Holiday

Thaisa Galvão

24 de Março de 2017 às 23:42

Servidor que disparou contra procurador e promotor já foi exonerado do Ministério Público [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, declarou que o servidor que atirou dentro do Ministério Público era cargo comissionado “até hoje”….neste sábado já não mais será.
A exoneração de Guilherme Wanderley já está publicada no Diário Oficial.

24 de Março de 2017 às 23:38

Candidato a procurador-geral deixou Sessão Solene na Assembleia quando soube dos tiros no MP [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidato a procurador-geral de Justiça, o promotor Eudo Rodrigues participava hoje da Sessão Solene, na Assemblei Legislativa, quando foi  informado sobre os tiros desferidos contra o procurador-geral adjunto, Jovino Pereira, e o promotor Wendell Beethoven.

Eudo saiu imediatamente.

O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, interrompeu a sessão para informar o que estava acontecendo e, em nome da Casa, se solidarizar com as vítimas.

24 de Março de 2017 às 22:30

Câmara: Oposição tranca pauta e adia votação sobre empréstimo do NatalPrev [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Tensão nesta quinta-feira (23), na Câmara de Natal, durante debate sobre o Projeto de Lei Complementar encaminhado pelo prefeito Carlos Eduardo Alves, que solicita a retirada de R$ 204 milhões do fundo previdenciário dos servidores do Município (NatalPrev) para complementar o pagamento da folha dos inativos.

Segundo a proposta do Executivo, o valor tomado de empréstimo servirá, exclusivamente, para quitar salários de aposentados e pensionistas.

Na última terça-feira (21), o parlamento leu o texto em sessão ordinária, enquanto vereadores contra e a favor defendiam suas posições no plenário.

A vereadora Natália Bonavides (PT) protocolou ontem (22) o pedido de audiência pública para discutir a situação previdenciária municipal, a ser realizada dia 06 de abril às 10h.

Um requerimento apresentado pelo líder da bancada governista, vereador Ney Lopes Júnior (PSD), chegou ao plenário para inserir a matéria na ordem do dia para ser votada em regime de urgência.

A iniciativa gerou insatisfação na oposição.

“O governo quer mexer na previdência do município sem o debate necessário com a população, maior interessada. Eles precisam entender que R$ 204 milhões do fundo previdenciário do povo não podem ser votados sem mais nem menos. Não podemos permitir que isso aconteça”, disse o vereador Fernando Lucena (PT). “Se já existe uma audiência pública marcada para aprofundar a questão, não faz sentido esta atitude do prefeito Carlos Eduardo”, reforçou o vereador Sandro Pimentel (PSOL).

Natália Bonavides requereu o trancamento da pauta até que todos os vetos do Executivo aplicados a projetos de lei aprovados na Câmara sejam apreciados, alegando que o pedido de empréstimo não estava na ordem do dia.

Ney s Júnior fez críticas à forma como a bancada da oposição conduziu a questão.

Vice-líder da bancada governista, Nina Souza avaliou que a decisão da Mesa de dar prioridade à apreciação dos impedimentos foi constitucional.

“Vejo com bons olhos o procedimento adotado pela presidência, haja vista que o pedido da oposição possui embasamento jurídico. É importante zerar a pauta e depois partir para o debate sobre o NatalPrev”.

O presidente Raniere Barbosa (PDT) falou que o Legislativo natalense vai buscar o consenso com o colegiado de forma republicana.

“Democraticamente, optamos por suspender a agenda e focar nos vetos para cumprir o que está na Lei Orgânica do Município e em nosso Regimento Interno. Portanto, tudo dentro da legalidade, como deve ser”, concluiu.

24 de Março de 2017 às 20:17

Rinaldo Reis disse que alvos do servidor do MP eram ele e os dois colegas que foram baleados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na coletiva concedida no final da tarde, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, confirmou que ele também era alvo do servidor do Ministério Público, Guilherme Wanderley.
Segundo Reis, o servidor queria tirar a vida dele e dos dois membros do MP que foram baleados: o procurador-geral adjunto, Jovino Pereira e o coordenador jurídico do órgão, promotor Wendell Beethoven.
O autor dos disparos, que segundo Rinaldo Reis, era “até hoje”, cargo comissionado do MP, atirou primeiro contra o procurador-geral, mas errou o alvo.

24 de Março de 2017 às 18:22

Procurador-geral do MP diz que autor de disparos não respondia a processo administrativo nem estava afastado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em entrevista coletiva concedida neste momento no Ministério Público, o procurador-geral, Rinaldo Reis, disse que estava  na sala na hora que o servidor entrou e efetuou os disparos.

Reis negou que o servidor estava afastado, como chegou a ser divulgado.

Também negou que ele respondesse a processo administrativo como também foi divulgado.

24 de Março de 2017 às 17:29

Promotor diz que colegas baleados não correm risco de morte e conta como episódio aconteceu no Ministério Público [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os promotores que foram baleados hoje por um servidor do Ministério Público estão fora de risco de morte como declarou há pouco o pronotor de Justiça e ex-procurador-geral, Fernando Vasconcelos, ao deixar o Hospital Walfredo Gurgel, para onde foram socorridos os promotores.
Segundo Vasconcelos, o procurador adjunto Jovino Pereira, se submeteu a uma ‘laparotomia exploratória’ que identificou que o tiro não atingiu nenhum órgão vital.

O promotor Wendell Beethoven, atingido nas costas, se submeteu a uma tomografia e verificou-se que a bala está alojada perto do braço e atingiu levemente um pulmão.
Segundo Fernando Vasconcelos, o autor dos disparos, assessor da Corregedoria, chegou à Procuradoria perguntando pelo procurador-geral Rinaldo Reis, que não se encontrava, dizendo que estava com pressa para entregar um documento enviado pelo corregedor Anísio Marinho.

Foi aí que a entrada na sala ocorreu sem questionamentos.

Quando entrou na sala onde cerca de 8 pessoas estavam reunidas, o servidor disse que precisava prestar contas com o procurador e já sacou a arma e fez os disparos que atingiram o procurador-geral adjunto e o coordenador jurídico do MP.

Segundo o relato de Vasconcelos, as outras pessoas ficaram em pânico e algumas se trancaram no banheiro.

O atirador desceu pelo elevador sem ser incomodado, e no andar térreo deixou o prédio quando os seguranças entenderam o que estava acontecendo e atiraram contra o carro do servidor.

Que fugiu e ainda não foi localizado.

24 de Março de 2017 às 15:34

Sindicato dos Servidores do Ministério Público se pronuncia sobre crime ocorrido hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nota do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte, sobre o episódio envolvendo um servidor e dois promotores.
Nota
O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Sindsemp-RN) vem a público repudiar e lamentar o episódio ocorrido, na manhã de hoje (24), dentro das dependências da Procuradoria-geral de Justiça envolvendo um servidor da Casa.
Infelizmente, uma atitude impensada acabou vitimando o procurador-geral adjunto, Jovino Pereira Sobrinho, e o promotor Wendell Beetoven Ribeiro Agra, além de ter colocado tantas outras vidas em risco.
O Sindsemp-RN aguardará a apuração dos fatos e desde já se solidariza com os membros atingidos, os quais estão sob cuidados médicos, e seus familiares. Esperamos que a recuperação seja breve, e os culpados devidamente punidos.
Desde logo, independentemente da motivação, já estamos mantendo contato com a Secretaria de Segurança Pública para que ao acusado sejam garantidos os direitos contitucionais. 

Atenciosamente,
Diretoria do SINDSEMP/RN

24 de Março de 2017 às 13:12

Promotores baleados estão no Walfredo Gurgel [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os promotores Jovino Pereira e Wendell Beethoven, que foram atingidos por um tiro, cada, desferido por um servidor do MP, estão no Walfredo Gurgel.

Jovino, que é o procurador-geral adjunto, passa por uma cirurgia.

O servidor foi identificado por Guilherme Wanderley Lopes da Silva, assessor da 1ª Procuradoria, que estaria respondendo a um processo administrativo no MP.

24 de Março de 2017 às 12:11

Tiroteio no MP: Wendell Beethoven foi atingido nas costas e Jovino Pereira na barriga [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O promotor Wendell Beethoven, que levou um tiro de um servidor do Ministério Público, dentro da sede do MP, está sendo atendido por uma equipe do SAMU neste momento.

Ele foi atingido na barriga.

Já o procurador adjunto, Jovino Pereira, atingido nas costas, está no Walfredo Gurgel.

24 de Março de 2017 às 11:59

Servidor do Ministério Público invade reunião e atira nos promotores Jovino Pereira e Wendell Bethoven [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um servidor do Ministério Público invadiu há pouco uma sala onde estavam reunidos promotores da atual gestão e disparou tiros…

Foram atingidos o procurador adjunto, Jovino Pereira e o coordenador jurídico Wendell Bethoven.

O servidor atirou e saiu correndo.

Houve tiros no estacionamento e há a informação de que o pneu do carro do atirador havia sido atingido.

O servidor já foi identificado mas não foi detido ainda.

24 de Março de 2017 às 7:28

Governador do Ceará vai a Alemanha discutir sobre união da Fraport e Latam para instalação de hub no aeroporto de Fortaleza [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando a gigante Fraport, empresa alemã que controla, entre outros aeroportos do mundo, o de Frankfurt, comprou o aeroporto de Fortaleza, o Blog adiantou: tchau hub no aeroporto de Natal.

Pois bem…

A coisa já está andando como mostra hoje a manchete do jornal cearense, Diário do Nordeste:

VISITA DE ALEMÃES EM ABRIL
Hub: CE mediará reunião entre Fraport e Latam
Em 2018, empresa alemã assume o Pinto Martins sozinha e dará início aos investimentos no terminal cearense

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa sobre o encontro do governador do Ceará com a diretoria da Fraport AG, ontem em Frankfurt, onde Camilo Santana (PT) adiantou que iria tentar unir a Latam ao interesse cearense de instalar um hub no aeroporto de Fortaleza.