso me deixa até hoje em crise. Outra coisa que me deixava mal era que, como vereadora, recebia em um mês o que a escola recebia em um ano para funcionar. Pensava que fazia tanto, mas isso não chegava à escola. Valeria mais se aquela estrutura da Câmara não existisse e o dinheiro gasto para mantê-la fosse direto para a escola. Isso me incomodava muito. Mantive o mesmo padrão de vida e nunca recebi o valor integral. Nunca nem usei o cartão da conta onde ele caía e nem tinha a senha. Durante o período como vereadora continuei recebendo o meu salário de professora. A diferença ficava para o partido e administrávamos coletivamente, apoiando movimentos sociais e estruturando o partido. Na verdade, quando eu voltei para a escola, o meu salário estava uns 400 reais maior, porque como a equipe não recebia reajuste, optei por também não reajustar só o meu. Eu teria vergonha de fazer isso.

Continuo fazendo política, mas não institucional. Participei de todas as manifestações contra os cortes e intervenções que têm sido feitas pelo Governo Federal, inclusive da UFRGS. Pra se candidatar é preciso ter uma estrutura muito grande, com pessoas em quem você confie. Minha militância era muito partidária, agora continuo militando, mas de uma forma independente.

Sentiu alguma diferença ao se mudar do Rio Grande do Norte para o Rio Grande do Sul?

Muitas! Tanto pelo lado bom, quanto pelo lado ruim. Aqui as pessoas reclamam do transporte público e elas têm todo o direito de reclamar porque nunca é como de fato deveria, mas brinco com meu esposo que se tivéssemos esse transporte em Natal, teria economizado dez anos de velhice, cansaço e doença. Teria rejuvenescido uns dez anos! Aqui temos um trem que interliga toda a grande Porto Alegre e, para cruzarmos de um lado para outro da região metropolitana, não gastamos mais do que uma hora. Em Natal já existe a estrutura de um trem, mas que é sucateado e subaproveitado. Sempre digo que o Seturn (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos) é o prefeito de Natal. Não importa quem seja eleito, é esse grupo de empresários que manda no transporte da capital. Isso só vai mudar quando elegerem um prefeito que tenha coragem pra enfrentar essa briga. Se não fosse o Seturn, o trem funcionaria.

Também contamos com um agente de saúde que vem deixar a receita na minha casa, porque a saúde aqui funciona. Não é perfeito, também há especialidades no SUS que você não tem acesso, mas há um serviço público que lhe atende. Até a pobreza é diferente, porque até as pessoas mais humildes têm uma certa dignidade, não são humilhadas como vemos aí. Não quero parecer aquele tipo de nordestina deslumbrada com o sul do país, definitivamente eu não sou! Acho que essa diferença se dá, justamente, pelo descaso dos governantes com as políticas públicas. A gigantesca diferença entre o RN e o RS está na condição de vida das pessoas em função da melhor qualidade dos serviços públicos que são prestados.

A parte difícil é a cultural. Você se sente diferente e percebe que as pessoas te olham diferente. Nunca fui discriminada, mas percebo que existe um olhar diferenciado, como se fôssemos o exótico. O sotaque que é engraçado, cantado. O fato do nosso sotaque não estar na grande mídia é uma exotização, quando ele é retratado nas novelas, por exemplo, aparece na fala de um porteiro, uma empregada. Não que não sejam profissões dignas, mas parece que no nordeste só existe esse tipo de atividade. Há uma associação com empregos de baixa escolaridade e remuneração, o que contribui para que haja um preconceito com todos nós.

 Planeja voltar a Natal?

Tenho muitas saudades de Natal! Lembro dos lugares, das pessoas e, de certa forma, essa entrevista foi uma forma de voltar a dialogar que essa cidade que amo. Mas, da mesma forma que tenho orgulho da trajetória que construí aí, quero ter orgulho da trajetória que tenho construído onde estou. Estou tentando me estruturar, fazendo concursos. Do mestrado quero ir direto para o Doutorado. Gostaria de fazer concurso para professor dos IF’s e universidades federais e, hoje, o mínimo que você precisa ter é um doutorado. Quero investir na vida acadêmica e não sei se volto.

*

Só para lembrar como surgiu Amanda Gurgel, que estourou as urnas em 2012, eis a participação dela no Domingão do Faustão.

23 de novembro de 2020 às 9:07

Globo tira do ar o programa Manhatan Connection, exibido aos domingos pela Globonews [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Das tantas mudanças do grupo Globo na televisão, a última foi anunciada neste domingo e já passando a valer neste domingo: o fim do programa Manhatan Connection, no ar todo domingo na Globonews, no horário que combinava com o fim do Fantástico na TV Globo.

Os apresentadores usaram o último programa para se despedir.

Emocionados, agradecidos, mas, segundo o sinceríssimo Diogo Mainardi, “chutados”.

O que se comentou neste domingo na imprensa foi que os apresentadores jornalistas Lucas Mendes, Caio Blinder, Diogo Mainardi, Pedro Andrade e o economista Ricardo Amorim, negociam com outro canal que pode ser a CNN Brasil, e que vão continuar com o programa na internet.

Foi através de e-mail simpático (ou não?) enviado à redação, que Ali Kamel, diretor geral de jornalismo da Globo, comunicou – para daqui a pouco – a saída do grupo, relembrando momentos importantes como se nada tivesse acontecendo.

Leia o email:

“O programa praticamente se confunde com a história da TV por assinatura no país. Em 14 março de 1993 estreava no GNT, Manhattan Connection – “direto de Nova York”. Letícia Muhana, diretora do canal, e Alberto Pecegueiro, diretor da Globosat, viram desde o início o potencial e a força do programa. Dois craques. Estavam certo: são 28 anos consecutivos no ar. As autodeclaradas ratazanas Lucas Mendes, Caio Blinder, Nelson Motta e Paulo Francis, com Lúcia Guimarães e a Angélica Vieira nos bastidores, foram sucesso imediato. Por que ratazanas? Não sei. Mas suspeito: sempre correram soltas, assustando apenas políticos, economistas e outros personagens do noticiário que preferiam se esconder, fugindo rente ao meio-fio. A turma do Manhattan sempre se divertiu com a brincadeira, pegando carona na fama macabra da cidade. O público adorou.

Era uma novidade na grade. Programa de bancada, com debate ardido mas descontraído, e um elenco incrível.

Lucas, ídolo de todas as gerações de jornalistas de televisão. Além de mestre na arte da reportagem, transformou-se num apresentador magnífico. Costuma dizer que tem o papel de extrair o máximo e o melhor dos participantes – e contribuir só com informações de apoio. Faz muito, mas muito mais do que isso. É um maestro, de texto afinado. Sempre ao lado da inseparável, muito querida e sempre atenta e competente Angélica. Na hora do sufoco, a quem ele pede socorro ? Angélica, a matéria já está no ponto ?! Angélica, quanto tempo a gente ainda tem?! Angélica ! Ainda bem, a Angélica, além de defender os bastidores, começou também a aparecer na frente da câmera, em passeios amorosos por Nova York. Fez fama em on e em off.

Paulo Francis fez barulho e história por onde passou e assim foi no Manhattan, com passagens antológicas, na memória de todos nós. Inteligência refinada, mente brilhante, e isso é mais do que clichê, eu juro. Que falta ao Brasil faz um Francis. Tive o prazer e a honra de editar sua coluna no Globo, quando eu fui editor do Segundo Caderno. Tão fã dele, que guardo algumas trocas de correspondência em “fax” (não existia e-mail), uma ou duas vezes sobre comentários dele sobre o Islã. Ninguém que tenha visto o Manhattan de então deixa de pensar em Francis vendo o Manhattan de hoje. É isso o que fazem aqueles que são grandes: deixam marcas.

Caio Blinder: jamais deixou de participar de uma edição do programa nesses quase 28 anos! Uma trajetória linda, incrível, de um jornalista notável, profundo conhecedor de relações internacionais. Minha relação profissional com ele remonta também ao Globo onde mantinha uma coluna. E a admiração vem de anos. Profissional completo. Poucos sabem, mas ele tem outra função no Manhattan: descobridor de talentos. Foi ele quem “descobriu” Ricardo Amorim, economista respeitado e que sempre desfilou comentários seguros sobre todos os temas, no programa desde 2003.

Nelson Motta levou para o programa seu conhecimento dos meandros da cultura, jornalista, compositor e escritor que é. Comentários certeiros. E o bom humor e o sorriso que nos fazem tão bem. Ficou no programa até 2001, quando voltou ao Brasil. Lúcia Guimarães foi então para frente das câmaras com desenvoltura, completando o time, aquele olhar especial. Saiu em 2008 e, no ano seguinte, foi substituída por Pedro Andrade, no programa até hoje.

Depois da morte prematura de Francis em 1997, Arnaldo Jabor com sua assinatura própria: análise, ironia e polêmica.

Em 2003, entrou Diogo Mainardi, substituindo Jabor. São já 17 anos. Uma peça que se encaixou com perfeição ao Manhattan. Um texto privilegiado, sem temor algum de defender suas opiniões, sem compromissos senão com sua independência. Levou para o programa o espírito da coluna que por tantos anos manteve na Veja, leitura obrigatória, tanto para os que concordavam com ele quanto para os que não concordavam (bons tempos em que as pessoas não se importavam de conhecer a opinião dos outros). Nada tenho a ver com a ida dele para o programa, mas somos amigos desde o início dos anos 2000, quando veio morar no Rio por um tempo. Amizade de que me orgulho. E que permanece mesmo ele estando em Veneza.

Em 2011, o Manhattan deixou o GNT e veio para a GloboNews. Trouxe a sua marca, o seu sucesso.

Esses meus e-mails demorados, vocês sabem, escrevo quando é o momento de comunicar mudanças. E de exaltar a trajetória de colegas queridos, profissionais exemplares. E para agradecer. Agradecer muito.

Hoje à noite, na GloboNews, teremos o último episódio do Manhattan Connection. Convido todo mundo a assistir.

Em nome da Globo e no meu, o meu muito obrigado ao Lucas, ao Caio, ao Diogo, ao Ricardo, ao Pedro e à Angélica.

Ali”

22 de novembro de 2020 às 17:54

Centros Covid da Prefeitura de Natal registram 515 atendimentos neste final de semana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura do Natal atendeu 515 pessoas nos três Centros Covid 19 neste sábado e domingo.

A decisão do executivo municipal em abrir os centros para atendimento no final de semana ocorreu em razão da procura crescente da população durante os últimos dias.


No sábado (21) foram atwndidas 45 pessoas no ginásio Nélio Dias, 91 no Cemure e outras 125 no Centro Covid-19 instalado no Palácio dos Esporte.

Neste domingo (22) foram 52 atendimentos no Nélio Dias, 80 no Cemure e 115 no Palácio dos Esportes.

Desde o início da semana, a Secretaria de Saúde fe Natal estendeu o horário de funcionamento dos Centros que passaram a atender de segunda a quinta das 8h às 16h e na sexta das 8h ao meio-dia.

Durante a semana, a SMS Natal vai avaliar se há necessidade de abrir em outros finais de semana.

22 de novembro de 2020 às 16:58

Fernandinho Bezerra cotado para presidir a AMSO [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Afinado com o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e com entidades de classe do estado como a Fiern, o prefeito eleito de Acari, Fernandinho Bezerra, é nome cotado para suceder o atual prefeito de Acari, Isaías Cabral, na presidência da AMSO.

A associação que reúne as seguintes prefeituras da microrregião do Seridó Ocidental: Acari, Bodó, Campo Redondo, Carnaúba dos Dantas, Cerro-Corá, Cruzeta, Currais Novos, Equador, Florânia, Jardim do Seridó, Lagoa Nova, Ouro Branco, Parelhas, Santana dos Matos, Santana do Seridó, São Vicente e Tenente Laurentino Cruz.

22 de novembro de 2020 às 16:45

Deputado Ezequiel Ferreira explica a prefeitos eleitos e reeleitos do Seridó como projetos para garantir abastecimento na região serão executados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, participou de reunião com prefeitos eleitos e reeleitos do Seridó, neste sábado em Acari.

As prefeituras integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Ocidental -AMSO, presidida pelo atual prefeito de Acari, Isaías Cabral.

Participaram da reunião além de Isaías e Fernandinho Bezerra, o atual e o eleito no município, os eleitos de Parelhas, Dr. Tiago; de Florânia, Galo; de Tenente Laurentino Cruz, Inácio Macêdo; e de São José do Seridó, Jackson Dantas; e os reeleitos de Lagoa Nova, Luciano Santos; de Carnaúba dos Dantas, Gilson Dantas; de Santana do Seridó, Hudson Pereira de Brito e o atual prefeito de Campo Redondo, Alessandru Alves

O deputado Ezequiel começou a reunião anunciando que o Ministério do Desenvolvimento Regional, comandado pelo potiguar Rogério Marinho, vai assinar no dia 3 de dezembro, a ordem de serviço para o início da recuperação da Barragem Passagem das Traíras, entre São José do Seridó, Jardim do Seridó e Caicó.

“Na mesma data, deve ser anunciada também a licitação da primeira etapa do Projeto Seridó, que vai integrar todas as bacias e garantir água a todas as cidades da região”, afirmou o deputado.

“Vamos recuperar essa obra, que é a Passagem das Traíras, uma solicitação realmente antiga e que tem tempo que já foi prometida pelo Governo Federal. Será assinada a ordem de serviço desta importante obra, ainda mais diante da expectativa de um inverno regular”, disse Ezequiel.

“Depois vamos a Oiticica, onde o ministro Rogério Marinho quer anunciar a primeira parte da licitação de outro projeto importante, talvez o mais importante para segurança hídrica da região, que é o Projeto Seridó, a interligação das bacias do Seridó”.

Ezequiel disse aos prefeitos que a primeira parte do dinheiro para o Projeto Seridó, cerca de R$ 280 milhões, já está garantida.

“Esse projeto vai acabar com os carros-pipa nos municípios seridoenses. É a garantia de recursos hídricos. Oiticica vai servir como pulmão de água para o Seridó, resolvendo problema de todas as cidades”.

O presidente da Assembleia explicou aos prefeitos que a governadora Fátima Bezerra assinou um acordo de cooperação técnica com o Ministério de Rogério e com a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), cedendo o projeto elaborado pelo Estado, para execução, pelo governo federal, do projeto que terá 7 adutoras instaladas numa extensão de 300 km, que vão assegurar abastecimento humano na região nos próximos 50 anos.

21 de novembro de 2020 às 21:06

Vice de Allyson e vereador reeleito de Mossoró com covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais dois nomes ligados ao prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra, informaram que testaram positivo para covid.

Primeiro foi o vereador Raério Araújo (PSD) e depois o vice-prefeito eleito Fernandinho das Padarias (PSD).

Allyson está isolado com a doença, mas segue trabalhando de forma remota.

Durante a campanha o prefeito eleito usou máscara em todas as mobilizações.

No dia que foi eleito, a comemoração foi sem máscara e poucos dias depois o prefeito eleito testou positivo.

Só para ressaltar a importância do uso da máscara.

21 de novembro de 2020 às 17:51

Veja os detalhes do espaço para o show de Safadão na Arena das Dunas [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Tudo pronto para o show do Safadão nos moldes da pandemia.

Esperar que a tchurma leve a sério o uso de máscara, álcool, o distanciamento…

O Blog mostra os detalhes do espaço na Arena das Dunas.

21 de novembro de 2020 às 13:48

Se a tchurma colaborar, modelo do show do Safadão poderá ser adotado para o Carnatal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O show do Safadão, na noite deste sábado, em Natal, funcionará como um teste.

Os protocolos determinados, se forem seguidos à risca, e se a tchurma presente colaborar, o formato poderá ser seguido para o carnatal.

Que já definiu parte do evento online, mas estuda outras possibilidades presenciais.

O formato do show deste sábado, tanto por parte dos organizadores como da Prefeitura de Natal, com equipes de fiscalização, tem tudo para dar certo.

Tudo vai depender da tchurma presente.

Eis os cuidados:

21 de novembro de 2020 às 12:52

Internamentos, intubações e casos confirmados de covid voltam ao noticiário depois da campanha e das realizações de festas e shows [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um médico e um empresário de Natal estão internados com covid e a informação é que ambos estão intubados.

Um prefeito eleito de um pequeno município do interior também estaria internado.

Os dois primeiros não aglomeraram em campanhas políticas.

Também não foram para a festa “Secreta” nem para o show de Zé Vaqueiro, onde um grande número de adolescentes pegou covid e obrigou o Colégio CEI a suspender as aulas presenciais do ensino médio.

Não foram, mas podem ter sido vítimas via familiares, pacientes, cliente….

O fato é que as pessoas não estão mais se cuidando e a tendência é a situação se agravar com os hospitais cada vez mais cheios de casos.

Hoje tem show de Safadão na Arena das Dunas.

Os produtores do evento tomaram todos os cuidados com o formato do espaço, desde a venda de ingressos só para mesas, ao distanciamento e áreas com divisórias.

A Prefeitura de Natal terá uma equipe fiscalizando.

Tudo muito organizado…

Mas… bote o povo lá dentro.

21 de novembro de 2020 às 5:35

Governadora Fátima comanda solenidade de formatura de 1.022 novos PMs após estado passar 15 anos sem renovar a tropa [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra pode dizer que nesta sexta-feira viveu um dos maiores momentos do seu governo.

O que durante alguns anos pareceu impossivel para os mais de mil aprovados no concurso da Polícia Militar, virou realidade em sua gestão e o Rio Grande do Norte pôde, enfim, assistir ao início da redução do déficit de sua tropa.

A turma de 1.022 novos policiais, formados nesta sexta-feira, é a primeira em 15 anos.

A solenidade de formatura dos 957 policiais homens e 65 mulheres, que passam a reforçar o trabalho em defesa da sociedade potiguar, aconteceu no Centro de Convenções de Natal.

Pela excepcionalidade da pandemia, a formatura não contou com a presença de familiares, que acompanharam os seus parentes/soldados pela transmissão ao vivo.

“Hoje é um dia especial para vocês, que oficialmente se integram às forças de segurança de nosso Estado nessa solenidade. Mas é especial sobretudo para a população do Rio Grande do Norte, que a partir de agora contará com mais agentes de segurança nas ruas”, disse a governadora em seu discurso.

Acompanhada do coronel Alarico Azevedo, comandante geral da PM-RN, a governadora entregou a Medalha Tiradentes ao soldado PM José Murilo, aluno nº1 da “Turma Guardião da Sociedade”. Esta foi a primeira vez que uma turma de soldados recebeu essa medalha.

O concurso de solados para a PM ao qual os novos policiais se submeteram, foi iniciado em 2017, mas enfrentou uma série de entraves até chegar ao curso de formação, autorizado em janeiro desse ano pelo Governo.

Por meio do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público, o Governo irá formar mais uma turma, com curso marcado para o início de 2021, com mais 340 homens e mulheres.

Presentes à solenidade o vice-governador Antenor Roberto, a senadora Zenaide Maia, o presidente do TRE-RN, desembargador Gilson Barbosa e os deputados Francisco do PT e Coronel Azevedo.

Em suas redes sociais, a governadora homenageou os novos policiais.

Fotos Elisa Elsie

21 de novembro de 2020 às 0:02

Alto do Rodrigues: Prefeito Nixon Baracho, que decretou fim de aglomerações na campanha, foi o mais votado do RN [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Alto do Rodrigues, Nixon Baracho, provou que as aglomerações em campanha foram desnecessárias.

Diante da possibilidade de aumento dos casos de covid, e pelo fato do município ter registrado quase 600 casos da doença durante a pandemia, Nixon baixou decreto no início de novembro proibindo comícios, carreatas, caminhadas, passeatas e qualquer tipo de aglomeração até o pleito do dia 15.

Resultado: Nixon foi o prefeito proporcionalmente mais votado de todo o Rio Grande do Norte.

Se reelegeu com mais de 82% dos votos do município.

20 de novembro de 2020 às 22:50

Só para lembrar: decreto do prefeito Álvaro Dias proibindo aglomerações na campanha foi derrubado e casos de covid cresceram em Natal [1] Comentários | Deixe seu comentário.

E os casos de covid aumentam em Natal…

E eu lembro do início da campanha, quando o prefeito Álvaro Dias baixou decreto proibindo atos públicos de campanha….

Aí os partidos de oposição foram à justiça cobrar a realização de atos de campanha, alegando que o prefeito seria beneficiado com a proibição de aglomerações.

Resultado…

Os movimentos aconteceram, o prefeito foi reeleito no primeiro turno do mesmo jeito…e a covid se espalhou…

Será que os partidos que foram à justiça cobrar os atos de campanha – pior que a justiça acatou, viu? – estão lembrados que tem culpa no cartório?

  • dezembro 2020
    S T Q Q S S D
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031