Thaisa Galvão

30 de junho de 2013 às 8:39

Nicolelis fala do projeto ‘Andar de Novo’ mas não apresenta brasileiro que vai sair da cadeira de rodas e dar primeiro chute da Copa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O neurocientista Miguel Nicolelis deu entrevista na tarde deste sábado, no Centro Aberto de Mídia (CAM), da Copa de 2014, no Rio de Janeiro.

Apresentou à imprensa o projeto “Andar de Novo”, que ele justifica como resultado de pesquisa única no mundo, e que dará movimento a pessoas que sofreram lesões ou doenças neuromotoras.

Como já disse em outras entrevistas, repetiu que isso será possível com a utilização de um exoesqueleto (roupa mecânica), controlado por estímulos cerebrais para integrar cérebro-máquina no uso clínico em reabilitação motora, por meio de neuropróteses e que o trabalho envolve 170 pesquisadores de diversos países.

 

“Nossa ambição é que cadeiras de roda se tornem objetos de museu. Não podemos desprezar que também existem imponderáveis na ciência, mas nossa pesquisa está adiantada e temos confiança de que em breve poderemos devolver os movimentos para pessoas com problemas neuromotores”, disse Nicolélis.

 

O neurocientista quer apresentar ao mundo o resultado desse projeto na abertura da Copa do Mundo, no Brasil, fazendo com que um brasileiro portador de paralisia entre no estádio, sem cadeira de rodas, e dê o primeiro chute na bola.

 

As pesquisas para se chegar a esse resultado vêm sendo desenvolvidas nas áreas da neurociência, robótica, engenharia eletrônica, reabilitação motora e ciência da computação, e são financiadas pelo governo brasileiro.

 

O que seria interessante agora, depois das informações que vem sendo apresentadas com frequência, seria apresentar o brasileiro com paralisia que vai se submeter ao espetáculo da neurociência.

A expectativa dessa pessoa, que já deve estar acompanhando o processo da pesquisa, é a grande curiosidade do brasileiro.

Porque o projeto todo mundo já tinha conhecimento.

Nicolelis repetiu as informações sobre o projeto

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*