Thaisa Galvão

4 de maio de 2020 às 8:16

“Ninguém apoia aventura nenhuma, pode desmontar essa tese. Estamos no século 21”, diz militar governista sobre ameaça de bolsonaro de usar Forças Armadas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Segundo reportagem de Tânia Monteiro, no Estadão desta segunda-feira, oficiais-generais influentes avaliaram que jair bolsonaro tentou, neste domingo, 3, fazer uso político do capital das Forças Armadas. Ao afirmar que a caserna estava com o governo, ele partiu para “pressões” e “ameaças dissuasórias” que provocaram novo incômodo no setor.

A reportagem revela declarações de interlocutores do militarismo dentro do governo, que deixaram claro que a Aeronáutica, o Exército e a Marinha estão “sempre” na defesa da independência dos poderes e da Constituição.

“Ninguém apoia aventura nenhuma, pode desmontar essa tese. Estamos no século 21”, resumiu uma das fontes, que ainda destacou a “retórica explosiva” do presidente que permite interpretações.

Militares ouvidos pelo jornal disseram que ele se expressa mal e acaba colocando em risco sua postura de defensor da Carta.

O “chegamos ao limite” de Bolsonaro, dito neste domingo, para os militares governistas, voltou a colocá-los em uma “saia justa”.

Eles reafirmaram que não vão se meter em questões políticas. “É uma declaração infeliz de quem não conhece as Forças Armadas”, reagiu de forma mais dura um deles. “O problema é que deixa ilações no ar. Afinal, não há caminho fora da Constituição.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*