#JornalismoSemFakeNews

11 de agosto de 2010 às 23:25

Rosalba garante que em seu governo, “a escola será referência”

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadorável Rosalba Ciarlini foi a primeira, de acordo com sorteio realizado pela escola, a ser sabatinada pelos estudantes do Contemporâneo.
Eleitores de primeira viagem, eles se mostraram interessados em temas que iam de política educacional a segurança pública, passando por programas sociais, primeiro emprego, valorização do professor e Copa do Mundo.
A candidata, falando sobre o primeiro emprego, disse que iria firmar parcerias com a iniciativa privada e que usará toda a estrutura do governo como campo de estágio remunerado, preparando-os para o mercado de trabalho.
O ensino profissional com criação de 10 núcleos e escolas técnicas será priorizado em seu governo, prometeu Rosalba aos estudantes. 
Para Rosalba, é importante que o Estado crie condições para que os jovens estejam qualificados para o novo contexto que aponta oportunidades com as Zonas de Processamento de Exportação- ZPES, e o Aeroporto de São Gonçalo.
"O maior entrave para o desenvolvimento é a falta de investimentos na educação", disse Rosalba, acrescentando que a cultura e o esporte devem ser associados ao currículo escolar.
A candidata garantiu aos jovens que a escola será referência, e que o professor também será valorizado, adiantando que adotará o critério de mérito e metas.
Na área de segurança pública, Rosalba afirmou que não adianta apenas o
aparelhamento policial, e que é . É preciso inteligência e um programa rigoroso de combate ao crack e outras drogas.
Indagada sobre a morosidade nas ações de preparação de Natal para a Copa do Mundo, declarou que a capital não pode perder essa chance pela burocracia, entendendo que é preciso haver transparência e aplicação correta do dinheiro público. "Tudo com muita clareza. Não podemos aceitar o que vimos há poucos dias. Um projeto de R$ 27 milhões dos cofres públicos que foi recontratado por R$ 4 milhões", criticou. Quando perguntada sobre quais programas de governo ela continuaria, Rosalba foi enfática: "os que deram certo e sem mudar os nomes", destacando que manterá e e ampliará os programas do leite e de adutoras, criados por Garibaldi Filho, e o Proad que dá incentivo á industrialização, através do ICMS, criado por José Agripino, bem como fortalecimento da agricultura familiar e outros.
Concluindo, Rosalba apresentou um resumo de seu mandato como senadora. Destacou projetos como a ZPE do Sertão, Licença-maternidade de 180 dias, emenda para a inclusão do RN na transnordestina e transposição do São Francisco e mais de 100 milhões de emendas para os municípios. "Se houvesse tempo, iria detalhar toda nossa ação parlamentar porque tivemos muitos projetos aprovados", afirmou, ao ser advertida pelo mediador de que o tempo dela estava esgotado.

Assessoria                               Rosalba abriu a tarde de sabatina com os estudantes do Contemporâneo

                                             Terminado o debate, a foto com os eleitores de primeira viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.