Thaisa Galvão

8 de junho de 2021 às 8:01

Das muitas mentiras “oficiais”, o desmentido do Tribunal de Contas da União ao presidente da República [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Das muitas mentiras que partem do Palácio do Planalto (que vergonha), apenas mais uma espalhada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ele costuma tocar fogo no parquinho jogando um assunto, que na maioria das vezes é desmentido, no cercadinho do Palácio da Alvorada, onde ele fala para pessoas devidamente cadastradas e autorizadas a estarem ali, sob critério de que deverão aplaudir, acatar, acreditar e passar à frente tudo o que diz o presidente.

Veja a fala desta segunda-feira, começando a semana bem.

Porém, dessa vez não foi a imprensa que fez o joguinho do ‘fato ou fake’ com o presidente.

Foi o Tribuna de Contas da União que desmentiu categoricamente Jair Bolsonaro.

BRASÍLIA — O Tribunal de Contas da União (TCU) desmentiu o presidente Jair Bolsonaro e afirmou que não fez um relatório que apontasse que 50% dos óbitos atribuídos à Covid-19 no Brasil no ano passado não foram causados pela doença.

“O TCU esclarece que não há informações em relatórios do tribunal que apontem que ‘em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid’, conforme afirmação do presidente Jair Bolsonaro divulgada hoje”, disse o TCU, em nota divulgada na tarde desta segunda-feira.

De manhã, durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro falou que estava divulgando “em primeira mão” a informação sobre o suposto relatório, que teria sido divulgado “há alguns dias”.

— Em primeira mão para vocês. Não é meu, é do tal do Tribunal de Contas da União, questionando o número de óbitos no ano passado por Covid. E ali o relatório final, não é conclusivo, mas em torno de 50% por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União. Esse relatório saiu há alguns dias, logicamente que a imprensa não vai divulgar, vamos divulgar hoje aqui.

O Palácio do Planalto foi procurado para explicar a origem da informação, mas não respondeu até o momento. Desde o início da pandemia de Covid-19, no ano passado, Bolsonaro já questionou diversas vezes os números de óbitos pelo novo coronavírus, mas nunca apresentou evidências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.