Thaisa Galvão

27 de agosto de 2013 às 6:18

Com rompimento anunciado, PMDB deverá perder mais de 300 cargos [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois da Ação Social, deve ficar vaga, até a sexta-feira, a titularidade da Secretaria estadual de Agricultura.
O secretário Júnior Teixeira foi indicado pelo PMDB, que rompe oficialmente com o governo na sexta.
Portanto, o secretário deverá entregar o cargo.
Atrelada à Agricultura, a Emater também deverá ser esvaziada.

O PMDB também deverá entregar à governadora Rosalba Ciarlini, os comandos da Potigás, Companhia de Habitação, e Fundac.
Vale lembrar que, pelo menos a Fundac e Emater tem representações em todas as regiões do Estado, todas ocpupadas por indicações políticas.

Com a oficialização do rompimento, mais de 300 vagas de emprego serão abertas.

2 respostas para “Com rompimento anunciado, PMDB deverá perder mais de 300 cargos”

  1. Jairo de Sousa Abel disse:

    Olha o fisiologismo ai gente! É assim que a coisa funciona: no toma lá, dá cá. O PMDB adiou por muito tempo o rompimento com o governo por 300 cargos comissionados. De igual  modo, apóia o governo Dilma por cargos. Contudo, Deus cria situação para abençoar. Isso quer dizer que Rosalba pode aproveitar a situação adversa para economizar alguns milhões de reais, com esse tipo de despesa. Reduzir a quantidade de secretarias, ao mesmo tempo, economiza-se com energia, locação de veículo, combustível, diárias, passagens etc. 

  2. chagas nascimento disse:

    Na política e na vida real é sempre assim: a coisa ficou feia, a debandada é geral…!

     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.