#JornalismoSemFakeNews

2 de agosto de 2022 às 12:53

Pesquisa revela o que alguns institutos escondem: o crescimento de Rafael Motta na disputa pelo Senado

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Senado tem sido a disputa mais acirrada nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte.

E a guerra de pesquisas, sempre encomendadas pelas assessorias dos candidatos Carlos Eduardo (PDT) e Rogério Marinho (PL), tenta esmagar a candidatura do deputado Rafael Motta (PSB) que surge sem o apoio das principais chapas majoritárias.

Rafael segue em busca do eleitor indeciso que se alinha com o “nem Carlos Eduardo nem Rogério Marinho” e a pesquisa do instituto Item, nem contratada por Carlos nem por Rogério, apresenta números que alguns institutos já apontaram, com Rafael com dois dígitos.

O engraçado é que as assessorias dos outros dois candidatos, que contratam e pagam pesquisas, tentam desqualificar as pesquisas do instituto Item dizendo que são contratadas por Rafael.

Sabe o sujo falando do mal lavado?

É sobre isso…

Veja os números da pesquisa feita entre 27 e 29 de julho e registrada na justiça eleitoral sob número RN-07835/2022 e BR-05480/2022 divulgada pela 94FM em Natal.

Na pesquisa estimulada os números para o Senado são os seguintes:

Carlos Eduardo – 23%

Rogério Marinho – 20%

Rafael Motta – 15%

Shirlei Medeiros – 2%

Freitas Júnior – 0,5%

Dário Barbosa – 0,5%

Indecisos/brancos/nulos – 39%

*

Na espontânea, onde os nomes dos candidatos não são apresentados e os entrevistados lembram…

Rogério – 16%

Carlos – 15,5%

Rafael – 10%

Shirlei – 1%

Outros nomes foram citados de quem não é candidato a senador.

*

A rejeição para o Senado mostra que a rejeição de Rogério Marinho é a mesma de Carlos Eduardo.

Rogério – 17,5%

Carlos – 17%

Rafael – 9%

Freitas Júnior – 4%

Dario Barbosa – 3,5%

Shirlei – 3%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil